ÁUDIO Mimi, o homem que precisou ameaçar Weverton com uma ripa para ele virar goleiro

O eterno rei momo do carnaval de Rio Branco e fundador do projeto Recriança, Josemir Nogueira Calixto, o Mimi, foi aquela pessoa fundamental na vida do goleiro Weverton, que hoje disputa a final da Libertadores pelo Palmeiras. No início dos anos 2000, Mimi se obrigou a ameaçar aquele garotão cumprido, que era goleiro da Escolinha do Pinóquio, la do bairro Bahia velha, onde Everton nasceu. Ouça a história contada pelo próprio Mimi:


QUEM É “MIMI” E RECRIANÇA

O programa Recriança foi fudando em 5 de maio de 1989. É o mais antigo projeto voltado para a inclusão social no Acre, o Programa Recriança, completa três decadas de atuação.
Fudando em 5 de maio de 1989, pelo desportista Josemi Calixto, o Mimi, por lá já passaram craques como Weverton, goleiro do Palmeiras, e Elison Azevedo, ex-zagueiro do Rio Branco e hoje presidente do Atlético-AC.
Mas não é só craques que foram revelados pelo Programa Recriança, conta Mimi. “Ao logo desses 30 anos formamos também grandes personalidades que trabalham em várias áreas da sociedade”, lembrou.
No último dia 4 de maio, um jogo amistoso entre os primeiros alunos da escolinha (de 1989 e 1990) fizeram um jogo festivo para comemorar a data. O time de branco venceu a equipe de azul por 2 a 1, no campo do Vasco, onde o projeto começou.
Na oportunidade foi feita uma homenagem a um dos fundadores do programa,
Mauro Porquinha, que morreu em 2004 num acidente de paraquedas, em Cobina (Bolívia). Um troféu foi entregue à família do desportista.
Para conseguir manter a estrutura com dois campo, materiais esportivos e uma Combi, Mimi precisa peregrinar patrocínio da iniciativa privada, já que o poder público não ajuda.
“Ajudamos muitas crianças e adolescentes, mas nosso trabalho não é valorizado pelas autoridades”, lamenta. Uma das exigências para participar da escolinha é está matriculado e frequentando as aulas regularmente.

Mais Lidas