Connect with us

EVANDRO CORDEIRO

COLUNA DO EVANDRO “Ela é minha preciosidade”, me disse o Bocalom sobre a dona Beth, meses antes dela morrer

Publicado

em

A morte da dona Elizabeth Bocalom, primeira dama de Rio Branco, põe fim a um sofrimento de pelo menos cinco anos dessa senhora tão gentil. E do próprio Bocalom. Ele, coitado, vivia notadamente apreensivo, sobressaltado por conta dessa doença dela. De vez em quando a gente pegava ele olhando para o infinito. Que Deus alivie a ambos nesse momento.

Relação exemplar

Contam que, num encontro em Brasília, Tião Bocalom teria sido convidado para ir na noite do Planalto. Turrão por natureza, teria repreendido duramente quem o convidou, tal era seu amor e respeito pela dona Beth.

Vídeomaker

Presidente do PT, o Cesário Braga virou uma espécie de vídeomaker do partido. Passa o dia filmando tudo o que acredita desgastar o governo Gladson. Não é para ignorar. Está fazendo seu papel de oposição. Ontem estava em Santa Rosa do Purus.

Compra de votos

Difícil acreditar que alguém se eleja sem comprar votos. Isso virou cultura. Por isso, faz pena ver um ou outro sendo investigado, sendo acordado pela Federal, porque vai pagar por todos.

Ato de filiação

Na tarde desta quinta-feira, 20, vai acontecer um ato de filiação em Rio Branco com a presença de dirigentes nacionais. Vai ser o ato.

Médico sem CRM

Uma movimentação judicial já estaria em andamento para derrubar a lei aprovada na Assembleia Legislativa, de autoria de Edvaldo Magalhães (PCdoB), para a contratação de médicos sem CRM dispostos a ajudar na pandemia.

Gladson vai ajudar

Mesmo sabendo que não terá Tião Bocalom (Progressistas) em seu palanque ano que vem, o governador Gladson Cameli (Progressistas) disse à coluna que não vai deixar de ajudar o prefeito em nenhum momento. Inclusive vai asfaltar ruas em Rio Branco, conforme ordem de serviço assinada nesta quarta-feira, 19.

Birra pessoal

Tem duas pessoas, um deputado estadual e um ex-deputado, sobre as quais o governador Gladson Cameli (Progressistas) não entende o motivo de eles não aderirem ao seu governo. Convidar, mais de uma vez, Cameli convidou. Só pode ser birra pessoal.

Disputa pelo Senado

Alan Rick, talvez um dos mais leais parceiros do governador Gladson Cameli, prepara seu DEM para a disputa do Senado. Com a ajuda do presidente do partido, Jairo Cassiano, Alan já está com mais de meia chapa de federal pronta.

Bom orador

Jairo Cassiano, presidente do DEM, bem que poderia disputar as eleições em 2022. Primeiro tem currículo. Foi vereador e vice-prefeito de Sena Madureira, de onde saiu muito bem avaliado. Além do mais é um dos melhores oradores da atualidade. Em Assis Brasil, na última sexta-feira, roubou a cena com sua fala.

Boa entrevista

Bela repercussão a entrevista com o médico Welber de Lima e Silva, publicada ontem pelo Acrenews. Ele leva jeito para a política, segundo o que ouvi nas rodas de conversas sobre o assunto.

Aposta

Ex-prefeito de Santa Rosa, Rivelino Mota disse à coluna que aposta com quem quiser como o atual prefeito, Tamir de Sá, do MDB, vai apoiar Jorge Viana (PT), se este disputar o governo.

Quem é o cara?

Todo mundo ligando para saber quem é o vereador que amanheceu nesta quinta-feira com a Polícia Federal em sua porta. Não adianta expor só um boi de piranha.

Bocalom arrasado

“O Bocalom era apaixonado pela dona Beth, minha madrinha. Ele está arrasado”. Do secretário de Comunicação da Prefeitura de Rio Branco, Ailton Oliveira, uma espécie de filho adotivo do prefeito.

Estrutura

Pela patrulha que está organizando, com carreta de som, caminhão, kombi e o escambau, o ex-vereador Raimundo Vaz parece que vai disputar o governo. Na verdade, dentre os Vaz, até o momento, candidatura confirmada só a da Lana a deputada estadual.

Limpeza em Capixaba

O prefeito Manoel Maia (DEM), de Capixaba, está fazendo uma limpeza na casa, como as mulheres fazem no sábado, com uma baldeação. Dizem que havia sujeira debaixo dos tapetes que pode voltar a dar cadeia. O dossiê dá três dedos de altura.

Governador no 220

Assessores do governador Gladson Cameli estão reclamando da boa forma dele, que parece estar no 220. Não para um dia de trabalhar. Mesmo os inimigos tendo se levantado, ele vai eliminando problema por problema. Não para nem no domingo. Por isso vai ser difícil derrubar ele em 2022.

Diferença da base

A base do governo na Assembleia Legislativa só não é melhor que a base dos governos petistas porque a atual se limita a votos. A base dos governos anteriores ia pra cima da oposição com faca nos dentes e ainda ia para a imprensa elogiar os Viana, que resolviam no grito.

Continuar lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EVANDRO CORDEIRO

COLUNA DO EVANDRO: Ex-chefe da Casa Civil de Bocalom pode estar voltando para o governo Gladson

Publicado

em

O ex-chefe da Casa Civil da prefeitura de Rio Branco, Artur Neto, cujo cargo deixou de forma ainda não bem explicada, pode voltar ao governo Gladson nas próximas horas, segundo fontes da coluna. Assim como a campanha de Bocalom, Artur também foi um dos coordenadores da campanha de Cameli.

Irmão do Henrique

Artur Neto, que foi coordenador da campanha de Tião Bocalom, e da de Gladson, estava no gabinete da senadora Mailza. Ele é irmão do atual vice-prefeito de Cruzeiro do Sul, o ex-deputado federal Henrique Afonso (PSD).

Levante no PSL

Um grupo ameaçou não aceitar o secretário de Saúde Alysson Bestene no PSL, mas o levante durou só o final de semana. Nesta segunda, na livraria Paim, acontece a filiação dele.

Provas robustas

As provas juntadas contra a prefeita de Tarauacá, Néia Sérgio (PDT), que podem derrubá-la, animou o segundo colocado na disputa de 2020, o Abdias da Farmácia, do DEM. Dizem que as provas são fatais.

Mais dois

Depois de MDB, Republicanos e Solidariedade, vem aí mais dois partidos importantes para debaixo do sovaco dos Bittar. Eles chegam em 2022 com um grupo sem tamanho.

Quem disse?

Tem uns quatro outdoors na cidade em que políticos aparecem dizendo que são os melhores nisso e naquilo. Vamos ver se nas urnas, ano que vem, eles são os melhores.

Alto Acre

Três candidatos fortíssimos vão bater chapa pelo Alto Acre em 2022, numa briga por cadeiras na Assembleia Legislativa. Tadeu Hassem, irmão da prefeita de Brasileia, Fernanda, o empresário Everton Soares, que por pouco não ganhou a prefeitura de Epitaciolândia, além do ex-prefeito André Hassem, hoje diretor do Imac.

Convocação

Como o governador Gladson Cameli (Progressistas) tem interesse em eleger ao menos dois deputados federais em 2022, alguns figurões vão ser convocados para compor a chapa, inclusive vereadores da capital, entre eles N. Lima, Rutênio Sá e Samir Bestene. No caso de Samir, a família ainda não decidiu se José Bestene vai para federal, ou se o próprio Samir.

Vai cumprir a promessa

Tião Bocalom prometeu ao governador Gladson Cameli que não deixará o Progressistas, mesmo não o apoiando em 2022. Deu a primeira prova de que vai cumprir. Acaba de ser eleito vice-presidente estadual da sigla. A senadora Mailza Gomes é a presidente.

Reeleição

Tem um frenesi nos bastidores com os primeiros sinais de início das grandes obras do governo Gladson. Tem quem esteja, inclusive, repensando se disputa a eleição contra o governador.

Pesquisa duvidosa

Com raríssimas exceções, nem os petistas acreditam nessas pesquisas que dão como certa a eleição de Lula. Não há manifestação nas redes sociais nesse sentido.

Volta dos Cadaxo

Esses dias quem andou reaparecendo foi a ex-vereadora por Rio Branco, Ariane Cadaxo, de tradicional família política. Pode até pintar nas eleições do ano que vem.

Convite

José Augusto Pinheiro, presidente da Assermurb, o sindicato dos servidores da prefeitura de Rio Branco, está sendo convidado para disputar as eleições ano que vem. Disse que vai pensar muito primeiro. Foi bem votado em 2018, mas sofreu o que maioria dos candidatos que não tem dinheiro, a bola nas costas do partido.

Tanta espera pra nada

O vereador Francisco Piaba, do DEM, lutou quase 15 anos para conseguir um mandato. Em 2020 conseguiu, mas até agora não se manifestou. Pode ser que seja essas sessões virtuais que estejam “matando” ele e outros também sumidos.

Adversária a altura

Se não puxar a ex-secretária de Educação do Quinari, Adriana Rogéria, para seu lado, a prefeita Rosana Gomes (Progressistas) poderá ter uma adversária quase imbatível em 2024. A casa da Adriana, que também lidera a associação dos autistas no município, virou um ponto de romaria política.

Bem discreta

A rigor, a gestão da prefeita Rosana Gomes até agora está discreta por demais. Ainda não imprimiu um ritmo, uma marca dela.

Sem rumo ainda

Não aproveitado nem pelo governo, nem pelo prefeito da capital, Tião Bocalom (Progressistas), o ex-vereador Sargento Vieira espera ver para onde vai seu principal conselheiro político, o empresário Adem Araújo, para segui-lo.

Continuar lendo

EVANDRO CORDEIRO

COLUNA DO EVANDRO: Gladson é aplaudido por todos os passageiros de voo entre São Paulo e Rio Branco

Publicado

em

O governador do Acre, Gladson Cameli (Progressistas), foi ovacionado com muitas palmas pelos cerca de 150 passageiros que vinham no ovo 3080, da Latam, de São Paulo para Rio Branco, no último dia 4. O comandante da aeronave, cujo nome a nossa fonte, o secretário de Planejamento da prefeitura de Brasileia, Emerson Leão, não lembra, mas que se apresentou como acreano nascido na capital, anunciou pelo serviço de autofalante que Cameli estava no voo e que trazia para seu Estado mais de 20 mil doses da vacina anti-Covid. Foi o suficiente para o demorado aplauso. Agradecido, o governador, que vinha na primeira fila, fez um aceno, colocou os óculos no rosto e foi cochilar a viagem inteira.

6 milhões no Alto Acre

O pecuarista Betão, cujo nome de batismo é Edilberto Afonso de Moraes, já começou a construir em Brasiléia o segundo maior frigorífico do Acre. O investimento é de R$ 6 milhões, segundo apurou a coluna. É uma das muitas manifestações do setor produtivo na região do Alto Acre, após o Governo anunciar o início das obras do anel viário.

Bala na agulha

Jantei ontem à noite em Brasileia, no mesmo restaurante onde o prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim (MDB), jantou esses dias. Nessa mesma mesa ele fechou com pelo menos quatro vereadores do Alto Acre, sem conversa mole. É o preto no branco. Está pavimentado sua candidatura a federal. E muito provavelmente não será pelo MDB.

Dois federais

Compromisso do governador Gladson Cameli com a nacional de seu partido, o Progressistas: mandar dois deputados federais para Brasília, em 2023. Portanto, muita gente vai ser convocada para reforçar a chapa.

Põe ele na lista

Dá para acrescentar, tranquilamente, o nome do ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Clodoaldo Rodrigues (Progressistas), na lista dos fortes nomes que vem do Juruá para deputado estadual, em 2022.

Grande atuação

Primeiro secretário da mesa diretora da Assembleia Legislativa, o deputado Luiz Gonzaga (PSDB) tem atuado como gente grande. Seria um forte nome para federal. Não aposta nisso se não quiser. 

Bravo Cesário

Presidente do PT no momento talvez mais inoportuno, em que a sigla vive desgastes terríveis, sem o poder, Cesário Campelo Braga deverá ganhar uma estátua na sede do partido, lá na frente, caso voltem ao poder. Ele é incansável, conciliador e insiste para que as pessoas não deixem a sigla.

Perto, mas longe

Vereadores dos municípios de Feijó, no Acre, e de Envira e Eirunepé, no Amazonas, estão criando uma comissão para encarar os governadores dos dois estados. O pleito deles é uma estrada que ligue os três municípios, para que estes se socorram em todos os aspectos. Envira e Eirunepé estão longe demais de Manaus e bem perto de Feijó, mas isolados por falta de estrada.

Incentivo ao esporte 

Nos próximos dias o governador Gladson Cameli (Progressistas) assina um convênio com os clubes de futebol do Acre, da primeira divisão. O Estado deverá injetar no mínimo R$ 1 milhão como incentivo. Depois de tantas crises e abandonos, será o reinício de um novo momento para o esporte acreano.

Preparado

Eleito prefeito de Assis Brasil diante de uma barbeiragem da situação, que se dividiu, o professor Jerry Correia (PT) acabou sendo um belo achado para o município. É articulado, tá juntando todo mundo com isso, além de estar sonhando alto para sua gestão. A previsão é que logo esteja entre os melhores da atual safra de prefeitos. Aguardem.

Blefe

As entrevistas e falas entrelinhas pelas redes sociais de políticos ligados ao governo e à oposição, nesse momento, mais de ano para as eleições, é pouca coisa que não é blefe.

Menino, mas é bravata.

Rumo a 2022

Lana Vaz danou-se a andar no Calafate. Toma café, almoça e janta na casa dos amigos, como modo de falar. Tá andando para viabilizar seu nome na disputa das eleições ano que vem. Só não sabe ainda se para federal ou estadual. Tudo que tem feito, claro, é colada com o pai, Raimundo Vaz, um ex-vereador dono de uma bagagem eleitoral naquela região sem precedentes.

Não vai colar

Será infantilidade candidatos da esquerda querer, no Acre, colar com Lula em 2022. Nem quando ele era “o cara”, como disse o presidente americano Barack Obama, que também foi enganado, ganhou eleições no Acre, imaginem agora, que precisa circular pelo país com habeas corpus debaixo do braço. Jorge Viana, Sibá Machado e Léo de Brito pagaram um preço por terem esquecido suas campanhas, em 2018, para ficarem naquela de “Lula livre”.

Evento no PSL

Segunda-feira, 14, às 14h, será o ato de filiação do secretário de Saúde, Alysson Bestene, no PSL. O presidente Pedro Valério já mandou arrumar a sede, ali perto da cabeceira da quarta ponte, na avenida Ceará, para o ato, que certamente será muito prestigiado.

Volta pra casa

Rodrigo Pinto de Almeida Neto, filho do governador Edmundo Pinto que mora em Dubai, há quase 10 anos, está pedindo licença ao povo acreano para voltar ao Acre. Disse que essa reclusão lhe serviu para amadurecimento em todas as áreas de sua vida. Ainda sonha herdar o espólio político do pai, até hoje inesquecível.

Clube dos calados

Tanto na Assembleia Legislativa quanto na Câmara Municipal de Rio Branco cresceu o clube dos calados. Mas ainda tem uma desculpa: a pandemia. Esse negócio de sessão virtual realmente não é de Deus, para uma sociedade que está acostumada ao contato direto.

Caso Gedeon

Com as investigações ocorrendo em sigilo, conforme determinou o delegado Marcos Cabral, pouco se sabe sobre a morte do ex-prefeito de Plácido de Castro, Gedeon Barros. Nem a família tem tido interesse em falar no assunto.

Continuar lendo

EVANDRO CORDEIRO

COLUNA DO EVANDRO: A grande aprovação de Gladson está levantando uma oposição dura, diz líder

Publicado

em

A aprovação popular do governador Gladson Cameli (Progressistas) está parindo uma oposição dura contra ele. Tanto a velha esquerda, carcomida, quanto alguns aliados de 2018, tem insurgido de forma ríspida. O líder de Gladson na Assembleia Legislativa, deputado Pedro Longo (PV), fez uma breve avaliação à coluna sobre:

Evandro Cordeiro – A oposição decidiu se reunir visando as eleições de 2022 e essa “união” apresenta seus primeiros resultados, uma vez que um alvo foi mirado, o governador Gladson. Isso seria um sinal de que Cameli é, para eles, um adversário duro de vencer?

Pedro Longo – Exatamente. O Governador Gladson enfrentou a pandemia de forma vitoriosa e conta com grande aprovação popular. Agora com a chegada do verão começam grandes obras em todas as regiões. Então é natural que a oposição sinta este ambiente e busque encontrar um caminho.

Todavia, tenho certeza que sua administração será aprovada novamente e que o Governador terá uma reeleição consagradora.

Evandro Cordeiro – Como o senhor acha que o governador vai decidir seu candidato a senador, diante de tantos nomes bons que ele tem ao seu redor?

Pedro Longo – Há diversos bons nomes no campo dos aliados que pretendem disputar o Senado. Assim, penso que o critério natural será aguardar para um um momento mais próximo das convenções e verificar através de pesquisas aquele(a) melhor posicionado(a).

PM do Acre tipo exportação

O coronel Américo Gaia, que serviu a PM do Acre durante 21 anos, duro no comando da COE contra a bandidagem, e hoje na reserva, vai comandar as ações da frente norte, no combate ao crime organizado no Estado do Amazonas. O currículo dele chamou a atenção da Segurança Pública amazonense, vivendo um momento ruim com levantes das facções.

A senha dos Sales

As manifestações da deputada federal Jessica Sales (MDB) com críticas duras ao secretário de Saúde, Alysson Bestene, lançou no ar a senha, a dica, o vestígio, o rumor, daquilo que o grupo do ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales, quer para se enfiar no time da reeleição do governador Gladson Cameli: quer ela de vice, uma vez que Alysson tem aparecido cada vez mais como o da preferência.

“Minha senadora”

Márcia Bittar (ainda sem partido) foi chamada pelo governador Gladson Cameli de “minha senadora”, no Alto Acre, ontem, mas isso não significa dizer que ela será a senadora dele. Já vi ele chamar todos os pretendentes de “meu senador”. O critério para virar senador dele, de fato, o próprio adiantou: é se viabilizar, aglutinar apoios.

Fake news?

Nunca tinha visto um levante tão sincronizado contra uma informação, quanto em relação a notícia que dei aqui na coluna sobre o professor Minoru Kinpara ter recebido o senador Sérgio Petecão (PSD) em casa. Quando teclei Enter para botar a notícia no ar, achei até que ia agradar o grupo de Petecão, uma vez que Minoru é um sujeito digno, o qual todo político quer ter ao redor. Que nada. Levei foi peia nas redes sociais. Eu, hein…

Mas tá bom. Sinal de que ainda estou vivo, a coluna está viva, e o site Acrenews muito vivo.

MDB de Porto Acre

O MDB é muito forte em Porto Acre, mas nunca usou isso para conquistar a prefeitura. Desta vez os emedebistas estão pensando diferente. Se unindo em número cada vez maior para tomar a prefeitura em 2024, circulam até com um nome debaixo do sovaco, o do ex-prefeito Rui Coelho.

Nomes do Bocalom

Perguntei na coluna de anteontem se alguém tem ideia de quem serão os candidatos a federal e estadual do prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (Progressistas). Mandaram sugestões. Frank Lima, o secretário de Saúde, destaque na pandemia, poderia ser um dos, mas tem ainda Normando Sales e Valtim José.

Cautela, cautela

Comunistas de Tarauacá enviaram dados de uma pesquisa para governador naquele município, com o deputado estadual Jenilson Leite (PSB) na preferência. Beleza, mas eles não podem esquecer que na eleição de 2018 a então vereadora Janaína Furtado também aparecia em primeiro para governadora. Terminou em último lugar com pouco mais de 2 mil votos.

Calada

Perguntei à prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem (PT), se são verdadeiras as últimas informações vindas do Alto Acre, segundo as quais ela teria sido “convocada” pela nacional do PT para disputar uma vaga na Câmara Federal. Ela fez aquela cara de emoji e foi simbora.

Admirador

O governador Gladson Cameli (Progressistas) parece ter encantado de vez o prefeito de Epitaciolândia, Sérgio Lopes (PSDB). Cada passo de Cameli no Alto Acre nas últimas 24h foram espiados ininterruptamente pelo alcaide dos olhos verdes.

Soldado Alysson

“Sou um soldado. Para onde for convocado tentarei fazer meu papel”.

Do secretário de Saúde, Alysson Bestene, sobre seu futuro.

Pesquisa de outubro

Uma pesquisa projetada para outubro vai dar um rumo mais definido à esquerda, disse à coluna um remanescente, ligado aos irmãos Viana. Uma vez levantados os números, eles decidem de vez se vão de Jorge Viana para o Governo, ou se apoiam um outro candidato a governador com Jorge para o Senado.

Celebridades

Dois acreanos famosos no Brasil podem pintar candidatos em 2022 por aqui: Marcelo Bimbi e Gleici Damasceno. Ele direita assumido, ela petista da Baixada da Sobral, pelo menos até a fama.

Candidata?

De vez em quando chega um desavisado cutucando o governador Gladson Cameli para que lance a primeira dama, Ana Paula, candidata. O assunto, claro, é sempre descartado, no que pese o destaque que ela tem conseguido com seus afazeres sociais.

Sumido

O senador Sérgio Petecão (PSD), ele mesmo, deu uma desaparecida esses dias. Quem tem falado por ele são os principais assessores, entre eles Marivaldo Melo, Dudu e Solino.

Crise?

Não consigo enxergar essa crise da qual as pessoas tanto falam, ao olhar a frota de carros que circula em Rio Branco. Já tem mais carro do que gente, e só carrão.

Medo da Covid

Ex-deputado estadual e um ser humano indescritível, de finíssimo trato, Chagas Romão continua escondido dentro de casa, com medo do coronavírus. Até pelo telefone ele tem medo. A conversa é sempre curta.

Continuar lendo

Trending

www.acrenews.com.br é uma publicação da Acrenews Comunicação

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Endereço: Área rural, 204, Setor Barro Vermelho - CEP 69.923-899

Os artigos assinados não expressam a opinião deste site.

contato@acrenews.com.br

Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas