Connect with us

SAÚDE

Caem as internações por Covid no Acre e Into não tem ninguém na UTI há dois dias

Publicado

em

Agência AC

O Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC), em Rio Branco, há uma semana vem registrando baixa nas internações, tanto de enfermaria quanto nas unidades de terapia intensiva (UTI) para Covid-19. A unidade foi o maior hospital referência para a doença durante os períodos mais críticos da pandemia.

Pelo segundo dia consecutivo, nesta segunda-feira, 1° de novembro, o Into-AC não registrou internações em enfermaria ou UTI. Foto: Odair Leal/Secom

Pelo segundo dia consecutivo, nesta segunda-feira, 1° de novembro, o Into-AC não registrou internações em enfermaria ou UTI. Para a responsável pelo levantamento das ocupações dos leitos no estado, Nadine Lopes, esse é um momento de vitória.

“Após passarmos por momentos difíceis relacionados a leitos de internações de Covid -19, filas de espera, abertura de novos leitos e remanejamento de pacientes para outros municípios e estados, nós, profissionais da saúde, nos sentimos vitoriosos em podermos ver hoje os leitos vazios”, comemora Nadine Lopes.

Nadine atribui a baixa no volume de internações ao empenho do governo do Acre em imunizar a população: “Com o avanço da vacinação e a diminuição dos casos, essa é a primeira vez que nós mantemos alguns dias sem pacientes internados na capital. Lembrando que essa luta ainda não acabou, reforçamos a importância da vacinação e a continuação das medidas preventivas”.

Para que as unidades continuem a registrar poucos casos da doença, a secretária de Estado de Saúde, Paula Mariano, faz um apelo à população: “Precisamos que a população se vacine contra a Covid-19. O governador Gladson Cameli não mede esforços para garantir que as pessoas tenham o melhor atendimento, mas precisamos lutar juntos, com o mesmo objetivo que é vencer a Covid-19”.

Em uma semana, no mês de outubro

Segunda-feira, 25:

Into-AC:
Enfermaria – 02 pacientes
Uti 01 – paciente

Juruá:
Enfermaria – 02 pacientes
Uti – 01 paciente

Terça-feira, 26:

Into-AC:
Enfermaria – 02 pacientes
Uti 01 – paciente

Juruá:
Enfermaria – 02 pacientes
Uti – 01 paciente

Quarta-feira, 27:

Enfermaria – 01 pacientes
Uti 01 – paciente

Juruá:
Enfermaria – 02 pacientes
Uti – 01 paciente

Quinta-feira, 28:

Enfermaria – 01 pacientes
Uti 01 – paciente

Juruá:
Enfermaria – 01 pacientes
Uti – 01 paciente

Sexta-feira, 29:

Enfermaria – 01 pacientes
Uti 01 – paciente

Juruá:
Enfermaria – 02 pacientes
Uti – 01 paciente

Sábado, 30:

Enfermaria – 00 pacientes
Uti 01 – paciente

Juruá:
Enfermaria – 02 pacientes
Uti – 01 paciente

Domingo, 31:

Enfermaria – 00 pacientes
Uti 00 – paciente

Juruá:
Enfermaria – 04 pacientes
Uti – 01 paciente

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

SAÚDE

Canabidiol: com 52 pedidos de importação, Acre é lanterna entre os Estados

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

Levantamento feito pela empresa de inteligência de mercado, Kaya Mind, aponta que 52 pedidos de importação de canabidiol foram realizados no Acre entre abril de 2020 a fevereiro deste ano. O estado fica em último no ranking entre os estados. Em 1° lugar ficou São Paulo (22.360), em 2° o Rio de Janeiro (10.156) e 3° Minas Gerais (4.764).

A solicitação dos medicamentos tem validade de dois anos junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Em todo o país, vem crescendo o número de pedidos.  Em 2021, foram deferidos 35.416 pedidos de autorização de importação de canabidiol para uso pessoal, aumento de 189% em relação a 2020.

No ano passado, a Câmara dos Deputados iniciou uma discussão sobre a autorização do cultivo da planta Cannabis sativa no país, para fins medicinais, veterinários, científicos e industriais. A expectativa do mercado é que o comércio possa movimentar R$ 9,5 bilhões de reais.

Em diversos países do mundo, a cannabis é regulamentada e faz parte de diversos estudos científicos no tratamento de variados problemas de saúde (como dor crônica, epilepsia, transtorno de ansiedade, entre outros). Por conta disso, o número de pedidos de importação vem subindo significativamente.

Continue lendo

SAÚDE

Governo se prepara para lançar o maior mutirão de cirurgias da história do Acre

Publicado

em

Por

Com o intuito de diminuir a fila de espera e promover a qualidade de vida daqueles que aguardam uma cirurgia eletiva, o governo do Estado, por meio da Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre), vem se organizando para lançar nesta terça-feira, 17, o maior mutirão de cirurgias da história do estado na unidade hospitalar.

Governo se prepara para o maior mutirão de cirurgias da história do Acre. Foto: Gleison Luz

Para isso, a Fundhacre vem promovendo uma série de adequações na estrutura do hospital, em Rio Branco. No centro cirúrgico, foi ampliado o número de salas, que passaram de seis para oito, sendo duas exclusivas para mutirão, e realizada a compra de novos equipamentos, que se deu por meio de recursos próprios, equivalentes a R$ 1 milhão.

Apresentação do projeto de mutirão de cirurgias ao governador Gladson Cameli. Foto: Secom

A previsão de duração do mutirão é de seis meses, atendendo mais de cinco mil pessoas nos procedimentos cirúrgicos, nas especialidades de cirurgia-geral, vascular, urologia, ginecologia, cabeça e pescoço, otorrinolaringologia, mastologia e pediatria.

Previsão de duração do mutirão é de seis meses, atendendo mais de 5 mil pessoas. Foto: Gleison Luz

“Este é um momento grandioso e histórico para a saúde pública do Acre, é uma união de serviços, em que a Sesacre e a Fundhacre já vêm realizando mutirões, tanto na capital quanto no interior. Parabenizo todos os trabalhadores da Saúde que estão envolvidos para atender esse pedido do governador Gladson Cameli, em impulsionar o atendimento à população”, afirma o presidente da Fundhacre, João Paulo Silva.

João Paulo Silva: “Momento grandioso e histórico”. Foto: arquivo Fundhacre

Toda a execução do projeto se dá mediante recursos próprios do governo do Estado, oriundos do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AC), no valor de R$ 15 milhões, juntamente com a emenda parlamentar do senador Márcio Bittar, no valor de R$ 10 milhões, totalizando em R$ 25 milhões.

“Nosso maior objetivo é a qualidade de vida da população, para isso estamos trabalhando junto às instituições de saúde e promovendo mutirões”, afirma o governador Gladson Cameli.

O lançamento do mutirão será na terça-feira, 17, às 10h, na Fundação Hospital Estadual do Acre, próximo ao setor de Nefrologia.

Continue lendo

SAÚDE

Fundhacre realiza primeiro mutirão de cirurgias para pacientes fissurados

Publicado

em

Por

O primeiro mutirão de cirurgias destinadas a fissurados realizado na Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre), em Rio Branco, por meio do Serviço de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial, teve sua segunda etapa neste domingo, 15. Ao todo, foram atendidos onze pacientes da capital e do interior, visando diminuir a fila de espera criada pela pandemia de covid-19.

Fundhacre realiza primeiro mutirão de bucomaxilo para pacientes fissurados. Foto: Wagner Oliveira

O médico cirurgião bucomaxilofacial Fabiano Conrado explica que, no Brasil, apenas três grandes centros têm a capacidade de atender esses pacientes, e o Acre é um deles. O Estado conta com o Programa de Reabilitação ao Fissurado da Face (Praff), que trata pacientes com fissuras labiopalatinas, popularmente chamadas de “lábio leporino”, com uma equipe multidisciplinar composta por fonoaudiólogo, cirurgião-dentista ortodontista, cirurgião plástico, cirurgião bucomaxilofacial e ortopedista.

“O Acre é um dos poucos estados do Brasil que tem um centro de atendimento de fissurados. O intuito do mutirão é atender um grande número de pacientes que foram renegados em vista da pandemia. O objetivo é o alinhamento dentário, que é a finalização do procedimento do paciente fissurado, que necessita de um tratamento de uma equipe multidisciplinar, com início aos dois meses de vida e término aos 17 anos”, explica o cirurgião.

“O objetivo é o alinhamento dentário, que é a finalização do procedimento ao paciente fissurado”, ressalta o médico Fabiano Conrado. Foto: Wagner Oliveira

Entre 9 e 12 anos, o paciente recebe a enxertia óssea alveolar, etapa importante para correção das dentições. O procedimento consiste na colocação do enxerto na fissura, para união da maxila, o que proporciona grande melhora na vida do paciente, principalmente nas funções de mastigação, fonação e deglutição, além da questão estética e de socialização.

Equipe pronta para realizar os procedimentos cirúrgicos. Foto: Wagner Oliveira

“Estou emocionada em realizar essa tão sonhada cirurgia, sou muito agradecida e a equipe médica é muito atenciosa e cuidadosa. Só em não ter que ir para outro estado realizar esse procedimento já ajuda muito, porque sabemos que não é fácil”, destaca a paciente Ana Paula de Freitas, de 16 anos.

Ana Paula de Freitas, aguarda o procedimento cirúrgico. Foto: Wagner Oliveira

O Praff fica localizado na Fundhacre, na capital acreana, e é referência para o tratamento dos pacientes fissurados na região, atendendo também pacientes dos estados de Rondônia, Tocantins e Amazonas.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas