Connect with us

INTERIOR

Cruzeiro do Sul escolhe morena como Rainha da Farinha, na 5ª edição do concurso, realizado as vésperas do aniversário do município

Publicado

em

Após um mês de preparação, fotos, passeios em pontos turísticos e confraternização ,
a final do concurso para o rei e rainha da farinha foi realizada nesta sexta-feira, 24, no Teatro do Nauas.

Foram escolhidos, por meio do jurado técnico, dos 20 candidatos do concurso, dois para ganhar o título de representantes da farinha, que é um artigo da identidade local e faz parte da lista de produtos com Selo de Indicação Geográfica, sendo registrado como produto típico brasileiro e também é um forte impulsionador da renda do município.

Os vencedores foram Louise Oliveira, de 17 anos, e Jardesson Cauassa, de 24 anos, que agradeceram todo o apoio.

“Eu só tenho a agradecer a toda a equipe da cultura, aos patrocinadores, a Prefeitura por terem nos apoiado nesse momento, e vou levar o título sempre no meu coração e espero orgulhar minha cidade”, pontuou a rainha Louise.

O rei da farinha Jardesson também enfatizou toda a preparação. “Me preparei muito para esse momento e vamos cuidar desse título com muita dedicação, porque sabemos o quanto a nossa cultura e costumes são importantes”, disse ele.

Sobre a organização o secretário Aldemir Maciel endossou. “Nós estivemos com os candidatos durante 30 dias e tivemos muitas ações como moda praia, jantar, sessão de cinema e no final um dos pontos mais importantes não é o título mais as amizades”, disse.

O prefeito Zequinha Lima prestigiou o evento e falou sobre a importância da farinha para o município é da representatividade dos jovens.

“Não realizamos o festival por causa da pandemia, mas estamos aqui por uma questão de simbologia e justiça, porque a nossa farinha é um produto muito valorizado, então nada mais justo que escolhemos os nossos representantes desse produto tão rico”, frisou ele.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INTERIOR

Governo segue com entrega de cestas básicas para comunidades ribeirinhas e indígenas

Publicado

em

Por

Agência AC

No fim da tarde desta quinta-feira, 21, o eixo central da praça Hugo Poli, que fica na cidade de Brasileia, na região do Alto Acre, foi local de mais uma ação da gestão Gladson Cameli. Trata-se de uma iniciativa do governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e das Políticas Indígenas (Semapi), que auxilia moradores de comunidades ribeirinhas e indígenas, com a entrega de cestas básicas.

Como parte da programação da Carreta Ambiental, que está no município, com diversas atividades voltadas aos órgãos ambientais, foram destinadas 200 cestas básicas, contemplando 100 ribeirinhos e 100 indígenas, que foram atingidos pelas alagações ou pela crise social e financeira, provocada pela pandemia da Covid-19.

Moradores de comunidades ribeirinhas e indígenas receberam as cestas básicas. Foto: Sérgio Ronney/Secom

“Seguimos com mais uma etapa de entrega de cestas básicas para esta população que sofre com os efeitos devastadores da pandemia, e de fenômenos naturais, como é o caso das cheias do rios e igarapés. Além de Brasileia, o governo Gladson Cameli também auxiliou moradores de Assis Brasil, com 200 cestas básicas”, relata o titular da Semapi, Israel Milani.

O gestor informa que a aquisição desses itens é por meio de recurso não reembolsável, proveniente do Programa REM Acre Fase II (REDD Early Movers – em português: REDD+ para pioneiros), uma parceria entre Estado, via Semapi, com a República Federal da Alemanha e o Reino Unido por meio do KfW (Banco de Desenvolvimento da Alemanha).

“A verba é destinada como pagamento por resultados da Redução de Emissões de Gases de Efeito Estufa Provenientes do Desmatamento e da Degradação Florestal (REDD+). Assim, adotamos essa estratégia, da distribuição das cestas, como uma medida emergencial motivada pela pandemia”, informou Milani.

Aquisição das cestas é feita por meio de recurso não reembolsável, proveniente do Programa REM. Foto: Sérgio Ronney/Secom

O pescador Antônio Nascimento Paiva, conhecido popularmente como Morcego, tradicional peixeiro do município, foi um dos contemplados com a cesta básica. “Fico agradecido ao governo pela doação dessa cesta, pois ela vai ajudar bastante, pois nessa pandemia, as coisas ficaram mais difíceis pra mim e para os demais pescadores”, disse.

A indígena Clemilda da Silva Jaminawa, também este presente na praça Hugo Poli para receber a sua cesta básica. “Quero agradecer a todos que estão nos ajudando. Estávamos precisando, principalmente agora, com esse período com Covid-19”, falou.

Continue lendo

INTERIOR

Usuários reclamam da operadora Claro em Tarauacá

Publicado

em

Por

Em menos de 24 horas a operadora da Claro passou por novas interrupções nas ligações, muitas falhas no sinal e problemas com conexão na internet 4G.

Indo e voltando “fora do ar” a situação começa a preocupar usuários da operadora que ficam “na mão” com a ineficiência de serviços. Ficou cerca de seis horas sem sinal.

Os celulares apresentam problemas onde apenas ligações de emergências podem ser realizadas.

A operadora ainda não se manifestou sobre a situação.

Por Gilson Amorim, Extra do Acre

Continue lendo

INTERIOR

Em Feijó, Bombeiros resgatam uma Anta vagando pelas ruas da cidade

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

Mais um animal silvestre foi resgatado pela unidade do Corpo de Bombeiros de Feijó. A ocorrência da vez foi uma Anta (Tapirus terrestris) que vagava pelas ruas da cidade na noite desta terça-feira (19). Segundo a autarquia, os militares foram acionados, pelo telefone (193), por moradores do bairro Zenaide Paiva que manifestaram preocupação quanto aos cachorros que estariam atacando o bicho.

O animal foi encontrado, após buscas pela região, sem nenhum ferimento. Aparentando ser saudável, a Anta adulta pesava em torno de 150 kg. Populares informaram que o bicho era de estimação e que o dono morava nas proximidades do bairro.

“Localizado o proprietário, o mesmo falou que sua Anta é extremamente dócil e que estaria de acordo em doá-la para alguma entidade que pudesse cuidar do Animal, pois não está tendo condição e nem disponibilidade para cuidar”, informou a equipe em sua rede social.

Com essa informação, os Bombeiros se prontificaram em ajudar a encontrar um local adequado para receber o animal. Vale lembrar que a cidade não dispõe de um centro específico que possa acolher animais feridos ou que foram abandonados por seus criadores.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia