COLUNA DO EVANDRO – “Ser delegado é mais fácil, mas ser prefeito é mais gostoso”, diz novo prefeito de Epitaciolândia

O novo prefeito de Epitaciolândia, delegado de Polícia Civil Sérgio Lopes (PSDB), gostou do que viu nesse primero mês como gestor de um dos municípios que mais cresce no Alto Acre. Sobretudo, segundo ele, porque ser prefeito lhe abriu um leque de possibilidades. “Por exemplo: atender mais de cem famílias com auxílio alimentação me fez bem. Me senti muito humano. Ser delegado é mais fácil, mas ser prefeito é mais gostoso. Posso ajudar as pessoas”, disse à coluna.

Gladson falou grosso
Ainda não tinha visto o governador do Acre, Gladson Cameli (Progressistas), falar em tom mais agudo, como depois do decreto recente em que fechou parte do comércio e de outros serviços na intenção de conter o avanço da Covid. Os caras reclamaram da medida, ele respondeu duro.

Coração mole
Como tem um coração mole mole, Gladson falou em tom maior em relação às críticas, mas também disse que entende os empresários. Ele mesmo admite que um fechamento geral seria ruim para a economia. Dia 21 reabre tudo de novo se todo mundo obedecer.

Os língua grande
Sempre bom lembrar que os maiores críticos das medidas mais duras são os que menos ajudam ao governador.

Muito vigilante
Dessa vez, a rigor, ninguém pense que vai burlar o decreto. A polícia já começou a agir para conter os mais abusados. PMRB, DETRAN, Bombeiros, Polícia Civil e Fundeseg estão unidos e vão ficar de olho nos fura-decreto.

 

Pense na dificuldade
Os partidos que tem deputado federal e estadual vão precisar rebolar muito para formar chapa capaz de reelege-los. Candidato de mil votos só vai na chapa deles com a grana adiantada.

Reforço
O Solidariedade, partido da deputada federal Vanda Milani, ganhou dois reforços de peso: Paulo Ximenes e Raphael Bastos, ex-homens fortes do DEM.

Calado é pouco
É difícil arrancar uma fala do presidente da Assembléia Legislativa, Nicolau Júnior (Progressistas). Ele trabalha com a seguinte máxima: melhor ficar calado que falar bobagens. Não está errado.

Sumiram
Em meio a pandemia, um bocado de deputado estadual e alguns federais sumiram. Ninguém vê essa turma se mexendo para ajudar o governo.

“Faço o que o Gladson manda”
Sempre cotado nos bastidores para ser despejado da secretaria de Educação, o professor Mauro Cruz vai acumulando bons resultados e agradando cada vez mais ao governador Gladson Cameli (Progressistas), sobre quem Mauro diz sempre o seguinte: “Tudo o que acontece aqui é ideia dele. Faço o que ele orienta, porque foi ele quem me deu a oportunidade de colocar em prática tudo o que sempre sonhei pra educação”.

Crescendo na crise
No meio da crise, plena pandemia, o professor Mauro Cruz recebe o seguinte comunicado: “Oi, Mauro, me chamo Vanessa e entro em contato por parte do INEP – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Entro em contato pelo seguinte: O INEP está produzindo uma série de vídeos comemorativos sobre os 30 anos do SAEB (Sistema de Avaliação da Educação Básica) e um dos episódios, vai tratar sobre a gestão na Educação Básica e seus resultados. De acordo com os dados coletados, o estado do Acre tem alcançado avanços consistentes nas últimas edições do SAEB. Dessa forma, gostaria de marcar uma conversa com alguém que possa falar sobre esses avanços. Idealmente o secretário de educação ou alguém do governo. O INEP me passou seu contato”.
Por essas e outras é que o governador continua acreditando no professor Mauro.

Líderes de audiência
O diretor geral da rede Aldeia de Comunicação do governo do Acre, Jairo Carioca, não é só bom de gestão, uma vez que vem recuperando administrativamente todo o sistema. Ele comanda um programa, bem cedo, na rádio Aldeia, FM 96.9, chamado Cidadania, na companhia de outro bom jornalista, Jonathan Costa, e conquistou picos de audiência nada desprezíveis. São simplesmente os mais ouvidos, entre às 7hs e 8hs30 da manhã.

Linha dura
Erick Oliveira é o novo coordenador da Comissão de Licitação da prefeitura de Rio Branco. Escolha pessoal do prefeito Bocalom por uma razão óbvia: é linha dura também.

Pediu pra sair
Normando Sales não é mais do governo. O ex-prefeito de Sena Madureira pediu para sair. Agradeceu ao governador Gladson Cameli (Progressistas) e deve ir para a prefeitura, ajudar Tião Bocalom (Progressistas).

Medo da imprensa
Eleito prefeito de Acrelândia, Olavinho Boiadeiro (MDB) ainda é assustado com a imprensa. Tomou um susto quando eu disse que queria entrevista-lo. Relevei, levando consideração ao próprio apelido do alcaide.

Mais Lidas