Vacina no combate à Covid-19 chega em Santa Rosa do Purus

Agência de Notícias do Acre

As vacinas que devem ajudar no combate ao coronavírus no Acre também chegaram a Santa Rosa do Purus, distante 298 km a noroeste da capital Rio Branco, na manhã desta quarta-feira, 20. O voo que levou as doses da Coronavac foi realizado pelo avião particular do governador Gladson Cameli, que colocou o veículo à disposição do Estado para ajudar no transporte e ações em saúde neste período de pandemia.

O voo que levou as doses da Coronavac foi realizado pelo avião particular do governador Gladson Cameli, que colocou o veículo à disposição do Estado Fotos: Odair Leal/Secom

No total, 3.100 doses do imunizante foram destinadas ao município, que, assim como os demais, destinará a vacina, neste primeiro momento, exclusivamente a profissionais da área da saúde, idosos e grupos indígenas. A solenidade com o ato simbólico de vacinação foi realizada no Centro de Saúde Paulo Alcione Marques e teve a participação do governador Gladson Cameli; do vice-governador Major Rocha; do prefeito do município, José Altamir de Sá; do representante da Assembleia Legislativa do Acre, deputado Luiz Gonzaga; e do secretário de Estado de Saúde, Alysson Bestene.

3.100 doses do imunizante foram destinadas ao município, que, assim como os demais, destinará a vacina, neste primeiro momento, exclusivamente a profissionais da área da saúde, idosos e grupos indígenas. Fotos: Odair Leal/Secom

“Vim primeiro agradecer a todos os colaboradores que estão na linha de frente no combate ao coronavírus, servidores da Saúde, Vigilância Sanitária e trabalhadores da Segurança, e também trazer as boas novas de que Santa Rosa será o município que mais vai receber vacinas, proporcionalmente falando, pela quantidade de habitantes indígenas. Trouxemos a primeira remessa; hoje e essa semana ainda chegam as demais para vacinar os que têm prioridade. As coisas vão melhorar, tenha a certeza disso, mas para a vacina é só um reforço, vamos precisar redobrar os cuidados pra poder vencer esse vírus”, destacou Gladson Cameli.

Quem foram os primeiros a receber a vacina

– Helia Oliveira Prado Kaxinawá, 38 anos, moradora do bairro Centro e representante dos profissionais de saúde da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) foi a primeira a ser vacinada no município. Na sua família, 14 pessoas foram infectadas pela doença e um dos matriarcas acabou falecendo.
– Francisca Mourão Marques, de 62 anos, moradora da região central e representante dos profissionais de saúde, com 26 anos a serviço do município. Na família duas pessoas foram afetadas pelo coronavírus, mas sem óbitos.
– Vicenti Culmina, 30 anos, morador da Aldeia Maronawa, distante do centro de Santa Rosa quatro horas de barco. Também representa 43 aldeias indígenas, cerca de 70% de toda a cidade. Na família, três de seus parentes foram infectados, sem registro de óbitos.

Casos confirmados em Santa Rosa

Desde a primeira ocorrência notificada de coronavírus no município em maio de 2020, já foram confirmados outros 423 casos da doença e duas mortes. Ao governador do Acre, o prefeito José Altamir de Sá, durante o evento de entrega das doses, dedicou-lhe agradecimentos e destacou a importância do imunizante para a região.

“Em Santa Rosa, mais de 70% dos habitantes são indígenas. Sejam moradores da cidade ou de aldeias, serão os maiores beneficiados. Por isso, quero agradecer o esforço e o empenho do governador em nos trazer a vacina que literalmente veio com ele do céu, nos trazendo esperança de que tudo possa voltar à normalidade. Estamos realmente gratos”, observou.

Mais Lidas