Connect with us

ACRE

Governo do Acre inaugura indústria de palmito em Senador Guiomard

Publicado

em

Agência AC / Foto: Marcos Vicentti

Nesta sexta-feira, 11, foi inaugurada, no município de Senador Guiomard, a Indústria de Beneficiamento de Palmito Ikiry, do Projeto de Desenvolvimento Sustentável Nova Bonal. O evento teve a presença do governador Gladson Cameli, autoridades do Estado e município, políticos e produtores rurais. Mais de 200 famílias serão beneficiadas pela iniciativa estatal, incluindo a geração de 18 empregos diretos na Indústria.

Governo inaugurou nesta sexta indústria de palmito que beneficiará mais de 200 famílias Foto: Marcos Vicentti/Secom

O valor total do investimento por parte do governo, por meio da Secretaria de Estado de Industria, Ciência e Tecnologia (Seict), é de R$ 1.100.000,00, com recursos da Fonte 500 (Proser-Bird). Esse valor foi executado para a modernização da nova agroindústria, que já está em pleno funcionamento, com a aquisição de equipamentos; fortalecimento da cadeia produtiva da pupunha; e benefícios para a comunidade local, com geração de emprego e renda.

“Não podemos esperar que as coisas caiam do céu. Precisamos de união, em Brasília, da bancada federal, do Estado, dos municípios, das secretarias, de todos, para que obras como essa possam ser multiplicadas no Acre”, disse o governador Gladson Cameli, que na oportunidade assinou também um termo de reinvindicações das comunidades produtoras locais, para ratificar o compromisso do Estado com o segmento agroextrativista da região.

Expectativa para 2021 é a geração de outros 8 projetos, com ações de fortalecimento do setor produtivo através de fomento à agroindústrias locais, totalizando R$ 5,8 milhões em investimentos Foto: Marcos Vicentti/Secom

O projeto da PDS Nova Bonal foi iniciado em 2018, em parceria da Seict com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e Cooperativa Central de Colonização e Reforma Agrária (Cooperacre), e finalizado em 2020. O palmito sai da Indústria embalado em carretas e pronto para venda em supermercados e varejos do Estado, em potes de vidro de 300g e 1,2kg.

A Expectativa para 2021 é a geração de outros 8 projetos executados pela Seict, com ações de fortalecimento do setor produtivo através de fomento à agroindústrias locais, totalizando R$ 5,8 milhões em investimentos.

Palmito sai da Indústria embalado em carretas e pronto para venda em supermercados e varejos do Estado, em potes de vidro de 300g e 1,2kg. Foto: Marcos Vicentti/Secom

“São mais de 200 famílias beneficiadas, que poderão vender seus produtos com segurança. É importante salientar que o desenvolvimento do Acre é a chave para a geração de empregos, para dar dignidade às pessoas. Esse é um dos principais compromissos do governador Gladson Cameli que nós, secretários de Estado, trabalhamos todos dias para cumprir”, afirma Anderson Abreu, titular da Seict.

A Secretaria de Produção e Agronegócio (Sepa) participa da iniciativa apoiando a produção primária, no preparo de 60 hectares de área para o plantio da pupunha, gerando o subproduto do palmito. O Departamento de Estradas de Rodagem do Acre (Deracre) auxilia na recuperação dos ramais próximos à Indústria, fundamentais para o transporte da produção do palmito.

Governador mencionou geração de emprego e renda como benefícios para a comunidade local. Foto: Marcos Vicentti/Secom

“Nosso objetivo (Sepa) é criar meios para desenvolver o funcionamento deste projeto de maneira sustentavelmente econômica, criando emprego e renda para todas essas famílias que vivem na região. Estaremos presentes, levando apoio aos produtores rurais que vão desde a mecanização das áreas de capoeira até a parte de crédito rural e assistência técnica”, afirma Nenê Junqueira, secretário da Sepa.

Segundo Manoel José da Silva, presidente da Cooperacre, a empresa Ikiry gera renda de mais de R$ 200 mil para as famílias participantes da agricultura familiar local, com média de produção de 6 mil kg de palmito por mês.

Antes da visita na fábrica, o governador também aproveitou para incentivar os presentes a se vacinarem. Foto: Marcos Vicentti/Secom

“O Governo Federal entrou em contato com a Cooperacre há uns 4 anos para reativar a antiga indústria de palmito, que existia no mesmo local. Houve várias mudanças, não conseguiram finalizar a obra, mas o governador Gladson Cameli, através do Secretario Anderson e da Seict, nos ajudaram a tornar esse sonho realidade”, agradece Silva.

Antes da visita na fábrica, o governador também aproveitou para incentivar os presentes a se vacinarem.

“Confiem na ciência. O Estado fará sua parte. Eu quero ver todo mundo disposto para trabalhar, mas para isso é necessário ter saúde”.

O que eles disseram

“Precisamos muito das parcerias governamentais para ‘esticar o braço’ do Incra para as pessoas que mais precisam, para os produtores e membros da agricultura familiar. Na gestão do governador Gladson Cameli conseguimos avançar vários projetos, mesmo na pandemia, sempre visando o homem do campo”.  Sérgio Bayum, Superintendente Regional do Incra.

“A gente fica feliz em saber que o Estado faz bom uso dos recursos públicos, ajudando diretamente as pessoas que querem trabalhar, querem produzir”. Vânia Silva, funcionária da Cooperacre.

“Esse empreendimento é um sonho para essas pessoas. É dignidade para a população, pois é isso que representa a renda familiar”. senadora Mailza Gomes.

“As cadeiras produtivas devem ser valorizadas, e uma ação como essa indústria de pupunha demonstra que o Estado está do lado do produtor rural, do lado do povo”. deputado Alan Rick.

“O período da pandemia nos trouxe diversos desafios, mas o Estado não deixou de agir para dar sua contribuição no bem estar social da comunidade. O governador Gladson Cameli e o secretário Anderson estão de parabéns pela iniciativa, e de nossa parte, da Fieac, também faremos o possível para contribuir com o desenvolvimento do Estado”. José Adriano Ribeiro, presidente da Federação das Indústrias do Acre (Fieac).

“O empreendimento tem foco na geração de emprego emprego e renda na comunidade da Bonal, com a matéria prima (palmito) comprada da própria comunidade”. Marcus Jefferson, engenheiro agrônomo da Seict

“Num período desse de pandemia, conseguir abrir vagas de empregos diretos e indiretos mostra que o governo do Estado está conseguindo desenvolver um trabalho voltado para a população”. Erisson China, diretor de Indústria e Comércio da Seict

“A parceria entre as secretarias fortalece o Estado a protagonizar ações como esse empreendimento”. Petrônio Antunes, presidente do Deracre

“Parcerias são fundamentais  e agora é o momento de fazer valer isso, para que o município prospere, e que essa Indústria dure por muitos e muitos anos”. Rosana Gomes, prefeita Senador Guiomard.

Continuar lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ACRE

Antes da nova friagem, final de semana pode registrar recorde de calor no Acre

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Wanglézio Braga

O pesquisador Davi Friale manifestou ontem (22) e hoje (23) cumpriu com a promessa de que atualizaria os dados do tempo para os próximos dias, no Acre, onde mais uma vez confirma previsão de friagem que deve estacionar no estado na semana que vem. No entanto, o “Mago do Tempo” alerta para um final de semana bastante quente, com noites frias, possibilidade de temporal a partir da quarta-feira (28) em diversas regiões.

“Os dias serão quentes, com muito sol, no Acre, até a próxima terça-feira (27), porém, as noites ficarão amenas. Não chove, pelo menos até segunda-feira, mas, poderão ocorrer chuvas entre terça-feira e quinta-feira, com alta probabilidade de temporais, com ventanias e raios, principalmente, na quarta-feira”, informou.

O pesquisador manifestou ainda sobre os cuidados com as altas temperaturas dos próximos dias que devem colaborar para novos recordes. “As maiores temperaturas poderão estabelecer novos recordes de calor de 2021, com máximas entre 33 e 36ºC, em Rio Branco, e, principalmente, em Cruzeiro do Sul, Tarauacá e municípios próximos. Ao amanhecer, as mínimas vão oscilar entre 17 e 20ºC, no leste e no sul acreano, e, entre 20 e 23ºC, no centro do estado e no vale do Juruá”, manifestou.

FRIAGEM E CAMPANHA

Conforme o prognóstico de Friale, a nova onda de frio deve estacionar no Acre e região já na quarta-feira (28). “Uma poderosa onda de frio polar chegará ao Acre, com ventos intensos, provocando mais uma friagem típica da Amazônia Ocidental, deixando as noites “geladas” até o fim da semana. Esta onda polar será tão intensa que poderá estabelecer recordes de frio dos últimos anos em boa parte do Brasil”, comentou.

Friale enfatizou a necessidade de realizar mais uma campanha de agasalho tendo em vista que as temperaturas devem despencar, chegando a alguns pontos a 10°C. “No Acre, em Rondônia e no sul e sudoeste do Amazonas, as temperaturas vão despencar a partir da noite de quarta-feira, podendo chegar, em alguns pontos, a menos de 10ºC. Portanto, se faz necessário que a Campanha do Agasalho 2021 seja concretizada com urgência, a fim de amenizar aqueles menos favorecidos”, concluiu.

Continuar lendo

ACRE

Acre e mais 10 estados serão foco de Plano Operacional de Combate a Incêndios lançado hoje

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

Foi lançado hoje (22) pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, o Plano Estratégico Operacional de Atuação Integrada no Combate a Incêndios Florestais que prevê ações coordenadas em 11 estados brasileiros com ajuda de pelo menos 6 mil homens atuando de forma conjunta na Amazônia, Cerrado e Pantanal. O Acre é um dos estados que vão receber reforço.

Além do Ministério da Justiça e Segurança, o plano conta ainda com a participação dos Ministérios do Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional. Serão beneficiados com as ações o Acre, Amazonas, Amapá, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e Goiás.

O plano prevê o monitoramento e diagnóstico de riscos, reuniões com os estados, elaboração, revisão e validação de planos, matrizes e protocolos integrados, além da avaliação de resultados para propor medidas corretivas e preventivas.

O ministério assegura que todas as unidades da federação colocaram profissionais especializados para participar da operação, o que compreende quase seis mil homens envolvidos, 200 são bombeiros e policiais militares da Força Nacional de Segurança Pública, 1.642 do PrevFogo do Ibama, 1.427 brigadistas do ICMBio e mais 1.570 bombeiros e policiais militares ambientais dos estados.

No lançamento do plano, o ministério informou que em “caso de necessidade, mais 900 bombeiros de unidades da federação fora do foco de atuação poderão ser enviados para dar reforço. As polícias civis, militares e a Defesa Civil também farão parte da Operação dentro de suas respectivas áreas de atuação. A Polícia Federal vai desenvolver ações de inteligência e haverá atuação da Polícia Rodoviária Federal nas rodovias”.

Continuar lendo

ACRE

AC e AM na lista das preocupações da Fiocruz pelo aumento dos casos de Síndrome Respiratória Aguda

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

Acre e o Amazonas apresentaram tendências de aumento de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). É o que aponta o estudo InfoGripe apresentado ontem (21) pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), correspondente ao acumulado dos dias 11 a 17 de julho.

“Embora os sinais de tendência de queda e estabilidade sejam positivos, indicando poucos estados atualmente com sinal de crescimento nas tendências de longo ou curto prazo, os valores semanais continuam elevados, como apresentado pelo indicador de transmissão comunitária”, afirma o coordenador do InfoGripe, Marcelo Gomes.

O Boletim destaca ainda que este cenário sugere possível manutenção do número de hospitalizações e óbitos em alto patamar, caso medidas preventivas não sejam adotadas.

“Todos os estados apresentam macrorregiões em nível alto ou superior, sendo que 12 deles e o Distrito Federal têm macrorregiões em nível extremamente elevado. Isso evidencia a necessidade de manutenção de medidas de mitigação da transmissão”, destaca.

A capital acreana foi incluída na lista das cidades que apresentam sinal de crescimento das tendências de longo e curto prazo. Além de Rio Branco, a lista segue com Macapá, Porto Alegre, Rio de Janeiro e Vitória.

“Em outras 15 capitais observa-se sinal de queda na tendência de longo prazo. Assim como é o caso de alguns estados, 5 capitais registraram sinal de estabilização nas tendências de longo e curto prazo, indicando interrupção da tendência de queda ou manutenção de platô: Plano Piloto de Brasília e arredores, Campo Grande, Florianópolis, Goiânia e Manaus”, acrescentou o estudo.

Segundo o estudo, “das 27 capitais, 6 integram macrorregiões de saúde em nível alto (Belém, Boa Vista, Cuiabá, Palmas, São Luís e Vitória). Outras 12 estão em macrorregiões em nível muito alto (Aracaju, Florianópolis, Fortaleza, João Pessoa, Maceió, Manaus, Natal, Porto Velho, Recife, Rio Branco, Rio de Janeiro e Salvador) e 9 em nível extremamente alto (Belo Horizonte, Brasília, Campo Grande, Curitiba, Goiânia, Macapá, Porto Alegre, São Paulo e Teresina)’.

Continuar lendo

Trending

www.acrenews.com.br é uma publicação da Acrenews Comunicação

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Endereço: Área rural, 204, Setor Barro Vermelho - CEP 69.923-899

Os artigos assinados não expressam a opinião deste site.

contato@acrenews.com.br

Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia