25 C
Rio Branco
sábado, janeiro 16, 2021

Governo do Acre deve ajudar o Amazonas no fornecimento de oxigênio para pacientes do Covid-19


Amazônia Agora

Os pedidos desesperados de ajuda para aquisição de oxigênio, feitos em vídeo pelo governador do Amazonas Wilson Lima, para obter oxigênio destinado ao atendimento de vítimas do Covid-19, foram ouvidos no Acre. O governador do Estado, Gladson Cameli, disse, com exclusividade ao Amazônia Agora, que, assim que ficou sabendo dos pedidos desesperados do colega amazonense, mandou proceder um levantamento e estimativas no Acre para que, “se não faltar aos nossos pacientes”, o governo local possa ajudar no socorro aos amazonenses.

No vídeo divulgado na noite deste domingo 10/01, o governador Wilson Lima informou que o Estado começa a ter dificuldades de oxigênio para atender a demanda dos hospitais que fazem atendimento de pacientes com Covid-19. De acordo com o governador, as empresas que fornecem o produto no Amazonas informaram que não têm mais condições de fornecer oxigênio na quantidade que o Estado está necessitando.

 

Governo do Amazonas está pedindo socorro para conseguir cilindros de oxigênio para pacientes de Covid-19 no Estado

 

“E agora, nós começamos a lidar com mais uma situação dramática: as empresas que fornecem oxigênio para o Estado informaram que não têm mais condições de fornecer oxigênio na quantidade que o Estado está necessitando. Nós estamos entrando numa situação dramática, e se nada for feito, nos próximos dias nós ficaremos sem esse produto”, disse o governador no vídeo.

 

Wilson Lima, governador do Amazonas: pedido desesperado em video

 

O governador Wilson Lima informou, também no vídeo, que o Estado está mobilizando uma operação junto com o Exército brasileiro para trazer cilindros de oxigênio de Guarulhos (SP), estudando a montagem de usinas de pequeno porte de oxigênio e pedindo ajuda de outros estados para que indiquem empresas que possam fornecer o produto ao Amazonas “Nós temos dinheiro em caixa, mas não conseguimos comprar o produto aqui na região”, disse Wilson Lima. O governador do Acre disse que vai fazer de tudo para ajudar o povo do Amazonas, onde tem amigos e familiares. “O que está acontecendo no Amazonas me aperta o coração, não só porque tenho ligações de amizade e de família no Amazonas. É porque é uma situação dramática, desesperadora mesmo e ainda mais agora com o risco de faltar oxigênio”, afirmou. “Minha luta no Acre sempre foi para que não chegássemos ao que chegou ao Estado do Amazonas. Por isso, eu volto a insistir: meus irmãos acreanos, ajudem o seu governador a ajudar vocês. Fiquem em casa, mantenham o distanciamento social, façam a higienização nas mãos e usem máscaras. Falta muito pouco para que alcancemos vacinação e possamos, de novo, voltar a viver verdadeiramente”, disse.

Gladson Cameli reafirmou que as tratativas que vêm fazendo com os governos de São Paulo e federal é para que a vacinação dos acreanos comecem ainda no mês de janeiro. “Queremos começar a vacinar no mesmo dia que São Paulo começar, provavelmente já no dia 25 de janeiro”, afirmou. “Quanto ao Amazonas, o oxigênio que tivermos de sobra, nós vamos enviar para lá. Se não faltar aos acreanos, o Amazonas vai receber nossa ajuda”, disse.





Mais Lidas