Connect with us

POLÍTICA

Do Acre, apenas Bittar foi contra Projeto que abranda a “Lei da Ficha Limpa”

Publicado

em

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

O Senado Federal votou ontem (14) o Projeto de Lei Complementar (PLC) 009/2021 que tem o objetivo de impedir que seja declarado inelegível quem tiver contas rejeitadas em casos que a punição seja apenas multa. No crivo dos senadores, 49 votos favoráveis e 24 contrários à matéria. Do trio acreano, a maioria votou pelo “sim”.

A matéria votada e que teve com o relator, o senador Marcelo Castro (MDB-PI), causou muita polêmica tendo em vista que muitos senadores consideraram “um ataque à Lei da Ficha Limpa”. O dispositivo já havia passado na Câmara dos Deputados. Agora, segue para sanção do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido). Para ser aplicado na próxima eleição, a matéria deve ser publicada no Diário Oficial da União (DOU) até outubro. 

Atualmente, no Brasil, os candidatos que “tiverem suas contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade insanável que configure ato doloso de improbidade administrativa” são considerados inelegíveis. Tal regra foi aprovada em 2010.

O projeto aprovado ontem não altera este trecho, mas inclui a ele que a inelegibilidade prevista “não se aplica aos responsáveis que tenham tido suas contas julgadas irregulares, sem imputação de débito, e sancionados exclusivamente com o pagamento de multa”.

No crivo, os três senadores do Acre participaram da votação. O Acre News consultou o sistema de votação do Senado Federal e verificamos como os nossos representantes votaram.

O senador Márcio Bittar (MDB), foi o único contrário, ou seja, ele votou “não”, foi contra o abrandamento da lei. Por outro lado, os senadores Sérgio Petecão (PSD) e Mailza Gomes (PP), votaram com o “sim”, pelo favor do abrandamento da lei.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POLÍTICA

Ex-prefeito de Marechal Thaumaturgo poderá se filiar no Progressistas, partido do governador

Publicado

em

Por

Itamar de Sá era considerado um dos mais fortes quadros do PT no Juruá.  Foi prefeito de Marechal Thaumaturgo por três mandatos e depois fixou residência em Cruzeiro do Sul. Nos governos de Tião Viana (PT), Itamar era o assessor especial do palácio na região, homem forte do governo petista, era encarregado de resolver os problemas no Juruá.

A nomeação do novo diretor do hospital da cidade, José Niallen, que é do grupo de Itamar, reforça as suspeitas e a indignação de apoiadores do atual governo que se sentem esquecidos após a batalha eleitoral de 2018. Cargos e nomeações na cidade são de pessoas que eram apoiadoras da FPA.

Os bastidores políticos de Marechal Thaumaturgo estão fervilhando com o que dizem ser “notória aproximação” de Itamar com o PP.

 O deputado Nicolau Júnior, cunhado do governador Gladson Cameli (PP), seria o responsável por essa articulação, que pode trazer além do ex-prefeito, todo seu grupo político de Thaumaturgo. Um reforço na corrida pela reeleição do presidente da ALEAC em 2022.

Aliás, na boca do povo, Nicolau Júnior é o vice-governador de fato na região do Juruá.

Com informações Acre In Foco.

Continue lendo

POLÍTICA

Prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem, e deputada Vanda Milani anunciam construção de escola modelo

A Prefeitura de Brasileia realizou nesta quinta-feira, 16, atividade na Agrovila do quilômetro 26, para anunciar a construção da Escola Modelo Concí Alves de Melo

Publicado

em

Por

A construção do novo prédio será viabilizada através de emenda parlamentar da deputada federal Vanda Milani (SD), onde contará com estrutura física ampla para atender a demanda da comunidade escolar e equipe gestora.

A solenidade de lançamento aconteceu com a presença da prefeita Fernanda Hassem, deputada federal Vanda Milani, secretário estadual de Meio Ambiente, Israel Milani, presidente da Câmara de Brasileia, Arlete Amaral e vereadores Elenilson Cruz, Rogério Pontes, Leonir Castro, Marinete Mesquita,  Jurandir Queiróz, secretários e equipe municipal, gestor  da Escola Concí Alves de Melo, Francimar Bezerra, presidente do STR, Francisca Bezerra,  coordenadora do Instituto de Terras do Acre (ITERACRE) no Alto Acre, Hígia Thaise Melo, presidente da Coopergrãos, Jaira Silva, representante da Agro Vila km 26, Carlos Alberto Fernandes, conhecido como Domdom, pais, alunos, gestores das escolas e equipe municipal.

A prefeita Fernanda Hassem agradeceu a deputada Vanda Milani pelos recursos destinados à Brasileia, que já ultrapassam R$ 12 milhões.

“Em nome da população de Brasileia, e da nossa equipe, quero agradecer a deputada federal Vanda Milani, que tem esse olhar para a nossa cidade. Desde que assumiu o mandato, ela tem atendido prontamente os nossos projetos”, afirmou a prefeita.

A deputada federal Vanda Milani (SD) se colocou à disposição para continuar ajudando Brasileia.

“Nós temos destinado importantes recursos para o município de Brasileia, onde serão investidos na melhoria de vida da população, construção de praças, quadras esportivas, escolas, aquisição de diversos maquinários e na área de saúde. O povo de Brasileia pode ter certeza que eu tenho olhado para cá com muito carinho e que podem contar sempre com essa deputada”, disse.

O gestor da Escola Concí Alves de Melo, Francimar Bezerra, comemorou o sonho de construir uma nova escola para atender os estudantes com mais qualidade.

“Quero agradecer primeiramente a Deus, segundo a prefeita Fernanda Hassem, pela sua disposição e compromisso com a nossa escola. Quero também agradecer a deputada federal Vanda Milani, por colocar essa emenda para construção da Escola Concí. Será um ambiente com salas adequadas para atender os nossos estudantes”, ressaltou.

Continue lendo

POLÍTICA

No IBGE, prefeito de Jerry Correia cobra atualização populacional de Assis Brasil

Publicado

em

Por

Em recente estimativa populacional divulgada pelo IBGE, Assis Brasil apareceu com 7.649 habitante, número, que a atual gestão contesta. Segundo o Jerry Correia, prefeito da cidade, a estimativa é que a cidade tenha quatro mil habitantes a mais. Para cobrar essa atualização populacional, o gestor esteve na tarde desta quinta-feira,16, na sede do IBGE, em Rio Branco, para solicitar a revisão populacional para a cidade da tríplice fronteira.

“Estamos aqui mais para colher informações, como mapas atualizados de nosso território. O cerne da questão está na má definição dos limites territoriais. Isso nós vamos discutir com os municípios vizinhos e a comissão especial da Assembleia Legislativa”, disse o prefeito.

Jerry, observou ainda que em apenas duas áreas que são atendidas pelo município, mas estão fora dos limites territoriais, vivem cerca de 3 mil pessoas que são contabilizadas pelo IBGE para os dois municípios vizinhos, que são Brasiléia e Sena Madureira. Sem o número de habitantes homologado pelo IBGE,

Assis Brasil perde percentuais dos repasses do governo federal. Os vereadores Wendel Marques e Jura Pacheco também participaram da reunião.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia