Presidente do sindicato da prefeitura de Rio Branco diz que volta às aulas presencial vai ser uma “tragédia”

O presidente do Sindicato dos Servidores da prefeitura de Rio Branco, José Pinheiro, considera a volta às aulas presenciais, mesmo só para a quinta série, uma tragédia. “Vai ser um deus-nos-acuda”, prevê, mais pessimista do que nunca, rebatendo decisão do prefeito Tião Bocalom (Progressistas), que optou mandar para a sala de aula os alunos da série que será entregue ao governo em 2022, para iniciarem o ensino médio.
Para o presidente do sindicato, as aulas só deveriam passar a ser presencial quando a comunidade escolar estiver vacinada. “A prefeitura precisa criar uma estratégia para imunizar os profissionais de educação, ai sim, podemos ter aulas presenciais. Fora isso, repito: vai ser uma tragédia”, disse José Pinheiro ao Acrenews.

Mais Lidas