PF deflagra operação contra lavagem de dinheiro e tráfico de drogas. No Acre, foi determinada a prisão de oito pessoas

Da Redação

A Polícia Federal com apoio da Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (FICCO), coordenada pela PF, deflagrou nesta segunda-feira, 31, uma operação que tem como finalidade investigar lavagem de dinheiro e tráfico de drogas de determinada facção criminosas que atuam em todo o Brasil.

No início das investigações, durante a Operação Caixa Forte, que identificou os responsáveis pela lavagem de dinheiro proveniente do tráfico drogas, foram revelados que os valores auferidos com o comércio ilícitos de entorpecentes, eram utilizados em contas bancárias da facção para recompensar membros da organização criminosa que estão presos.

Durante a ação policial, foram identificados 210 integrantes do alto escalão da quadrilha que cumprem pena em presídios federais. Todos recebiam valores mensais, e, para garantir o recebimento do “auxílio”, os criminosos indicavam contas de terceiros não pertencentes à facção. Dessa forma, os valores, oriundos de atividades criminosas, ficavam ocultos e supostamente fora do alcance da Justiça.

A operação envolveu mais de mil policiais. Estão sendo cumprindo 623 ordens judiciais, sendo 422 Mandados de Prisão Preventiva e 201 Mandados de Busca e Apreensão, em 19 Estados e no Distrito Federal; além do bloqueio judicial de até R$ 252 milhões. Os presos são investigados pelos crimes de participação em organização criminosa, associação para o tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. No Acre, a Justiça determinou a prisão de oito pessoas.

Mais Lidas