Connect with us

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Duas mortes e 30 exames positivos de Covid nas últimas 24h no Acre

Publicado

em

Agência AC

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), registra 30 casos de infecção por coronavírus nesta terça-feira, 29, sendo todos confirmados por exames RT-PCR. O número de infectados foi de 85.496 para 85.526 nas últimas 24 horas.

Até o momento, o Acre registra 230.332 notificações de contaminação pela doença, sendo que 144.790 casos foram descartados e 16 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 79.491 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 96 pessoas seguem internadas até o fechamento deste boletim.

Os dados da vacinação contra a Covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas na plataforma do Ministério da Saúde (MS), ficando sujeitas a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

Mais duas notificações de óbito foram registradas nesta terça-feira, 29 de junho, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 suba para 1.738 em todo o estado.

Óbito do sexo masculino:

Morador de Rio Branco, A.C.M.S., de 52 anos, deu entrada no dia 11 de junho, no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC), e faleceu no dia 26 de junho.

Óbito do sexo feminino:

Moradora de Rio Branco, S.B.S., de 88 anos, deu entrada no dia 14 de junho, no Into-AC, e faleceu nesta segunda-feira, 28.

Sobre os casos de Covid-19 no estado acesse:

BOLETIM_AC_COVID_ 29-06-2021

Sobre a ocupação de leitos no estado, acesse:

http://covid19.ac.gov.br/monitoramento/leitos

Rio Branco -AC, 29 de junho de 2021

Secretaria de Estado de Saúde do Acre

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

ACRE

MPAC promove reflexão e lança campanha de enfrentamento à violência contra a mulher

Publicado

em

Por

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) lançou nesta segunda-feira, 8, a campanha “Quem cala consente”, como parte da programação alusiva ao Agosto Lilás, para o enfrentamento à violência contra a mulher. O lançamento foi feito pelo procurador-geral de Justiça Danilo Lovisaro do Nascimento, na entrada do edifício-sede da instituição.

O Agosto Lilás faz alusão ao dia 7 de agosto, data em que a Lei Maria da Penha completou 16 anos, e visa conscientizar a população pelo fim da violência. Por meio da campanha “Quem cala consente”, o MPAC promoveu uma intervenção visual em sua sede, a fim de despertar e conscientizar a sociedade e as instituições, para uma reflexão acerca da dura realidade de violência ainda enfrentada pelas mulheres.

“Quando falamos desse tema “Quem cala consente”, estamos dirigindo um grito à sociedade, às instituições e à rede de apoio. Uma das formas de combater a violência contra a mulher é através da prevenção e reflexão sobre o problema estrutural que existe relacionado à igualdade de gênero. Que possamos compreender nosso importante papel na mudança deste cenário e garantir uma sociedade com mais igualdade de gênero para os próximos anos”, enfatizou o procurador-geral de Justiça.

A coordenadora do Centro de Atendimento à Vítima (CAV) do MPAC, procuradora de Justiça Patrícia de Amorim Rego, chamou a atenção para as estatísticas da violência no Brasil e no estado do Acre que, há quatro anos, figura no topo do ranking nacional do feminicídio, segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

“Vivemos em um país que mata 1 mulher a cada 5 horas. Em 2021, foram 1.300 mulheres vítimas de feminicídio. O Acre está no topo do ranking do feminicídio há 4 anos. Não podemos nos conformar com isso. Precisamos, enquanto sociedade e instituições, nos unir, refletir e agir sobre esses dados. O MPAC tem colocado a pauta da violência de gênero na sua prioridade.”, disse a coordenadora do CAV.

O lançamento teve a presença de membros e servidores do MPAC, da representante da presidência do Tribunal de Justiça do Acre, desembargadora Eva Evangelista, da defensora-geral, em exercício, Roberta Caminha, da deputada federal Perpétua Almeida, além de representantes institucionais, OAB/AC, governo do Estado, Prefeitura de Rio Branco, Polícia Federal, Segurança Pública e sociedade civil, bem como integrantes de Conselhos, Movimentos e Rede de proteção dos direitos das mulheres.

Continue lendo

INTERIOR

Feijó prepara a cidade para receber a multidão que vai ao Festival do Açaí

Publicado

em

Por

Com a rede hoteleira com praticamente 100% de ocupação, a cidade de Feijó, distante 330 km de Rio Branco, prepara estrutura para receber milhares de pessoas que devem visitar a cidade durante a edição de número 23 do Festival do Açaí, que começa na próxima sexta feira dia 12 encerrando no domingo, dia 14.

Organizadora do evento, a prefeitura anunciou os shows de Thierry, Zezo e João Bosco e Vinícius, além do festival de praia e a escolha da Miss Açaí.

Este ano o evento sai da margem do rio Envira e vai acontecer no novo espaço de eventos da cidade, que será inaugurado justamente na abertura do Festival. Segundo o prefeito Kiefer Cavalcante, mais de 10 mil litros de açaí para garantir a degustação durante os três dias de evento.

Continue lendo

INTERIOR

Servidores do Legislativo de Cruzeiro do Sul devem devolver mais de R$ 50 mil aos cofres públicos

Os atos de improbidade administrativa causaram lesão ao erário e violaram os princípios da Administração Pública

Publicado

em

Por

Nove servidores públicos devem devolver R$ 55.261,00. A decisão é da 2ª Vara Cível de Cruzeiro do Sul, onde consta a condenação dos réus pelo dano ao erário, suspensão dos direitos políticos por seis anos e pagamento de multa civil.

De acordo com os autos, a improbidade administrativa se refere a irregularidades nas prestações de contas do ano de 2009 da Câmara Municipal. A análise comprovou a utilização indevida de verba de gabinete para o pagamento de “ajuda de custo” e também celebração de contratos com valores superiores a R$ 8 mil, sem o devido processo licitatório.

O juiz de Direito Marlon Machado confirmou a ilegalidade perante a ausência de comprovação dos gastos. “Os demandados, por má-fé ou por displicência injustificável, liberaram a verba pública em flagrante descumprimento às normas pertinentes”, afirmou o magistrado.

Dentre os nove réus, um faleceu, contudo, a sanção foi transferida para os herdeiros. A sentença explicou que na Lei de Improbidade Administrativa (Lei n° 8.429/92), artigo 8º está: “os sucessores daquele que causar lesão ao patrimônio público ou se enriquecer ilicitamente está sujeito às cominações desta lei até o limite do valor da herança”.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas