Há 24 anos Márcio Bitar, Major Rocha, Toinha Vieira e Zé Vieira sofriam acidente aéreo em Sena Madureira

Era uma tarde de domingo, dia 23 de fevereiro do ano de 1997. Em uma pequena aeronave comandada pelo piloto Aguinaldo Nunes de Oliveira, o Barbinha, a Prefeita Toinha Vieira, os então deputados estaduais Márcio Bitar e Zé Vieira, o comandante da Policia Militar do 8º Batalhão Tenente Wherles Rocha, o Tenente Costa do Corpo de Bombeiros e o soldado Francisco Amorim, faziam um sobrevôo no município para ter a real dimensão da cheia histórica que atingiu a terceira maior cidade do Acre.
Por volta das 15h30 ao fazer uma manobra sobre o bairro Bom Sucesso a asa do avião bateu na torre da Radio Difusora de Sena Madureira.

A aeronave perdeu o controle. O Pânico entre os tripulantes foi grande. Segundo depois o monomotor caiu numa área de mata na região Igarapé Cafezal.

A partir daí populares e policiais militares iniciaram uma verdadeira operação de guerra para tentar salvar as vitimas. Com parte da cidade totalmente alagada o acesso ao local, que já era difícil, ficou ainda mais complicado. Segundo informações o hoje vice-governador Major Rocha foi o primeiro a sair. Logo depois ele ajudou a salvar as outras pessoas. A prefeita Toinha Vieira, em seu primeiro mandato, estava desmaiada. O resgate mais difícil foi do piloto Barbinha, ele ficou preso ao manche do avião. Ele chegou a ser retirado, mas não resistiu. Na época a morte de Barbinha, que era bastante conhecida em Sena Madureira, comoveu toda a população, já abalada pela maior enchente de todos os tempos.

Mais Lidas