Connect with us

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Dnit libera trecho da BR-364 que passou a noite fechado logo depois de Sena Madureira

Publicado

em


G1

Após dois meses, o tráfego no trecho de aproximadamente 100 metros no km 280 da BR-364, sentido Sena Madureira/Cruzeiro do Sul, interior do Acre, foi reparado no início da noite desta segunda-feira (19) para retirada do aterro de pedras colocado no local em fevereiro.

A interdição será das 18h desta segunda às 8h de terça-feira (20). A informação é do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Inicialmente, o Dnit estimava usar cerca de 250 metros cúbicos de pedras para elevar o trecho. Parte dessas pedras foi trazida do estado de Rondônia (RO) para o Acre.

O local passou por intervenções de elevação depois que as águas do igarapé Cajazeiras invadiram a pista durante a enchente dos Rios Iaco e Caeté, na região, em fevereiro deste ano. Após quatro dias de interdição, o tráfego no trecho foi liberado no dia 21 de fevereiro.

Para liberar a passagem, o Dnit trabalhou usando pedras para fazer um caminho mais elevado na rodovia. Além do KM 280, o departamento informou na época que outros trechos da BR eram considerados críticos e estavam com equipes trabalhando.

Águas do Igarapé Cajazeira invadiram a rodovia em fevereiro durante a enchente histórica do Rio Iaco,  em Sena Madureira — Foto: Arquivo/Dnit

Águas do Igarapé Cajazeira invadiram a rodovia em fevereiro durante a enchente histórica do Rio Iaco, em Sena Madureira — Foto: Arquivo/Dnit

Interdição e cheia

O trecho da BR-364 foi interditado no dia 17 de fevereiro. O igarapé transbordou com a enchente dos Rios Iaco e Caeté na região.

No dia 18, o trecho do Km 280 chegou a ser liberado para todos os veículos depois de um trabalho de elevação da pista, mas o Igarapé Cajazeiras voltou a subir e o trânsito foi interrompido novamente na manhã do dia 19. O tráfego foi restabelecido no dia 22.

O Acre teve quase 130 mil pessoas atingidas de alguma forma pela cheia dos rios na capital e no interior do estado em fevereiro deste ano. No total, dez cidades foram afetadas: Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Tarauacá, Feijó, Sena Madureira, Santa Rosa do Purus, Jordão, Porto Walter, Mâncio Lima e Rodrigues Alves.

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) reconheceu, no dia 22 de fevereiro, em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), o estado de calamidade pública em 10 cidades do Acre atingidas por inundações causadas pela cheia dos rios no estado.

Continuar lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ACRE

Sindicato dos Jornalistas quer “reiniciar” sua vida orgânica com filiações e censo 2021

Publicado

em

Por

Sinjac

O Sindicato dos Jornalistas profissionais do Estado do Acre (Sinjac) inicia nesta quarta, 16, a Campanha de Filiação e Censo 2021.

Os profissionais podem participar do processo por meio do site da instituição (www.sinjac.com.br). O levantamento tem como finalidade buscar novos associados, resgatar os antigos e identificar os interessados em fortalecer a luta sindical, conforme explica o presidente Victor Augusto.

“É necessário esse levantamento para que possamos buscar melhorias para a categoria. Muitos colegas acreditam que por ter pagado a filiação uma única vez, isso o assegura por toda sua jornada. Nossa contribuição é mensal e precisamos ampliar o número de associados para fortalecer o sindicato e buscar novos convênios”.

Em agosto está previsto um atendimento médico exclusivo para os profissionais, em parceria com a Prefeitura de Rio Branco e o Sinjac quer levar essas ações ao interior.

O presidente ainda informa que também haverá um workshop a respeito de recursos destinados ao Estado e demais municípios acreanos, com a participação de auditores do Tribunal de Contas da União.

“Com essa identificação poderemos oferecer cursos de qualificação aos profissionais com apoio de parceiros, sempre visando a atualização da categoria, por isso a importância do engajamento de todos e todas”, explica Victor.

Continuar lendo

ACRE

Gladson “invade” greve da saúde e apresenta pessoalmente proposta do Governo

Publicado

em

Por

Governador foi bem recepcionado por grevistas durante ato em frente ao Palácio Foto: Cedida.

Agência AC

Os trabalhadores da saúde ocuparam a esplanada do Palácio Rio Branco nesta segunda feira, 14, durante o primeiro dia de greve. Usaram um carro de som e colocaram em praça pública as principais reivindicações, que segundo eles, motivaram a paralisação.

Cobravam do governo um posicionamento e prometiam estender o manifesto por tempo indeterminado. Eles só não esperavam que o governador Gladson Cameli aparecesse no movimento. Como sempre faz, Gladson se juntou aos manifestantes e foi ouvir pessoalmente suas demandas. O clima não era hostil. Tanto o governador quanto os manifestantes estavam à vontade. Gladson pediu a palavra e disse que o movimento era legítimo. Reiterou que o governo sempre esteve de portas abertas para negociar e disse que o principal entrave para que as reivindicações sejam atendidas, é jurídico.

Governador esteve na reunião entre equipe de governo e sindicalistas depois de passar pelos manifestantes na porta do Palácio Rio Branco Foto: Cedida.

Depois, o governador entrou no Palácio, onde o secretário de saúde, Alysson Bestene e o secretário de Assuntos Estratégicos, Moisés Diniz, já discutiam a pauta com os representantes dos oito sindicatos. A conversa entre a equipe do governo e os sindicalistas foi cordial e produtiva. Bestene assegurou que o governo vai encaminhar oficialmente uma contraproposta capaz de atender a maioria dos pontos colocados pelos sindicalistas. Ele espera que o esforço do governo para adequar os pedidos dos trabalhadores ao limite de gastos seja considerado pelo comando de greve.

Conversa entre a equipe do governo e os sindicalistas foi cordial e produtiva Foto: Cedida.

“Desde o início do governo a gente vem tratando os sindicatos com transparência, respeito e muito diálogo. Aqui foi uma demonstração disso. Um conversa, ética, técnica, respeitosa. Vamos apresentar a contraproposta ainda hoje e atendendo o desejo do governador, saímos daqui com um bom resultado e muita responsabilidade com a coisa pública”, falou Alysson.

Gladson atendeu a imprensa e falou sobre o desejo do governo de entrar em acordo com os trabalhadores Foto: Cedida.

Adailton Cruz, presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde, elogiou a tratativa do governo com as categorias, e destacou que o governo tem uma forma diferenciada de receber os sindicatos. “O atual governo, na questão da receptividade com os sindicatos, nem se compara com o governo anterior. Vamos levar o que recebemos como garantia aqui para a categoria decidir. Mas eu, particularmente, creio que os trabalhadores possam aprovar o que foi colocado pelo governo ”, disse Cruz.

Continuar lendo

INTERIOR

Cruzeiro do Sul inicia vacinação de pessoas entre 49 e 40 anos

Publicado

em

Por

A vacinação contra covid-19, em Cruzeiro do Sul, segue adiantada. Nessa semana, a prefeitura do município anunciou vacinação para pessoas entre 49 e 40 anos.

Todos os postos de vacinação da zona urbana estarão vacinando, a cada dia um grupo será atendido. Já a partir desta segunda-feira, 14, terá início a vacinação para população de 49 e 48 anos, que segue – em ordem decrescente – até sábado com as pessoas de 41 e 40 anos.

A prefeitura de Cruzeiro do Sul tem conseguido aplicar com rapidez as doses de vacina que chegam ao município, através do Programa Nacional de Imunizações (PNI). Até o momento, a maioria das doses recebidas já foram aplicadas.

Para o médico e secretário de saúde do Município, Dr. Agnaldo Lima, isso vem acontecendo pois Cruzeiro do Sul tem priorizado a vacinação: “Nosso prefeito tem sido muito firme ao dizer que a vacina é o maior objetivo do trabalho. Nossas equipes absorveram isso e estão trabalhando com muito compromisso”. E seguiu: É claro que tudo depende das vacinas que chegam, mas quando chegam, nós procuramos ser rápidos e não deixar vacina parada. Afinal, quanto mais rápido vacinarmos, mais chance de virar essa página terrível da pandemia”, disse o médico.

O prefeito Zequinha Lima falou sobre o processo de vacinação no município: “Entendemos que nada é mais importante que a vacina. E acredito que o mínimo que podemos fazer é sermos rápidos e eficientes quando chegam as doses na nossa cidade. É só isso que estamos procurando fazer”. E continuou: “A vacina é a esperança, o caminho para que possamos controlar a covid-19 e salvar vidas”, disse o prefeito.

Com informações de Juruá em Tempo.

Continuar lendo

Trending

www.acrenews.com.br é uma publicação da Acrenews Comunicação

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Endereço: Área rural, 204, Setor Barro Vermelho - CEP 69.923-899

Os artigos assinados não expressam a opinião deste site.

contato@acrenews.com.br

Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas