Acreana vira vice-presidente da Confederação Nacional de Handebol

MANOEL FAÇANHA

Em votação virtual, a Confederação Brasileira de Handebol (CBHb) elegeu nesta segunda-feira (1) sua nova diretoria para o biênio (2021-2022). O candidato de oposição pela chapa “Frente Brasil de Handebol – Movimento de Reconstrução”, o empresário Felipe Cascão, obteve a maioria dos votos, assim eleito para comandar a entidade, juntamente com outros dois nomes do handebol nacional: Marcelo Rizzotto (vice-presidente) e a acreana Maria Rosaídes, a Bolha (2ª vice-presidente).

O processo eleitoral contabilizou 48 votos. Fechado a votação, o candidato Felipe Cascão conquistou 33 votos (69%) contra 15 votos (31%) do candidato Edgar Hubner.

Feliz pela vitória nas urnas, Maria Rosaídes, a Bolha, tratou de agradecer a sensibilidade da chapa “Frente Brasil de Handebol – Movimento de Reconstrução”, por entender à importância da representatividade feminina na nova administração da CBHb. Na carreira de dirigente esportiva, Bolha comanda o handebol acreano há 16 anos e durante esse período trabalhou nas realizações de competições e contribuiu diretamente para a revelação de talentos na modalidade.

Com inúmeros desafios neste período de pandemia do novo coronavírus, a prioridade da nova gestão da CBHb será trabalhar com transparência dos recursos e buscar a pacificação dos conflitos políticos internos. Outra prioridade será realizar uma gestão bem participativa, ouvindo pessoas que trabalham com a modalidade em toda a parte do país.

Mais Lidas