Connect with us

ESPORTE

Classificação do Asa-AL proporcionou o maior “Maracanazzo” do futebol acreano

Em 2009, após dois empates, o Rio Branco perdeu a vaga para o Asa-AL

Publicado

em

Na Marca da Cal / Foto: Manoel Façanha

A perda do acesso à disputa do Campeonato Brasileiro da Série B de 2010 para o Asa de Arapiraca-AL, ocorrida diante de 14 mil presentes nas arquibancadas do estádio Arena da Floresta, no dia 16 de agosto de 2009, para muitos, é o maior “maracanazzo” da história do futebol acreano.

Quis o destino que as duas equipes voltassem a se cruzar após 13 anos daquele doloroso episódio de eliminação para os acreanos, numa disputa de vaga às quartas de final do Campeonato Brasileiro da Série D. A primeira batalha ocorre neste domingo (7), no estádio Florestão, às 17h, em Rio Branco-AC. O jogo da volta será disputado uma semana depois, precisamente dia 14 de agosto, na cidade de Arapiraca-AL.

Entre as inúmeras matérias/entrevistas sobre a eliminação do Estrelão para o time alagoano, cito uma publicada duas semanas depois da partida e produzida pela editoria de Esportes do jornal O Rio Branco. Na entrevista, de página dupla, o então capitão Zé Marco, hoje técnico de futebol, resumiu a eliminação do Rio Branco para o Asa-AL numa simples palavra: “Faltou um pouquinho mais de cada um, não digo no sentido técnico, mas de coração mesmo”.

Naquela época, a diretoria do Rio Branco havia estipulado um “bicho” de R$ 200 mil pelo acesso, mas, de acordo com o volante Zé Marco, a maior motivação era mesmo colocar o time estrelado novamente numa disputa de Série B – o Rio Branco já havia disputado duas edições de Série B, precisamente nos anos de 1990/1991.

Naquela temporada, o Asa de Arapiraca-AL era comandado pelo técnico Vica, ex-zagueiro do Fluminense-RJ, e a equipe surpreendeu não somente com o acesso, mas também, com a conquista do vice-campeonato da Série C.

A história do jogo

O Rio Branco, após empate por 1 a 1, no jogo da ida, ocorrido na cidade de Arapiraca, interior de Alagoas, entrava em campo precisando de um simples empate sem gols para carimbar o acesso, no duelo batizado pela mídia alagoana de “Batalha do Acre”.

Por outro lado, o time nordestino entrou no gramado mostrando muita personalidade e abriu o placar aos 10 minutos, após bola parada na área estrelada, com o lateral esquerdo Edson Veneno, sozinho, mandando a bola para a rede do Rio Branco. Silêncio no estádio Arena da Floresta.

Aos 11 minutos, o Rio Branco chegou ao empate. Juliano César recebeu dentro da área e finalizou, mas a bola acertou a trave. Na sobra, Rogério Tarauacá foi derrubado na área e o árbitro carioca, Wagner Tardelli Azevedo, assinalou a marcação da penalidade. Aos 13 minutos, na cobrança, o Estrelão chegou à igualdade com Ley.

O Asa-AL não baixou a guarda e chegou ao segundo gol, após novo erro de marcação do time estrelado durante a cobrança de uma bola parada. Nena, com oportunismo, testou a bola no meio do gol, com o goleiro Douglas não conseguindo evitar a bola na sua rede, aos 29 minutos.

Mesmo numa tarde ruim, o Rio Branco quase empatou o duelo após uma cabeceio de Testinha no travessão. Na sobra, Juliano César parou no goleiro Tutti.

Aos 22 minutos, o Asa ficou com um jogador a menos em campo em relação ao Rio Branco. Paulão fez falta e levou o segundo cartão amarelo, seguido do vermelho. No mesmo minuto, Hendrick, que substituiu o apagado Testinha, levantou a bola na área e o zagueiro Régis testou para o fundo das redes do time alagoano. Tudo igual!

Aos 45’, mais um jogador do ASA acabou expulso. Paulo Foiani, hoje técnico do Asa-AL, reclamou, rispidamente, com o árbitro Vagner Tardelli e acabou indo mais cedo para o chuveiro. Porém, o time acreano não teve inteligência para se aproveitar da vantagem numérica de jogadores em campo e ficou apenas no empate (2 a 2).

SÚMULA

Rio Branco 2 x 2 ASA-AL

Local: Estádio Arena da Floresta (em Rio Branco-AC);
Árbitro: Wagner Tardelli Azevedo-SC.
Renda: R$ 170 mil
Público: 14 mil presentes
Gols: Edson aos 10’, Ley aos 13’ e Nena aos 29’ do 1º; Régis aos 22’ do 2º;
Cartões Amarelos: Douglas, Gledson, Renatinho e Zé Marco (Rio Branco); Edson Veneno, Fábio Lopes, Ivo e Paulão (ASA);
Expulsões: Paulão e Paulo Foiani (ASA);

Rio Branco: Douglas; Ley, Wendel (Gledson), Régis e Renatinho; Zé Marco, Romeu, Neném (Ronaldo Paulista) e Testinha (Hendrick); Rogério Tarauacá e Juliano César. Técnico: Everton Goiano.

ASA: Tutti; Ricardinho, Paulão, Leandro e Edson Veneno; Jota, Ivo (Paulo Foiani), Fábio Lopes (Henrique) e Rodriguinho; Didira (Flávio) e Nena. Técnico: Vica.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

ESPORTE

Sub-15 terá 13 equipes na competição; oito profissionais

Publicado

em

Por

Na Marca da Cal

Com o fechamento das inscrições, o Campeonato Acreano de Futebol Sub-15 terá a participação de 13 equipes nesta temporada brigando pelo título, quatro equipes a mais em relação ao ano passado.

O torneio, assim como em anos anteriores, conta com a participação de clubes não filiados: Acre Esporte, Bangu, Grêmio Xapuriense, Joia de Cristo e Recriança confirmaram presença.

Na temporada passada, o Independência levou o troféu de bicampeão para casa após superar o Vasco da Gama na grande final por 4 a 0. O Tricolor de Aço naquela oportunidade fechou a competição com seis vitórias e uma derrota. O time tricolor teve ainda o melhor ataque da competição, com 31 gols marcados.

Participantes

Veja os clubes inscritos para a competição: Adesg, Andirá, Atlético Acreano, Galvez, Independência, Plácido de Castro, Rio Branco e Sena Madureira (clubes filiados); Acre Esporte, Bangu, Grêmio Xapuriense, Joia de Cristo e Recriança (clubes não-filiados). Já a ausência fica por conta da não participação da Associação Desportiva Vasco da Gama.

Nesta quarta-feira (17), o diretor do Departamento de Competições da Federação de Futebol do Acre (FFAC), Leandro Rodrigues, promete divulgar a data do congresso-técnico, bem como do início da competição.

Continue lendo

ESPORTE

V Copa TV Gazeta de Futsal começa dia 23/8; CIE será palco dos jogos

Publicado

em

Por

Na Marca da Cal

Após dois anos de inatividade devido à pandemia do novo coronavírus, a Copa TV Gazeta de Futsal vai estar de volta a partir do próximo dia 23 de agosto. O congresso arbitral ocorreu na semana passada e serviu para definir os confrontos da primeira fase e a fórmula de disputa, além da aprovação do regulamento geral da competição.

Nesta temporada, o torneio, que entra na sua quinta edição, terá a participação de 26 equipes jogando no sistema mata-mata na sua primeira fase. Um total de dez equipes do interior do estado estão credenciadas para o torneio. Outra novidade na temporada será a realização de um quadrangular que irá apontar duas equipes classificadas da cidade Cruzeiro do Sul à fase seguinte da competição.

O desportista Auzemir Martins vai coordenar a disputa da V Copa TV Gazeta de Futsal. Foto/Manoel Façanha.

O desportista Auzemir Martins, um dos principais organizadores de competições de futsal do estado e com experiência em inúmeras administrações da Federação Acreana de Futsal (Fafs), será novamente o coordenador da Copa TV Gazeta de Futsal. Martins comentou que o torneio é um dos principais da modalidade no estado e sempre é prazeroso para ele ser convidado pela empresa jornalística para coordenar a competição. Martins comentou ainda que a segunda fase da Copa TV Gazeta de Futsal será disputada por 16 equipes em jogos eliminatórios (única partida). “Nesta primeira fase classificam 10 equipes, juntamente com mais três por índice técnico, além de duas equipes de Cruzeiro do Sul e outra do confronto entre São Felipe (Sena Madureira) x Vila City (Manoel Urbano)”, explicou Auzemir Martins.

Com recorde de premiação, o troféu de campeão da V Copa TV Gazeta de Futsal será em homenagem aos 20 anos do programa jornalístico Gazeta Alerta. Conforme a coordenação, o campeão do torneio será agraciado com uma premiação de R$ 5.000,00 + troféu, enquanto o vice-campeão receberá R$ 3.000,00 + troféu. Também haverá premiação ao artilheiro e ao melhor goleiro do torneio. Cada um vai receber um troféu e um vale compra no valor de R$ 250,00.

Homenagem

Maurício Generoso tinha vasta folha de serviços prestados ao desporto acreano. Foto/Manoel Façanha

Nesta temporada, a Copa TV Gazeta de Futsal resolveu homenagear um dos grandes incentivadores do desporto de quadra. O nome escolhido foi o do professor Maurício Generoso (in-memória). O educador, além de ter deixado uma vasta folha de serviços prestados ao desporto escolar e ao handebol acreano, trabalhou por mais de uma década na Federação Acreana de Futsal (Fafs), exercendo a função de diretor técnico e de vice-presidente. De acordo com o diretor de jornalismo da TV Gazeta, Gabriel Rotta, o troféu do revelação da competição deste ano levará o nome do educador. “Nós da TV Gazeta teremos o grande privilégio de ‘usar’ o nome de uma das maiores referências de nosso desporto de quadra para colocarmos em um de nossos troféus”, pontuou Rotta.

Veja os confrontos

Bonecão Agropecuária (Capixaba) x Real Brasil

Revolução (Brasiléia) x Rei da Castanha

AESP (Epitaciolândia) x Nacional Futsal

Carlos Barbosa (Xapuri) x Caldeirão das Tintas Via Verde

Eco Power Energia Solar x Aroeira

Meninos da Vila x Igreja IJCSUD

Amigos do Futsal x Camisas Negras

Park City x Fogão Acre

Amigos do Doca x FluGreen

Vila da Amizade x Amigos do Gérson

São Felipe (Sena Madureira) x Vila City (Manoel Urbano)

Continue lendo

ESPORTE

Volta Redonda tem nova diretoria para o quadriênio 2022-2026

Publicado

em

Por

Na Marca da Cal / Foto: Manoel Façanha

Fundado em 03 de setembro de 1978, o Volta Redonda, uma das equipes mais tradicionais do futsal acreano, inclusive, com participação em disputa de Taça Brasil, empossou durante o início da semana o desportista Renato Mota para conduzir politicamente os destinos do clube no próximo quadriênio (2022-2026).

No final da década de 1990, o desportista Renato Mota (o último em pé) na comemoração do título de futsal pelo Volta Redonda. Foto/Arquivo Pessoal Manoel Façanha.

Essa não será a primeira vez que o desportista Renato Mota assume a presidência da agremiação. O dirigente esportivo já conduziu politicamente o clube em várias oportunidades e momentos importantes da sua história. Mota assume o posto de número um da agremiação no lugar do desportista Gilson Albuquerque, esse agora na função de vice-presidente do clube. Os demais membros da diretoria serão compostos pelos seguintes nomes: Márcio André (diretor financeiro), Marcelo Fontinele (diretor técnico), Egenilson Santos “Leure” (diretor administrativo), Sérgio Silva “Pequeno” (diretor executivo). José Claudio (Maguila), Sidney Mota (Sidinho), Andréa Albuquerque e Armede Mota fazem parte do Conselho Fiscal da agremiação.

Entre os objetivos da nova gestão está a retomada das competições de quadra, principalmente da modalidade de futsal.

Volta Redonda – 2001. Em pé, da esquerda para a direita: Mário Jorge (diretor), Luís Carlos, Baíche, Demir, Evaldo, João Cancão, Afonso Alves (preparador físico), Davi Abugoche (técnico) e Renato Mota (presidente). Agachados: Manoel Carlos, Armede, Dênis, Pitiú, .(…..) e (…). Foto/Acervo Manoel Façanha.
Volta Redonda – 2001. Em pé, da esquerda para a direita: Manoel da Carmosa, David Abugoche, Armed, Demir, Casquinha, Renato, Redson e João Cancão. Agachados: Marquinho Bombeiro, Ney, César Baiaco, Manoel Carlos, Evaldo e Dênis. Foto/Manoel Façanha.
Volta Redonda – 1986. Em pé, da esquerda para a direita: Renato Mota, Deise Leite, Negão do Black, Quinha, Nonato, Negão Roque e Adauto. Agachados: Fonso, Carlinhos Bocão, Maguila, Zé Carlos, César e Breguinha. Foto/Acervo Deise Leite

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas