COLUNA DO EVANDRO CORDEIRO

Reconhecimento

O governador Gladson Cameli (Progressistas) ganhou um elogio esta manhã importante sobre como vem conduzindo o combate à pandemia. Do Raimundo Sabonete, ex-diretor nacional do Incra e professor universitário.
“Gladson tem sido o governador exemplo de como se deve conduzir uma pandemia; tem levado muito a sério e tomado as medidas necessárias para combater e conter o avanço do vírus. Trata as pessoas com respeito e tem dedicado boa parte do seu tempo ao enfrentamento ao covid. Merece nosso respeito, e a nota é 10”, afirmou.
Não é um elogio qualquer.

Sem fura-fila da vacina
Essa semana o governador Gladson Cameli (Progressistas) já havia dito a essa coluna que não vai tolerar fura-fila na vacina da Covid. Neste sábado ele ganhou o reforço do Ministério Público. A procuradora-chefa, Kátia Rejane, informou que o parquet está de olho.

Chegou chegando
Deputado estadual empossado no lugar da Doutora Juliana, Pedro Longo (PV) chegou chegando no parlamento. Trouxe na bagagem a experiência de duas décadas e meia com Juiz de Direito, inclusive passando pela corte eleitoral. Tem futuro.

Não foi afronta
“A candidatura do Minoru nunca foi uma afronta ao Gladson. Em um dado momento ele foi até simpático a ela”.
Fala rara do vice-governador, Major Rocha (PSL), em dias de silêncio.

Fica no PT
“Fui à prefeitura tratar de emendas do deputado federal Leo de Brito. Sou filiado ao PT desde 1998 e pretendo continuar”. Explicação do ex-presidente do PT, André Kamai, para uma visita que fez a Arthur Liboriano, chefe da Casa Civil de Tião Bocalom (Progressistas), interpretada como um convite recíproco para Kamai mudar de ares políticos.

 

Belo nome a disposição


Ex-prefeita da capital, a professora Socorro Neri (PSB) é um belo nome ai pela rua para qualquer parada política. Adorada pelo governador Gladson Cameli (Progressistas), respeitada pelo prefeito Tião Bocalom (Progressistas), seu sucessor, e admirada por muita gente pela forma como administrou Rio Branco, tratando com seriedade os recursos públicos, ela é uma bela opção. Tentei falar com ela, mas parece ainda estar naquela quarentena que todo político tira depois do mandato.

Dificuldade de candidato
Presidentes de partidos estão em polvorosa. Com exceção de MDB, PP, PSD, todos os demais terão sérias dificuldades de montar chapas, tanto para estadual quanto para federal. Se montarem, não elegem ninguém.

Política tão cedo
Depois de viver uma experiência desagradável como prefeito do Quinari, o cirurgião dentista André Maia vai cuidar da carreira, onde é o cara. Não há como dizer que ele foi mal como gestor. A administração dele foi produtiva, mas deu uma mancada pelo meio do mandato e foi parar na cadeia. Resultado: deu uma manchada no currículo, mesmo tendo sido praticamente inocentado.

 

Exemplo a um palmo da venta
Os prefeitos novos, que se elegeram em 2020, estão cheios de exemplos recentes de que o povo não perdoa. Se não fizer gestão de vanguarda, sem corrupção, em 2024 pode esperar a lapada.

 

Nova liderança


Eleito para governar a segunda maior cidade do Acre, o prefeito de Cruzeiro do Sul, Zequinha Lima (Progressistas), passa a ser, naturalmente, uma das grandes lideranças políticas do estado. Mesmo assim ele ainda foge dessas marcas. Acha cedo para pensa nisso e para dar entrevistas fazendo conjecturas. Disse que quer primeiro mostrar serviço.
Como repórter político antigo, dei razão a ele.

Queda pela Covid
Essa doença apocalíptica chamada Covid-19 tombou dois grandes acreanos nas últimos 48hs: Luiz Lazzare, de Plácido de Castro, e Lula da Dimel, de Capixaba. Ambos foram geradores de emprego e renda nas últimas décadas no Estado.

Em Brasiléia
Na manhã deste sábado chegou à mesa do secretário de saúde do estado, Alysson Bestene, uma série de reclamações em relação ao hospital de Brasiléia. Muita gente internada com dengue e coronavírus. Um pandemônio, que Alysson precisa encarar urgente.

Precisa trabalhar muito
Único prefeito eleito pelo PSD do senador Sérgio Petecão, Camilo da Silva precisa reinventar Plácido de Castro, um município de eleitor exigente. Os últimos prefeitos, entre eles o Gedeon Barros, nem foram tão ruins assim, mas pagaram o preço por fazer apenas o trivial.

 

Frenesi sem nexo
Essa semana o presidente da Câmara Municipal de Rio Branco, vereador N Lima (Progressistas), nomeou os assessores dos vereadores, divulgado pelo Diário Oficial. Foi um frenesi medonho nas redes sociais, mas totalmente desnecessário. Desde que o mundo é mundo, político sempre teve assessor.

Rede social sem crédito
O denuncismo barato e o destaque das preferências políticas descredibilizam as redes sociais. Com isso, a imprensa tradicional, no que pese seus velhos vícios, ainda continua balisando a boa informação.

Mulher na chapa do Gladson
Dizem nos corredores de logradouros públicos pelo centro de Rio Branco que o futuro vice de Gladson Cameli (Progressistas) em 2022 poderá ser uma mulher.

Mais Lidas