Connect with us

GOSPEL

Assembleia de Deus faz culto pela Independência do Brasil na manhã desta terça-feira, 7

Publicado

em

AD

Na manhã de hoje, 07/09, dia que se comemora a Independência do Brasil, a igreja se reuniu em oração e clamor pelo Brasil.

Assim como nos tempos bíblicos, os cristãos também têm buscado o Pai para conseguir reverter a crise econômica e política que o Brasil vem atravessando, mostrando que o povo de Deus tem senso de justiça e cidadania.

Nossa tarefa como Igreja, o Corpo de Cristo é clamar a Deus por nosso povo e por nossa nação. “Essa é uma forma de se dizer o que pensamos, que estamos indignados com tanta corrupção, tanta falcatrua, e decidimos nos unir para expressar essa indignação e clamar a Deus pelo nosso País.

A mudança em nossa nação deve começar dentro da igreja.

Somos brasileiros, somos patriotas. Deus abençoe nosso Brasil.

Confira as fotos:

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GOSPEL

Assembleia de Deus Madureira realiza Cine Comunitário no bairro Placas neste sábado, 15

Publicado

em

Por

A igreja Assembleia de Deus Madureira realiza neste sábado, 15, o projeto Cinema Comunitário no bairro Placas, onde é dirigida pelo pastor Enéias “Filhão”. Além do filme a “Estrela de Belém”, haverá uma apresentação lúdica de 20 minutos depois do filme, com a Tia Renata. Haverá, também, distribuição de pipoca, cachorro quente, refrigerante, pintura no rosto, pula pula, tudo na rua 1° de Agosto, n° 492.

Pastor Enéias Filhão

A PROGRAMAÇÃO

Assembleia de Deus Madureira

Horário: 14:00 H

Roda de Conversa:

SAÚDE DA MULHER

Enfermeira – Artea Carvalho

DIREITOS DA MULHER

Dra. Isnailda Silva

Filme ESTRELA DE BELÉM

Apresentação lúdica de 20 minutos depois do filme

Tia Renata

Pipoca

Cachorro quentes

Refrigerantes

Pintura no rosto

Pula pula

14:00 Direitos da Mulher

Palestrante: Isnailda Silva, advogada, mestranda em Mediação e Resolução de Conflitos, Diretora da ABMCJ, Membra da Comissão da Mulher Advogada da OAB/AC

Continue lendo

GOSPEL

Quem é a professora Joyce Nobre, a missionária e cantora cristã que dirige uma das pastas mais importantes do Governo Gladson

Publicado

em

Por

A professora Joyce Nobre comanda um órgão muito importante na gestão Gladson Cameli, o Instituto de Mudanças Climáticas, o elã entre o Acre e os movimentos internacionais em relação ao clima. O AcreNews Gospel foi conhecer a história dessa senhora, muito conhecida em Cruzeiro do Sul, onde nasceu, pela dedicação aos estudos e, sobretudo, a obra de Deus.

O nome dela é Maria Joycilene Souza da Silva Nobre, mais conhecida como professora Joyce Nobre. É cristã evangélica de origem Presbiteriana. Aceitou a Cristo aos seis anos de idade. Filha do Lino Félix da Silva e da dona Eli Albano Souza da Silva, falecida vítima de Covid, em fevereiro de 2021, doença que também levou uma de suas cinco irmãs no mesmo mês. Joyce começou sua carreira profissional como repórter em Cruzeiro do Sul, na Rede TV Integração, e como locutora de rádio. Desde criança tem uma entrada muito grande na música. Quando tinha três anos de idade participou de um festival no qual apresentador era o hoje consagrado jornalista Mariano Maciel, que depois fez carreira em Rio Branco e atualmente trabalha em Brasília. O programa era chamado “Domingo é Dia de Show” e era transmitido direto do antigo Clube Juruá Esporte. Joyce cantou, encantou e ganhou o concurso, que acontecia todos os domingos e aí depois disso sempre foi muito voltada para área da música. É instrumentista. Toca violão, guitarra, contrabaixo e bandolim. “São os instrumentos que eu toco, mas também tenho um pouco de noção de teclado, além de noção de vozes. Fiz um curso de regência e também de vozes pelo IBel, que é o Instituto Bíblico Eduardo Lane, através de uma extensão, que é o Seibel, aplicado em Cruzeiro do Sul mesmo por uma missionária formada lá no instituto”, conta ela ao AcreNews Gospel.

A irmã Joyce e o marido são proprietários de um sítio no Mourapiranga, onde tem um trabalho missionário. Todas as quintas-feiras fazem cultos, por meio dos quais ajudam pessoas com diversos problemas naquela região interiorana de Cruzeiro. “Pessoas que já tiveram problemas de vício no álcool e outros vícios. As vezes mais de 40 pessoas participam dessas celebrações”, conta. Joyce veio para Rio Branco, assumir o cargo no Estado e o marido ficou cuidando dessa obra lá. “Enquanto eu estou aqui, e foi algo que o Senhor nos confiou, também às vezes no final de semana quando eu posso vou para Cruzeiro e corro lá pro sítio para pregar. Fazemos culto no sábado, excepcionalmente, devido a minha ida”, diz.

Joyce Nobre foi convidada pelo governador Gladson Cameli para assumir o Instituto de Mudanças Climáticas (IMC), um órgão ainda pouco conhecido, mas de uma importância incalculável, segundo técnicos, para a estrutura do Estado.

Segundo conta a própria Joyce, ela se converteu ao evangelho ainda muito criança, aos seis anos, aí desde então participa assiduamente da Igreja Presbiteriana. “Toquei muitos anos contrabaixo na banda da igreja, toco guitarra também e sempre servi ao Senhor no ministério através da música, através do teatro, por meio do qual componho e dirijo musicais. Desde a minha infância eu faço musicais, musicais de Natal, musicais em datas diversa e musicais assim bem rebuscados, não são musicais assim simples, graças a Deus. Outra coisa também é que na trajetória da música eu gravei o hino de Cruzeiro do Sul. É gravado com a minha voz e o hino de Rodrigues Alves também. Também eu tenho uma experiência como professora de ensino médio e ensino fundamental. Já fui coordenadora do ensino médio, fui professora de universidade, do curso de pedagogia, e diretora da escola Presbiteriana de Cruzeiro do Sul. Tenho muito orgulho também de ter sido coordenadora da Escola de Ensino Médio Professor Flodoardo Cabral e também diretora do colégio presbiteriano de Rio Branco, o famoso João Calvino”, história.

Ligada politicamente ao atual vice-prefeito de Cruzeiro do Sul, Henrique Afonso, de quem foi assessora parlamentar enquanto ele foi três vezes consecutivas deputado federal, Joyce acabou disputando uma eleição como candidata a deputada Federal pelo Vale do Juruá e foi a suplente da candidatura ao Senado do ex-reitor da Ufac, Minoru Kinpara ao Senado. É formada em pedagogia, com pós-graduação em língua portuguesa e mestranda em humanidades e linguagens.

Sobre o trabalho missionário que realiza no Juruá, ela é ligada à Igreja Assembleia de Deus. “Eu sou missionária ungida, consagrada pela Assembleia de Deus de Cruzeiro do Sul porque eu fui presbiteriana por muito tempo, mas depois que casei eu fui para Assembleia com meu esposo e sou missionária da Assembleia de Deus em Cruzeiro do Sul, congrego no templo sede e como ainda estou em fase transitória, ainda sou membro de lá, dízimo lá, porque meu marido e meus filhos ainda estão em Cruzeiro. Estou aqui momentaneamente, vim para mim instalar e assumir a presidência do IMC e logo depois a família vai vir. Então sou membro da Assembleia de Deus. Hoje eu sou uma pessoa que tem um trabalho missionário, que eu não procurei, mas simplesmente Deus me levou a pregar e eu só uma pessoa hoje que prega em todas as denominações. É difícil o domingo que eu não prego em algum lugar. Lá em Cruzeiro, por exemplo, eu prego em todas as congregações, prego também em outras denominações, como a presbiteriana, de onde vim, peguei na Igreja Batista”, segue.

Irmã Joyce tem também um trabalho com mulheres, na área de casamentos. É um assunto sobre o qual Deus tem lhe usado. “Ele (Deus) me usa muito na restauração de casamentos, que é meu ministério”, diz a professora. Mas tem um outro delicado mister, o de orar por pessoas que passam por dificuldades, por depressão. Ela conta que Deus já a levou a pregar em outras cidades. “Um dia quando reparei estava pregando em Planaltina, no Distrito Federal”, conclui.

VAMOS CONHECER O IMC, INSTITUTO QUE A IRMÃ JOYCE PRESIDE

Com a criação do Sistema de Incentivos a Serviços Ambientais – SISA (Lei nº2308/2010), o Instituto de Mudanças Climáticas e Regulação de Serviços Ambientais (IMC) foi instituído com a missão de atuar na regulação, monitoramento e registro das iniciativas voltadas para promoção dos serviços ambientais e os bens e direitos gerados, a partir dessas atividades.

O IMC coordena a Comissão Estadual de Validação e Acompanhamento (Ceva), do Sistema de Incentivo a Serviços Ambientais (Sisa), de modo a garantir a participação da sociedade civil organizada dentro dos processos de tomada de decisões, validação e consulta pública.

Realiza o monitoramento da Redução das Emissões dos Gases de Efeito Estufa (GEE), os quais são obtidos a partir dos resultados e impactos das ações do Programa REM Acre Fase II, para verificação quanto ao cumprimento das salvaguardas socioambientais e da Gestão de Riscos socioambientais ao longo da implementação dos subprogramas e da estratégia de REDD+.

Além disso também atua na formação e comunicação para transparência do sistema promovendo a boa comunicação sobre os temas relacionados ao Sisa e seus programas voltados para a política de Redução do Desmatamento e Degradação (REDD+), em um trabalho conjunto com as secretarias, que gerem recursos para implementação de projetos voltados para redução do desmatamento e fortalecimento do agronegócio sustentável, no âmbito do Programa REM Acre Fase II.

Cabe ainda ao IMC a sistematização dos dados referente a contabilidade de carbono para a inserção das emissões reduzidas no InfoHub Brasil, elabora o relatório de Gestão de Riscos e do cumprimento das salvaguardas socioambientais.

Continue lendo

GOSPEL

Historiador Arnoudo Nunes tem acervo de fotos mais antigas do Frei Turrini, que morreu sábado, em missões no Purus

Publicado

em

Por

O historiador Arnoudo Nunes, um dos editores da Páginas Históricas do Acre, pelo Facebook, está contando, em pequenos fragmentos, a história do Frei Heitor Turrini no Acre. As últimas fotos postadas contam sobre viagens do padre pelos rios Purus e Chandless. Heitor morreu no último sábado no Hospital Santa Juliana, aos 95 anos.

Frei Heitor Turrini nasceu em 27 de maio de 1926, em Maserno di Montese, Modena, na Itália. Chegou ao Brasil em 1950, aos 24 anos, e dedicou toda sua vida em favor dos mais pobres, percorrendo rios e andando pela floresta.

Também lutou pela preservação da Amazônia. Na biografia do frei consta que em 1995, promoveu a campanha Salve a Selva com a comunidade Ordem Servos de Maria, de Sena Madureira, com o apoio da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e da Diocese de Rio Branco. Naquele ano, foram enviadas 42 mil assinaturas ao presidente da República, na época, Fernando Henrique Cardoso, pedindo anulação da lei 4.771.

O frei veio para o Brasil junto com o padre Paolino Baldassari, que morreu em abril de 2016. Conhecido como médico da floresta, padre Paolinho viajou para aldeias indígenas e comunidades ribeirinhas no interior do estado levando atendimento, celebrações e ações sociais aos mais necessitados. Os dois eram muito amigos.

João Correia lembra de Frei Turrini no jornal O Varadouro

O ex-deputado e professor da Ufac, João Correia, fez uma homenagem ao Frei Heitor Turrini em sua página no Facebook lembrando da passagem dele pelo jornal O Varadouro, uma lenda da imprensa nos anos 1970.

João Correia escreveu o seguinte:

Heitor Turrini e o Varadouro.

Os intelectuais Silvio Martinelo, Elson Martins da Silveira, Arquelau de Castro Melo, Alberto Furtado, Suede Chaves, dentre outros, devem homenagens ao Frei Heitor Turrini, ecônomo da então Diocese do Acre e Purus.

É que os primeiros números do legendário: O Varadouro contou com o inestimável amparo material do Frei Heitor Turrini.

Heitor Turrini foi um homem detentor de invulgar energia vital e inteligência privilegiada.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia