25 C
Rio Branco
domingo, janeiro 17, 2021

Prefeita de Brasiléia abre o coração para falar do segundo mandato: “Vem coisa boa por aí. Estou bem mais madura para cuidar do município”


 

A assistente social Fernanda Hassem, ex-secretária de comunicação por 7 anos e vereadora durante quatro (2012-2016), é a prefeita reeleita do município de Brasiléia, município distante da capital 232km, localizado na fronteira com a Bolívia. Aos 39 anos, ainda filiada ao PT, partido pelo qual se reelegeu, torcedora quase fanática do Fluminense, por quem torce “até dormindo”, segundo ela, essa moça bonita, filha de político, o ex-vereador Licurgo Hassem, se consolida, ao conquistar a segunda vitória nas urnas, como a liderança política proeminente da região do Alto Acre. De fato mais madura, até pela força do tempo, ela faz um apanhado do que foi até aqui seu mandato e exercita a futurologia, conjecturando o que pode vir por aí. Disse ao Acrenews, por exemplo, que seus munícipes podem esperar muita coisa boa. Obras. Muitas obras nos próximos quatro anos. Fala também de sua saída do PT e de provável candiatura em 2022. Acompanhe a entrevista:

Acrenews – Qual desafio maior desse segundo mandato?

FERNANDA HASSEM – Um dos principais desafios desse segundo mandato, primeiro preciso relembrar o que foi o primeiro diante de tantas inadimplências como a gente encontrou. Então o primeiro mandato foi pra ordenar a casa, os convênios, os trabalhos, os projetos, colocar a prefeitura da adimplência e para ficar apta junto aos órgãos federativos em que a prefeitura pode fazer as parcerias necessárias. Então conseguimos fazer o dever de casa e também avançamos bastante na reestruturação da cidade.

Esse segundo mandato ele vem de encontro com esse desafio que o Brasil, o mundo e que o Acre não é diferente, que é a gente poder superar essa crise econômica que o país está ultrapassando. Então o nosso principal foco hoje é o equilíbrio fiscal, econômico a geração de emprego e renda. Nós estamos muito focados em poder oportunizar nossos jovens, homens e mulheres na geração de emprego e renda e fomentar a economia local através do agronegócio, da agricultura familiar, da infraestrutura urbana e rural do município, esse é um dos maiores desafios nossos.

Acrenews – O que efetivamente Brasiléia pode esperar de obras, por exemplo, nos próximos quatro anos?

FERNANDA HASSEM – Nos temos aqui uma obra estruturante que é de execução do governo federal com o governo estadual, que é o anel viário. A expectativa é muito grande para que essa grande obra possa ser iniciada esse ano.
Além disso a Prefeitura de Brasileia através de convênios e projetos próprios apresentados pela nossa equipe, nós temos: revitalização de parques, construção de novos parques, urbanização de parte da Av. Marinho Montes e calçamento. Construção de novas escolas (Conci Alves e Socorro Frota), construção de mais duas creches, construção de biblioteca pública municipal, revitalização de todos os espaços das nossas escolas e também das nossas unidades de saúde.

Além de um forte trabalho que iremos fazer na pavimentação de ruas. São vários os projetos, eu não vou aqui conseguir enumerar todos, citei aqui os principais que são estruturantes que a gente está falando aí de investimentos que ultrapassam a casa dos 50 milhões de reais de investimentos aqui para o nosso município. Lembrando que são tanto obras estruturantes como também geração de emprego e renda, como: Construção do CRAS, CREAS, vamos criar também um centro administrativo aqui para a prefeitura, então é muita coisa boa vindo por aí.

Acrenews – E o novo desafio na Amac (Fernanda foi eleita vice-presidente da Associação dos Municípios do Acre, Tião Bocalom, do Progressistas, prefeito de Rio Branco, o presidente)?

FERNANDA HASSEM – De verdade é um novo desafio porque a Amac como eu sempre digo, eu sou municipalista nata, eu defendo as causas municipalistas. Amac é uma associação que cuida, que protege dos projetos, convênios dos 22 municípios do Acre.

A muito (tempo), não me recordo se o alto Acre teve representatividade dentro da direção principal, nós colocamos e eu agradeço aos colegas prefeitos que por unanimidade votaram para que nós estivéssemos lá. Vamos defender a pauta dos 22 municípios, mas também vamos levar o nome do Alto Acre. Capacitação para as equipes das prefeituras, prefeitos novos com equipes novas e brigar junto ao governo federal, junto a bancada do Acre, investimentos para os nossos municípios.

Acrenews – A senhora deixa o PT e se filia em outra sigla para disputar as eleições em 2022?

FERNANDA HASSEM – Olha só, essa é uma pergunta desde do início da minha vida pública eu sempre venho escutando-a. Eu acabo de vencer uma eleição, eu acho tudo muito prematuro falar de 2022. Nós falaremos do processo de 2022 no período, o meu objetivo agora é cuidar de Brasileia, seguir com os trabalhos que nós não conseguimos avançar nesse primeiro mandato que a gente está determinados a avançar nesse segundo mandato.
Com relação a sigla partidária eu me sinto muito a vontade, muito bem dentro do partido que eu sempre estive. Mas volto a dizer que enxergo tudo muito prematuro, você falar de algo em 2022. Até o momento ninguém nem sabe quem serão os candidatos, quais partidos lançarão majoritários. O meu partido por exemplo até o momento não sentou para conversar absolutamente nada sobre 2022.

Acrenews – Quais erros a senhora não quer mais cometer nesse segundo mandato?

FERNANDA HASSEM – Primeiro que nós somos imperfeitos governando pessoas que também são imperfeitas, óbvio que dentro de uma gestão, de um contexto tão grande como é o nosso caso aqui de Brasileia, que está no coração do Alto Acre. Que tem tantas as demandas tanto como da cidade como da zona rural, os desafios são gigantescos, mas, um dos erros que eu considero que preciso melhorar, não que seja um erro, mas eu quero estar mais próxima das pessoas, quero ouvir mais. As lideranças sindicais, as lideranças comunitárias e as lideranças rurais. Eu penso que quando a gente compartilha, quando a gente socializa, quando a gente trás as pessoas para governar junto com a gente. A possibilidade de erro é muito menor.

Acrenews – O que a população de Brasileia pode esperar da Fernanda Hassem de agora em diante?

FERNANDA HASSEM – A população de Brasileia poder esperar uma prefeita muita mais madura, muito mais preparada. Com uma uma prefeitura com mais estrututa para que possamos avançar e pode esperar e confiar que vem muito mais trabalho. Nós não faremos distinção, do que vai ser cidade do que vai ser zona rural. A gente está muito determinada!

Não vai ser o quinto ano da prefeita Fernanda, e sim, o primeiro ano do segundo mandato. Vem muito mais trabalho. Eu estou muito otimista como se fosse meu primeiro dia a frente do executivo municipal.





Mais Lidas