Connect with us

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Bolsonaro sugere que a Ponte do Madeira tenha o nome do engenheiro morto em acidente

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) participou hoje (07) da inauguração da Ponte do Rio Madeira, no Distrito do Abunã, em Porto Velho (RO). Ao fazer uso da palavra, ele fez um discurso falando sobre pátria, pandemia do Covid-19, Eleições 2022 e mandou um recado direto aos grupos de invasores de terra que atuam na Amazônia. Sobre a ponte, ele sugeriu que ela recebesse o nome do engenheiro que trabalhou na obra, Francisco Thiago Correia Modesto, morto em decorrência de acidente de trânsito ocorrido no sábado (01), na BR-163 em Mato Grosso (MT).

“É um trabalho feito por muita gente, unindo o Acre ao restante do Brasil, por rodovia, ao restante do nosso país. Isso nos aproxima do estado irmão, Rondônia. As balsas serviram vocês por muito tempo, mas tudo tem o seu prazo de validade. Ao contrário de críticas, eu agradeço-os pelo trabalho. Fiz as contas, e posso estar equivocado, por dia vocês deixaram aqui R$ 100 mil reais por dia para fazer a travessia de uma margem para a outra do rio. Isso acabou! Com toda certeza, tudo que dependia ao nosso estado do Acre vai diminuir no mínimo 5%. Isso são sinais dos bons tempos, suas obras, nós tivemos o privilégio de concluí-la”, acrescentou.

Bolsonaro chegou a sugerir que a ponte recebesse o nome do engenheiro civil, Francisco Thiago Correia Modesto, de 31, que morreu após sofrer um acidente de carro no Km 611 da BR-163, em Nova Mutum-MT. Francisco estava em uma camionete Chevrolet S-10, de cor branca, placa de São José dos Pinhais-PR, patrimônio da empresa Arteleste (onde Francisco trabalhava), quando supostamente perdeu o controle da direção, saiu da pista e capotou.

“O nome da ponte poderia ser Engenheiro Francisco! Isso seria justo. Vamos sempre nos lembrar daquelas pessoas que nos deixaram o legado, por mais humilde que foi essa pessoa. Todas as pessoas são importantes, todo o reconhecimento e gratidão não tem preço, fica a sugestão”, concluiu.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

ACRE

Estado recupera mais de 700 quilômetros de ramais em Rio Branco em 2022

Publicado

em

Por

O Estado, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem do Acre (Deracre), tem trabalhado na recuperação das estradas vicinais. A presença da autarquia nos ramais da cidade possibilitou a recuperação de mais 700 quilômetros de ramais.

“Garantir a trafegabilidade nos ramais do Acre tem sido nosso objetivo, bem como também de atender os pedidos dos produtores agrícolas. A marca demonstra mais um compromisso do Estado em melhorar os ramais da zona rural de Rio Branco”, relatou o presidente do Deracre, Petronio Antunes.

De acordo com o diretor de Desenvolvimento Regional do órgão, Tony Roque, o Estado tem garantido melhorias na trafegabilidade do produtor rural na região. “O Estado tem dado assistência às famílias nas estradas vicinais de Rio Branco, levando mais acesso e dignidade para a população da zona rural”, destacou.

Os trabalhadores têm executado serviços de recuperação, melhoramento e restauração dos ramais, no intuito de facilitar o escoamento da produção agrícola e garantir o deslocamento dos moradores na região.

O programa Ramais do Acre é uma iniciativa do Estado, em parceria com as prefeituras, para o melhoramento e recuperação de estradas vicinais.

O objetivo é criar condições necessárias para o fortalecimento do agronegócio, escoamento da produção agrícola e garantir o acesso das comunidades aos meios urbanos e a benefícios como educação e saúde.

[Ascom]

Continue lendo

ACRE

Jornalista César Negreiros chega na parte três de sua crônica sorte a morte anunciada do coronel Plácido de Castro

Publicado

em

Por

CRÔNICA DE UMA MORTE ANUNCIADA

César Negreiros

O comerciante Antônio da Silva Rebelo, sócio do estabelecimento comercial, aproximou-se da mesa do coronel Plácido de Castro para contar que o sub-delegado Alexandrino José da Silva tinha passado pelo local na noite anterior, completamente embriagado na companhia do tenente Luiz Sombra. Sem titubear, ele chegou e declarou que “o prefeito lhe dera carta branca para liquidar o dono do seringal Capatará, contanto que fosse fora da cidade”, revelou o médico cearense, no seu livro de memórias. Em seguida, o escritor cearense relata que ao meio dia daquele fatídico 8 de agosto de 1908, saiu da Empresa, Alexandrino com o seu bando de jagunços com destino ao seringal Flor-do-Ouro’. “À tarde, partiram de volta Plácido de Castro e seu irmão Genésio, na companhia do promotor público Barros Campelo e do advogado José Alves Maia, que tinham sido convidados para convalescer nos campos de Esperança, em Capatará”, revela Dr. Esperidião Queiroz.  

Os quatro cavalheiros   pernoitaram em uma barraca em frente à foz do Riozinho (porque seus companheiros não sabiam viajar à noite), mas partiram nas primeiras horas da manhã seguinte, pelo estreito caminho que sobe pela margem direita do Rio Acre, ligando os seringais Riozinho, Benfica e Capatará. “Logo depois de atravessarem, às oito horas da manhã, o igarapé ‘Distração’, na confrontação do barracão ‘Flor-do-Ouro’, situado à margem esquerda do rio de propriedade de Alexandrino José da Silva, defrontou-se Plácido de Castro com a tocaia, que o aguardava. Primeiros dois tiros, um de Mannlicher, outro de rifle 44, atingiram-no o braço esquerdo e o lombo, arrebentando-lhe as duas últimas falsas-costelas esquerdas. Seguiu-se   uma fuzilaria, que não mais o alcançou.

A fuga – Revela que nesse rápido instante, o coronel Plácido de Castro chegou a distinguir Alexandrino, Mateiro e o preto Eugênio, que se afastava do local do cerco.  “Conseguiu galopar ainda mais de um quilômetro, acompanhado de Genésio, que passara antes, sem nada perceber, e do Dr. Campelo, que depois o alcançou. José Maia seguiu a pé, rompendo a mata”, descreve no seu livro de memórias: 11 anos na Amazônia.   “Foi em uma rede que Plácido chegou ao seringal Benfica, de João de Oliveira Rôla, onde, apesar de cuidadoso tratamento, veio a falecer às 4 horas da tarde do dia 11 de agosto de 1908”, encerrava o médico cearense que acompanhou as últimas horas do herói da Insurreição Acreana no leito de morte.

Continue lendo

ELEIÇÕES

Na Expoacre, Petecão se reúne com empresários, concede entrevistas e recebe apoio popular

Publicado

em

Por

O candidato a governador do Acre pela coligação “Com a Força do Povo”, Sérgio Petecão (PSD), esteve na noite desta sexta-feira (5) no Parque de Exposições Marechal Castelo Branco, visitando a edição da Expoacre deste ano. Acompanhado do candidato a vice-governador Tota Filho (PSD), Petecão se encontrou com autoridades, conversou com empresários, e recebeu cumprimentos da população presente ao evento.

O primeiro compromisso do candidato no local foi um encontro com a diretoria da Federação do Comércio do Estado do Acre (Fecomércio-AC) para apresentar a proposta de plano de governo e discutir com a entidade a atual situação social e econômica do Acre. Uma das principais demandas que o futuro governo do Acre terá que atender é o estímulo ao desenvolvimento econômico e bem-estar social, já que pelo menos 43% da população do estado vive em estado de pobreza ou abaixo dessa linha.

“Eu tenho dito que o Acre não pode mais errar, nós temos que encontrar formas de gerar trabalho e renda para a população desse estado. Todos os dias eu me deparo com pessoas me pedindo emprego, outras indo embora do estado, alguns levando a família, porque aqui ninguém encontra oportunidade, nós temos que nos unir para reverter essa situação, e nós temos o compromisso de trabalhar muito para melhorar a vida das pessoas”, enfatiza Petecão.

Durante o encontro com o presidente da Fecomércio, o empresário Leandro Domingues, Petecão e Tota Filho entregaram a ele uma cópia da proposta de plano de governo. “Você pode ter certeza que qualquer um que assumir esse governo e quiser fazer parceria com as nossas instituições, as nossas ações poderão se alargar muito mais, porque o nosso objetivo é sempre o mesmo. Nós trabalhamos sempre para criar melhores condições de vida para o nosso povo”, garantiu Domingues.

A Federação do Comércio do estado do Acre é uma entidade ligada ao Sistema S, e desenvolve inúmeras ações sociais na área de saúde e educação, muitas delas oferecidas pelo Sesc, instituição ligada a Fecomércio e mantida pela contribuição de trabalhadores do comércio e do setor de serviços do Acre.

Após a reunião com a diretoria da Fecomércio, Petecão e Tota Filho concederam entrevistas aos veículos de comunicação que fazem a cobertura da Expoacre. Um dos stands visitados foi o do site de notícias Contilnet, onde os candidatos participaram de uma transmissão ao vivo e puderam falar sobre a candidatura e as propostas de governo.

“Penso que este espaço do Parque de Exposições pode ser melhor aproveitado durante o ano inteiro, e nossa proposta é fazer isso em nosso governo, criar eventos aqui e oferecer atividades que possam movimentar mais a nossa economia”, defendeu o candidato Tota Filho ao fazer uma avaliação do evento.

Depois de atender a imprensa, Petecão e Tota Filho caminharam por todo o Parque de Exposições, onde conversaram com empresários, microempreendedores e o povo em geral. Durante a caminhada, por diversas vezes, os candidatos foram abordados por populares, que manifestaram apoio à chapa e fizeram questão de posar para fotos com os dois candidatos.

[Assessoria]

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas