Liminar concedida: goleiro Bruno entra em campo nesta quarta-feira, 9, sem o uso da tornozeleira eletrônica

Da Redação

Foi deferido na tarde de terça-feira, 8, o pedido de defesa do Rio Branco para liberar o uso da tornozeleira eletrônica pelo goleiro Bruno Fernandes, antes dos jogos e treinamentos do time. O pedido foi concedido pelo juiz da Vara de Execuções Penais, Hugo Torquato.

A decisão permite que o aparelho, utilizado por sentenciados que cumprem o regime semiaberto, possa ser retirado por Bruno duas horas antes das partidas.

Na noite de terça, o atleta registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Flagrantes. Em depoimento, o goleiro alegou que a tornozeleira estava machucando seu tornozelo durante os treinos e pediu para realizar exame de corpo de delito.

 

Mais Lidas