Covid- 19: pesquisa revela que 13 mil acreanos afastados do emprego não receberam seus salários em julho deste ano

Dell Pinheiro

Segundo levantamento da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Acre, das quase 250 mil pessoas com algum tipo de ofício, 47 mil estavam afastadas do trabalho desde julho deste ano, em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

De acordo com os dados, do total de pessoas ocupadas, 103 trabalhavam de maneira informal, ou seja, sem registro profissional. O estudo também destacou que, das pessoas afastadas, 72,3% continuaram recebendo seus salários.

Desse percentual, 13 mil não recebiam seus proventos durante o isolamento social, que impossibilitou grande partes dos brasileiros de levar o sustento para casa.

 

Mais Lidas