Connect with us

POLÍTICA

Deputados autorizam Gladson a extinguir Igesac e transferir funcionários para a Sesacre

Publicado

em

Agência AC

Depois de mais de 12 anos de polêmicas, os trabalhadores contratados pelo antigo Pro-Saúde poderão finalmente ter paz. Isso graças a uma iniciativa do governador Gladson Cameli, juntamente com a Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), que conseguiram montar uma engenharia para garantir o emprego de mais de mil servidores da Saúde.

Eles deverão ser transferidos diretamente para a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre). O que vai permitir essa solução é projeto aprovado pela Aleac, nesta quarta, 1º, que permite ao Estado extinguir o Instituto de Gestão de Saúde do Acre (Igesac).

Projeto foi aprovado nesta quarta-feira. Foto: Agência Aleac

Entenda o caso

O atual governo, para manter os empregos dos contratados do Pro-Saúde, criou o Igesac. No entanto, questões de legislação criaram embaraços a esse processo. Assim, o governo resolveu extinguir o instituto e contratar diretamente os servidores pela Sesacre.

O presidente da Aleac, deputado Nicolau Júnior (PP) afirmou que a solução encontrada é um alívio para esses trabalhadores com origem no Pró-Saúde.

“Esse problema vem de muito tempo, desde gestões passadas. São funcionários do Pró-Saúde, que o governador Gladson Cameli tem feito de tudo para manter empregados. Esse projeto que foi aprovado pela Aleac permite acomodar esses trabalhadores na Sesacre. Isso trará a tranquilidade para cerca mil pais e mães de famílias acreanas em todo o estado, mostrando o compromisso do governador com essas pessoas”, avaliou o presidente.

Para se chegar a um consenso, houve muito diálogo, até o projeto chegar ao plenário da Aleac. “Foram semanas de negociações com os trabalhadores e os sindicatos da Saúde, mas conseguimos chegar a um consenso. Com o projeto que aprovamos, poderemos deixar essas pessoas mais seguras dos seus empregos”, disse Nicolau.

O líder do governo na Aleac, Pedro Longo (PV), explicou como esse processo deverá ajudar a solucionar o problema desses servidores. “Com a sanção da lei, os trabalhadores do Igesac passam a ser servidores da Sesacre, com carreiras celetistas dentro do governo”, relatou Longo.

O líder falou ainda como será a relação desses funcionários com a Sesacre: “Eles são considerados concursados, mas estarão no regime de celetistas, porque a lei permite ao servidor ser estatutário ou celetista. Isso significa que, na medida em que eles forem se aposentando, não serão substituídos. Ao contrário de outras carreiras na Sesacre, como de um médico ou de uma enfermeira, que quando abre uma vaga podem ser substituídos. Eles estarão com os empregos garantidos, mas na medida que se aposentarem ou pedirem demissão, esses cargos serão extintos”.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POLÍTICA

Gladson manda revitalizar uma das praças de esportes mais antigas do Acre, o campo da Funbesa, na Estação; Alan Rick alocou a grana

Publicado

em

Por

O campo e a quadra de uma das praças esportivas mais antigas de Rio Branco, o complexo Maracutaia, no bairro Estação Experimental, vai ser totalmente revitalizado. A ideia do governador Gladson Cameli (Progressistas) casou com o desejo do deputado federal Alan Rick (DEM), que alocou a verba junto ao Calha Norte, cerca de R$ 2 milhões, valor que o secretário da Seinfra, Cirleudo Alencar, acredita nem precisar usar todo na obra, mesmo com todas as novidades que virão, como um campo de futevôlei, cobertura na quadra e arquibancadas.

Essa semana a velha guarda da Estação Experimental se reuniu no centro do campo do Maracutaia com o deputado Alan Rick e o secretário Cirleudo para tratar do assunto. Entre os convidados, o professor Afrânio Moura, o pastor Eldo Gama e o tenente Jaime Moura, esse último representando a Associação de Moradores. Ficou combinado que o grupo escolherá o nome da pessoa que será homenageada com o novo complexo. “Tem vários nomes, mas vamos fazer uma escolha bem democrática”, disse o Jaime Moura.

Segundo o secretário Cirleudo Alencar, embora o dinheiro já esteja alocado pelo deputado Alan Rick, o processo deverá demorar uns seis meses até o início da obra. “Faz parte da burocracia, mas se Deus quiser até agosto, setembro, a gente deverá começar essa obra”, assegurou.

Continue lendo

POLÍTICA

“Seguiremos firmes, unidos e fortes” diz Jéssica, ao receber visita do governador Gladson Cameli

Publicado

em

Por

Por Wagner Lopes, do Tribuna do Acre

A pré-candidata ao Senado pelo glorioso MDB, a deputada federal Jéssica Sales postou em suas redes sociais a visita que recebeu do governador Gladson Cameli.

A parlamentar registrou o momento ao lado de sua mãe, a deputada estadual Antônia Sales e de seu pai, o Leão do Juruá e ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales. 

Jéssica está fazendo tratamento contra o câncer de mama, em São Paulo. 

Bastante emocionada com a visita de seu primo governador, Jéssica destacou a importância que pequenos gestos causam àqueles que estão enfrentando esta terrível doença.

“Meus queridos, que noite especial! Recebi a pouco a visita surpresa do meu primo governador, Gladson Cameli. Fiquei muito feliz e emocionada. O verdadeiro sentimento é aquele que expressamos em ações e pequenos gestos! Seguiremos firmes, unidos e fortes! Com Deus no controle e guiando nossos passos.”

Continue lendo

POLÍTICA

“Tudo o que nossa família tem é declarado”, diz Gladson Cameli em entrevista a UOL nesta sexta

Publicado

em

Por

Em entrevista concedida ao UOL News Noite, nesta sexta-feira (14), o governador Gladson Cameli esclareceu alguns fatos envolvendo a deflagração da Operação Ptolomeu pela Polícia Federal no âmbito do executivo estadual.

O bate-papo foi conduzido pela jornalista Natália Mota, com a participação dos colunistas Tales Faria e Hanrrikson de Andrade.

Na ocasião, Cameli defendeu que, desde que assumiu o governo, tem buscado trabalhar da forma mais transparente possível. Além disso, garantiu que toda sua gestão está empenhada no apoio às investigações que estão em curso.

“É um princípio meu, desde que assumi cargo público na vida, zelar pela transparência. Quero deixar aqui bem claro que tenho o maior respeito pelas instituições que fazem parte do Estado e que trabalham na investigação de quaisquer denúncias que possam surgir. Por isso, eu defendo que todas elas esclareçam dúvidas e desentendimentos”, destacou o governador.

Quando questionado sobre o envolvimento do seu nome e de membros da sua família no inquérito que está em curso, além das transações financeiras efetuadas, Gladson defendeu que todo seu patrimônio está declarado e justificado perante à justiça e que seus advogados estão tomando todas as medidas necessárias para provar sua inocência.

“Quero deixar claro aqui que sou inocente e que jamais compactuei com qualquer irregularidade envolvendo dinheiro público. Minha família, muito menos. O que eu puder fazer como governador para tirar toda essa história a limpo, farei”, continuou.

O governador do Acre também foi perguntado por Faria sobre sua disputa à reeleição ainda em 2022 e se as polêmicas envolvendo o Palácio Rio Branco não interfeririam na sua pré-candidatura.

“Eu sou pré-candidato, se Deus me permitir e conseguirmos virar essa página, mas não politizo a situação, porque isso só prejudica a operação, o Estado e as investigações”, salientou.

“Sobre isso afetar ou não minha pré-candidatura, eu acredito que não, porque confio na Justiça e no trabalho que venho realizando”, finalizou.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia