Bocalom nomeia para administrar mercado cadeirante que perdeu o pai em acidente de avião que matou Dom Giocondo

 

Wanderley de Matos da Silva, 49 anos, é o novo administrador do mercado Luiz Galvez, o maior entreposto público da Baixada da Sobral. Nomeado pelo prefeito Tião Bocalom (Progressistas), Wanderley Cadeirante, como é conhecido, tem ligação política com o senador Sérgio Petecão (PSD). Inclusive foi candidato a vereador pelo PSD, ficando entre os mais votados.
À nomeação do Wanderley Cadeirante agradou os comerciantes do mercado Luiz Galvez. A chegada dele levantou o astral, segundo a comerciante Milca Maria. “Ele é muito alegre”, disse. Wanderley está tentando corresponder às expectativas. “Vou fazer de tudo para agradar esse povo, conforme nosso prefeito Bocalom tem orientado”, promete o ex-candidato, agora gerentão.


Para chegar até aqui, Wanderley deu uma suada na vida. Ele nasceu em Sena Madureira, um mês depois de aquele avião da Cruzeiro cair na cabeceira do aeroporto, matando todos os 33 passageiros e tripulantes, inclusive o pai dele, seu Francisco Pedroza, além do Bispo da prelazia do Acre e Purus, Dom Giocondo Grotti, em 1971. Ficou aos cuidados da mãe, dona Galdina de Matos, que terminou de lhe criar com a ajuda do avô. Com três anos de idade Wanderley é vitimado por uma paralisia infantil, a mais infame peste de metade do século passado, só erradicada após as intermináveis campanhas de vacinação com a BCG.
Mesmo sem o movimento das pernas, Wanderley cresce normalmente no município onde nasceu, estudou e há 12 anos resolveu entrar para a política em Sena Madureira incentivado pelo amigo Sérgio Petecão, já senador da República. Bateu na trave naquela eleição. Há 10 anos se mudou para Rio Branco e em 2020 voltou a disputar uma eleição, agora na capital. Foi até bem votado, com 117 sufrágios depositados em seu favor nas urnas, mas não alcançou o objetivo maior, a cadeira de vereador. Leal ao projeto político de seu tutor, ganhou a administração do mercado e está feliz da vida. “Nenhuma barreira que a vida me impôs me deixa pra baixo. Sou feliz e alegre com tudo o que Deus me deu”, diz ao Acrenews.

Mais Lidas