Connect with us

ENTRETENIMENTO

Fortaleza do Abunã já ver movimentação de veranistas em busca de sol, praia e diversão

Publicado

em

Por Wanglézio Braga / Fotos: Arquivo Pessoal de Marcela Neverton, Alexandro Oliveira e Cristina Lima

O Festival de Praia do Distrito do Abunã pode até não acontecer neste ano por causa da pandemia da Covid-19, mas uma coisa é certa: Os amantes de um bom banho de rio não desistem do lugar tão fácil assim. Nos últimos dias, aumentou o fluxo de veículos rumo à Fortaleza do Abunã. São veranistas que buscam refúgio para amenizar o calor e o estresse do dia nas águas geladas do Rio Abunã e nas belíssimas praias de areias claras, únicas da região.

No posto da Tucandeira é possível registra fluxo intenso de carros e vans, caravanas organizadas por agências de turismo de Rio Branco ou por famílias que apostam nas boas opções do balneário mais famoso da região. Para quem sai de Porto Velho a movimentação ainda é bastante tranquila.

A administração do Distrito até cogita não ter a famosa edição do Festival de Praia por causa da pandemia, mais o espaço que é um dos preferidos dos acreanos e moradores da ponta do Abunã. Sem ou com festival, a novidade fica pela possibilidade de os portovelhenses, que vivem na sede, distante cerca de 250 km, visitarem a área de lazer sem ter que pagar pela balsa, afinal, a ponte já está funcionando para o tráfego de pedestres e veículos.

Para quem não sabe, Fortaleza do Abunã dispõe de uma boa estrutura para atender os turistas como pousadas, casas de veraneio, restaurantes, transportes aquáticos e uma orla que atrai no período da noite os visitantes para os famosos luaus. Para quem gosta de algo mais rústico, vale acampar nas praias ou áreas de pedras e ainda escolher qual lado vai ficar: brasileiro ou boliviano.

Fortaleza do Abunã faz divisa com a Bolívia. A quem considere as praias do lado de lá, mais limpas e melhores. A segurança do lugar é reforçada pelo Exército das Forças Armadas da Bolívia que cobram uma taxa, popular ‘propina’, para a instalação de barracas que eles mesmos constroem. Do lado brasileiro, destaque para a infraestrutura comercial.

A chegada do mês de julho é uma comemoração para os mais de 500 moradores do distrito. Isso porque aquece a economia da região. Durante quatro meses, as praias bem como a famosa cachoeira ficam submersas por causa da cheia do Rio Abunã, período difícil para as os locais, pois é do turismo que eles sobrevivem. O acesso até a sede do distrito ainda é feito por uma estrada de chão batido, sem asfalto. São 10km de estrada que inicia ou finaliza no trecho da BR-364.

No posto da Tucandeira é possível registra fluxo intenso de carros e vans, caravanas organizadas por agências de turismo de Rio Branco ou por famílias que apostam nas boas opções do balneário mais famoso da região. Para quem sai de Porto Velho a movimentação ainda é bastante tranquila.

Continuar lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ENTRETENIMENTO

SEXTOU!!! Hoje tem sertanejo na República Gourmet Gastrobar, na cabeceira da ponte metálica

Publicado

em

Por

Continuar lendo

ENTRETENIMENTO

Associação do Manoel Julião promove um costelaço dia 7 de agosto no Chalé

Publicado

em

Por

O presidente da Associação de Moradores do conjunto Manoel Julião, Jordan Magno, vai promover um dia de costela assada, dia 7 de agosto, no Chalé, um dos balneários mais badalados de Rio Branco. A festa está sendo chamada de Costelaço. Confira o convite feito pelo líder comunitário:

A Associação de Moradores do Manoel Julião em parceria com Complexo Chalé promoverá dia 07/08/21 o Costelaço. Será um dia de lazer para toda família, piscina, som ao vivo e seguindo todos os protocolos sanitários, distanciamento e toda segurança para sua família.

Ingressos limitados!

Venha você e sua família participar desse dia, a diversão é garantida!!

Maiores informações: 99921-1150.

Continuar lendo

ACRE

Plataforma busca parceiros no Acre interessados em criar Games para Maratona Internacional

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

“Entendemos que o Acre tem forte potencial para formar equipes”. A frase é de Ian Rochlin, fundador e CEO da GameJamPlus que busca no estado parceiros visando a maior maratona competitiva de criação de jogos do mundo, que abriu as inscrições para participação de novas cidades na sua 5ª edição que iniciará em outubro com duração de sete meses.

Segundo a plataforma que tem sede de grupos em diversas partes do Brasil e no mundo, porém, no Acre ainda não há equipes, essa é uma grande oportunidade de revelar novos talentos no estado.

“O setor de games está em expansão e a nossa meta é trazer cada vez mais novas regiões para dentro do nosso ecossistema. Queremos que todos tenham a oportunidade de entrar na indústria de videogames, principalmente as regiões com recursos limitados e com barreiras de distância dos grandes polos comerciais do Brasil. Entendemos que o Acre tem forte potencial para formar equipes e nos apoiar nesta causa”, diz Ian.

Ele ressalta que as atividades são sem fins lucrativos e conecta vários profissionais do mundo todo. “A GJ+ tem como principal objetivo transformar jogos em negócio, especialmente em regiões que não costumam ter muitas oportunidades. Para isso, criamos uma metodologia de 7 meses, onde as equipes participantes passam por processos de mentorias, workshops e avaliações, tudo feito por voluntários que acreditam no propósito do nosso movimento e no futuro da indústria”, ressalta.

As cidades interessadas em participar da 5ª edição da GJ+ podem realizar as inscrições até o dia 15 de agosto. A maratona terá início em outubro de 2021 e a expectativa é alcançar mais de 100 cidades em 30 países.

Continuar lendo

Trending

www.acrenews.com.br é uma publicação da Acrenews Comunicação

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Endereço: Área rural, 204, Setor Barro Vermelho - CEP 69.923-899

Os artigos assinados não expressam a opinião deste site.

contato@acrenews.com.br

Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia