25 C
Rio Branco
sábado, janeiro 16, 2021

COLUNA – Evandro Cordeiro


 

Nova história
Volto a escrever uma coluna para as “fofocas” digamos mais miúdas do Acre, depois de algum tempo. É que tinha ido ali disputar as eleições. Seja bem vindo, caro leitor.

Caldo de peixe


Márcia Bittar, mulher do senador Márcio Bittar (MDB), almoçou no último domingo na bela fazenda do presidente do PSL no Acre, Pedro Valério. Caldo de peixe e galinha caipira.
Márcia está sendo preparada para disputar as eleições em 2022.

 

Flagrante
Esses dias o governador Gladson Cameli (Progressistas) fez um flagrante triste. Um aliado, para quem ele deu uma bela CEC, foi flagrado incentivando uma outra candiatura a governador. Aguarde a caneta do homem em fevereiro porque o flagra foi do tipo a vaca com o rabo amarrado pra cima…

 

Bocalom não recebe pidões
Arthur Liboriano, o homem mais poderoso da gestão Bocalom (Progressistas) na prefeitura de Rio Branco, fez circular uma orientação a todos interessados que nessa primeira semana nem eles (secretários), nem o prefeito, vão receber ninguém. Esse ‘ninguém’, na verdade, é o famoso pidão, aquele cabo vei eleitoral que tá chorando um olho e remelando outro por uma boquinha.

PDT correndo risco
O presidente do PDT no Acre, deputado estadual Luiz Tchê, fique “veaco” urgente. Tem um grupo político forte do Acre rondando o presidente nacional, Carlos Lupi.

PT volta em 22
Os petistas voltam em 2022. A informação é quentinha. Eles estão a procura de uma sigla para criar um palanque. A ideia inicial é tentar eleger Jorge Viana senador. Mas até lá muita coisa pode mudar e ele disputar o governo.

Nome da Rosa
O nome que o PT sonharia para encabeçar uma chapa seria o do ex-prefeito Marcos Alexandre. Difícil vai ser ele topar ir para o segundo sacrifício seguidamente. Além do mais ele tem convite especial do senador Sérgio Petecão (PSD).

Até onde Bocalom aguenta
As apostas nas rodas de política é para saber até onde o prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (Progressistas), vai aguentar administrar sem a famosa “parceria” com os vereadores. Lembro que hoje cedo ele reforçou essa ideia de independência ao falar com a coluna pelo telefone. “Vou quebrar esse paradigma”, garantiu.

Conselho


Onde a gente para e conversa sobre política o conselho é uníssono aos deputados federais Alan Rick (DEM) e Vanda Milani (SOLIDARIEDADE): ou eles procuram uma sigla como o Progressistas, por exemplo, ou não podem nem sonhar em voltar para Brasília.

Prefeito vai sair de seu partido
Tem um prefeito do interior que vai deixar seu partido para disputar uma das oito cadeiras na Câmara Federal pelo Progressistas.

Justiça foi feita
O Frank Lima, novo secretário de saúde da prefeitura de Rio Branco, foi uma das escolhas mais justas do prefeito Tião Bocalom (Progressistas). No que pese ser pavio curto, mal humorado algumas vezes, é um velho soldado da oposição, diga-se de passagem bem qualificado para a tarefa.

Vereadora mais votada


Michele Melo Santiago (PDT), vereadora mais votada de Rio Branco, deverá disputar as eleições para deputada federal em 2022 numa parceria fechada desde a campanha com o ex-deputado estadual Eber Machado, que sonha voltar à Assembleia Legislativa. O pai dela, o mega empresário Nelsinho Santiago, que não tem problema de dinheiro, já teria concordado com essa projeção.

 

Quarta força
Nas eleições de 2022 é muito provável que no Acre sejam colocadas na rua quatro candidaturas a governador. Uma, naturalmente, a do Gladson Cameli (Progressistas). As demais são da turma do PT, organizada pelo ex-senador Jorge Viana, talvez numa outra sigla; a do senador Sérgio Petecão (PSD), que já está em campanha pelo interior do Acre; e uma quarta puxada por um grupo de empresários, grupo onde podem estar Fernando Zamora, Celestino Bento, Adem Araújo e talvez Rodrigo Pires, esse último herdeiro do Império da Utilar, uma das maiores vendedoras de eletrodomésticos no Acre nos anos 1970, 1980 e 2000.

Trabalho só em fevereiro
Só a título de informação: os vereadores tomaram posse dia primeiro, empossaram os prefeitos, mas eles mesmo só começam a trabalhar dia 5 de fevereiro.
Tá bom?





Mais Lidas