Após apoio a Simone, Márcio Bittar diz que ‘jamais se alinhará’ contra governo Bolsonaro

O Antagonista

No dia seguinte ao lançamento da candidatura de Simone Tebet (MDB), o senador emedebista Márcio Bittar declarou apoio à colega em entrevista a O Antagonista. Na ocasião, ele disse que a disputa pela presidência do Senado havia “embolado”.

Bittar é um dos vice-líderes do governo de Jair Bolsonaro no Congresso — o candidato oficial do Planalto é o adversário de Simone, Rodrigo Pacheco (DEM).

Hoje, Bittar afirmou a este site: “Por uma questão de coerência, crença e fidelidade, jamais me alinharei a qualquer movimento que vá de encontro ao governo que apoio e acredito”.

 

O senador não gostou de um texto divulgado ontem pela candidatura de Simone com críticas diretas ao presidente da República. Questionado se, então, votará em Pacheco, Bittar respondeu assim:

“Estou dizendo o que considero óbvio: o MDB é base de apoio do governo. Eu me elegi com o Bolsonaro. Apoiei a Simone contra o Renan Calheiros [no MDB], em 2019, porque, entre outras razões, o Renan tinha uma atitude contra o governo, um governo que, apesar dos problemas que o próprio governo cria, é o que eu apoio.”

Bittar acrescentou que, desde que chegou ao Senado, avisou aos caciques partidários que teria um posicionamento pró-governo. Ele é o relator da PEC Emergencial e foi, no fim de 2020, o responsável por tentar criar uma alternativa ao auxílio emergencial, que parou de ser pago na virada do ano.

Mais Lidas