Connect with us

INTERIOR

Cruzeiro do Sul: Lei garante atendimento preferencial para doadores de órgãos, medula e sangue

Publicado

em

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

A Câmara de Vereadores de Cruzeiro do Sul, no interior do Acre, promulgou a Lei N° 887/2021 que oferece atendimento preferencial para doadores de sangue, órgãos, tecidos e medula óssea nos estabelecimentos comerciais, bancários e correspondentes financeiros como casas lotéricas da cidade.

O dispositivo foi publicado na edição de hoje (21) do Diário Oficial do Estado (DOE). A matéria passou pelo crivo dos vereadores em junho de 2021, no entanto, o executivo municipal vetou a matéria. Retornando para a Casa de Leis, a maioria votou por fazer valer a matéria.

Para ter direito ao benefício, é preciso comprar ao usuário que é doador de sangue, de órgãos, de tecidos e medula óssea nos últimos seis meses. Pessoas inscritas no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (REDOME) também terão atendimento preferencial e prioritário.

“A preferência e prioridade que trata o “caput” do presente artigo garante aos doadores ou inscritos no REDOME que não se sujeitem às filas comuns, devendo ser atendidos nas filas de atendimento preferencial, incluindo-se para os serviços bancários mesmo que não sejam clientes da agência bancária”, diz trecho da lei.

A comprovação da doação ou da inscrição como doador de medula óssea deverá ser feita através de documento emitido obrigatoriamente por Hemocentros, Hemonúcleos, Bancos de Sangue, Central de Doação de Órgãos e o Registro Brasileiro de Doadores de Medula Óssea (REDOME), juntamente com a cédula de identidade ou qualquer outro documento de identificação com foto.

Segundo a lei, “os estabelecimentos deverão, obrigatoriamente, afixar em local visível a garantia de preferência e prioridade de atendimento previstos no dispositivo”.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

INTERIOR

Símbolo da paisagem de Sena Madureira, carnaubeira pode vir abaixo por causa de erosão

“A carnaubeira conta nossa história e é de suma importância que todos nós zelemos por ela, inclusive os nossos representantes”, disse o historiador de Sena

Publicado

em

Por

A carnaubeira, o símbolo histórico mais famoso do município de Sena Madureira, visto da Praça 25 de Setembro e contemplado por moradores do Segundo Distrito da cidade, pode deixar de existir se o poder público não tomar providências sobre a forte erosão que atinge as margens do Rio Iaco.

O desbarrancamento está a menos de 3 metros do patrimônio público que está prestes a completar seu centenário – quase a idade de Sena, que tem 117 anos de existência.

Não existe um consenso sobre quando, exatamente, a carnaubeira foi plantada, mas o historiador José Arnoudo Nunes, que é senamadureirense de berço, explicou à reportagem do ContilNet que a muda da árvore chegou à cidade em meados da década de 40, trazida do Ceará pelo seringalista Raimundo Martins de Almeida – parente de uma das figuras mais tradicionais da cidade, o serralheiro já falecido José Ferreira da Silva, mais conhecido como Zé Pato – e entregue ao engenheiro e prefeito à época, Hermano Cavalcante.

“Outras mudas da carnaubeira foram plantadas em outras partes da cidade, mas a que conhecemos hoje ganhou destaque no centro da cidade e foi plantada pelo Hermano, que era o prefeito da época”, comentou o especialista.

Arnoudo lamenta que “parte da história de Sena possa se perder a qualquer momento” se nenhuma providência for tomada.

A erosão está a menos de 3 metros do local/Foto: ContilNet

“A carnaubeira conta nossa história e é de suma importância que todos nós zelemos por ela, inclusive os nossos representantes. Se ela é destruída, fica um buraco na nossa identidade”, acrescentou.

A jornalista e empresária Wania Pinheiro foi até o local mostrar o risco que sofre o símbolo da capital do Vale do Iaco.

“Inadmissível que a carnaubeira fique ameaçada dessa forma sem que os nossos gestores tomem as devidas providências”, explicou a empresária.

As autoridades precisam tomar alguma providência/Foto: ContilNet

[ContilNet]

Continue lendo

ACRE

Bombeiros encontram corpo de idoso que caiu em Rio de Mâncio Lima

Publicado

em

Por

Nesta segunda-feira, 24, mergulhadores do Corpo de Bombeiros do 4⁰ BEPCIF, encontraram o corpo de um homem que havia desaparecido nas águas do igarapé São Pedro, afluente da margem esquerda do Rio Môa, 85 km distante de Mâncio Lima (de barco).

Segundo relatos, os dois homens trafegavam pelo igarapé em uma embarcação de pequeno porte, quando a vítima caiu na água e submergiu. O amigo relatou que ainda o procurou, na esperança que tivesse nadado para margem, mas não o encontrou.

[Ascom CBMAC]

Continue lendo

INTERIOR

Feijó: Bombeiros são acionados para tirar novilha que caiu na piscina em pleno domingão

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

A cidade de Feijó já pode ser consagrada campeã, no Acre, com números de atendimentos inusitados de animais pelo Corpo de Bombeiros Militar do Acre (CBMAC). O último pedido de ajuda ocorreu num bairro periférico após uma novilha cair dentro de uma piscina.

O fato ocorreu no domingo (23). A equipe foi acionada (193) pelo proprietário do local que já foi um clube famoso na cidade. O resgate foi rápido, bem-sucedido e precisou da ajuda de pelo menos quatro bombeiros militares. O animal não sofreu ferimentos. Esta foi a primeira ocorrência do dia, por volta das 7hs.

Segundo informações, o animal teria fugido de uma chácara localizada na vizinhança. Um dos motivos para que a cria estivesse dentro da piscina, teria sido a procura por água para matar a sede, momento em que teria possivelmente desequilibrado e caído no espaço. Curiosos deram outra versão: “Tava com calor, queria aproveitar o domingão e o calor”.

REGISTROS

No ano passado, os bombeiros prestaram inúmeros atendimentos de resgate a animais rurais e domésticos. Entre esses, destaques para o resgate de um cavalo realizado em dezembro onde o bicho caiu em uma fossa residencial no bairro Zenaide Paiva. Uma retroescavadeira foi levada para a ocorrência. Após horas de trabalho, o equino foi salvo.

No mês de junho, também um cavalo foi resgatado de outra fossa residencial no bairro Bela Vista. A ação durou quase 1 hora e contou com ajuda de populares. O sucesso da ação de salvamento ocorreu depois do uso de técnicas de tração. O animal saiu sem ferimentos do buraco.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas