COLUNA DO EVANDRO – “Ainda não é tempo de falar sobre política”, diz ex-prefeita Socorro Neri

 

A ex-prefeita de Rio Branco, Socorro Neri (PSB), completa nesse primeiro de fevereiro exatamente um mês que deixou o cargo. Entregou a Tião Bocalom (Progressistas). Ela disse à coluna que está bem, curtindo a família, mas que não é hora de falar em política.

No PSB
Socorro Neri continuará filiada ao PSB, é um nome forte no partido, mas há muito mais chance de ela vir a assumir um cargo no governo Gladson Cameli (Progressistas) do que disputar a eleição em 2022. Mas ela disse que sobre tudo isso só fala mais na frente.

Eleição em Brasília
Todo mundo de olho nas eleições para a presidência de Senado e Câmara, neste primeiro de fevereiro. Apesar do voto ser secreto, vai dar para saber, mais ou menos, quem votou em quem.

Nome forte
Márcia Bittar está andando pelo Acre. Ela sabe conversar bem sobre política. Nas campanhas do senador Márcio Bittar (MDB), a rigor, sempre foi meio time.

Sem briga
Não adianta fomentar mais briga entre o governador Gladson Cameli (Progressistas) e seu vice, Major Rocha (PSL). Eles não se amam, mas não se odeiam.

Juntar todo mundo
O governador Gladson Cameli (Progressistas) já disse à coluna: vai fazer de tudo para juntar todo mundo até 2022, mas também não vai se humilhar. Está com a popularidade nas alturas. Não vai precisar.

Mailza senadora


Senadora Mailza Gomes (Progressistas) gostou de ser senadora. Está trabalhando duro para viabilizar sua reeleição. Ela só precisa repor uma peça importante que perdeu em seu gabinete, o Artur Neto, que foi para a Casa Civil de Tião Bocalom (Progressistas), prefeito de Rio Branco. Artur é letra em articulação.

 

Montagem de chapa
Alguns partidos, como Progressitas e PSD vão “convocar” militantes para compor suas chapas de estadual e federal. Mesmo sabendo que vai servir só como bucha. E quem tem cargo tem que ir.

Chapa do PSL
Pedro Valério, único civil que resistiu a chegada do Major Rocha no PSL – inclusive continuou na presidência -, é folgado. Disse que não terá problema nenhum para montar suas chapas.

Favorece os ricos
Esse novo sistema eleitoral, em que não há coligação na proporcional, favorece as famílias ricas. Quem tem bala na agulha em todos os sentidos encabeça as chapas e pronto.

Volta do Bene
Depois de ganhar o segundo mandato em Porto Acre, inclusive com folga, o prefeito Bene Damasceno (Progressistas) pode surgir no cenário de 2022. Há quem garanta que ele quer voltar à Assembleia Legislativa, onde já esteve por dois mandatos consecutivos.

Surpresa
Quando o nome dele pintou na equipe do prefeito Tião Bocalom (Progressistas) choveram críticas nas redes sociais. Sentado na cadeira de secretário de Saúde, Frank Lima virou o jogo. Está conduzindo muito bem a pasta nesses primeiros 30 dias.

Não adianta
Se tem um tipo de denúncia que nunca vai colar no prefeito Tião Bocalom e no governador Gladson Cameli, ambos do Progressistas, é a de corrupção. Pode até acontecer, mas não com a conivência deles. Os dois não toleram.

Vem pra federal


Henrique Afonso (PSD), vice-prefeito de Cruzeiro do Sul, nunca pensou em estar onde estar para ser o sucessor do prefeito Zequinha Lima (Progressistas). Seu objetivo sempre foi pavimentar o caminho de volta à Câmara Federal, onde já esteve por trás mandatos consecutivos. Por isso, em 2022, já se sabe: Henrique disputa as eleições para federal, inclusive com apoio do prefeito.

Primeira sessão
Hoje os deputados estaduais voltam ao trabalho. A sessão virtual começou às 10hs, com a leitura da mensagem do governador Gladson Cameli (Progressistas), que faz compromissos para 2021.

Segura o PDT
Pelo sim, pelo não, o presidente do PDT no Acre, deputado estadual Luiz Tchê foi à direção nacional se garantir. Ele também foi surpreendido com a informação segundo a qual seu partido estava sendo bicorado. Um grupo político local estaria tentando tomá-lo.

Pandemia em alta
A semana começa a pandemia em alta. Por essa razão o governador Gladson Cameli (Progressistas) vai dar uma arrochada. Vai deixar funcionar só o necessário.

Mais Lidas