Connect with us

SAÚDE

DUO+ vai inaugurar em Rio Branco clínica especializada em atendimento às mulheres

Publicado

em

A clínica DUO+ será inaugurada em Rio Branco, dia 17 de dezembro, oferecendo serviços de dermatologista, endocrinologista, nutricionista e estética corporal, além de protocolos de harmonização facial, redução de medidas, fortalecimento muscular, emagrecimento e hipertrofia. O público alvo será, em sua maioria, mulheres de 30 a 44 anos. A clínica ficará localizada ao lado do Afa Jardim, a mais tradicional e maior casa de eventos de Rio Branco.

“O nosso público são as pessoas que se preocupam com sua saúde, gostam de exercícios físicos, buscam um estilo de vida saudável, pessoas vaidosas que se preocupam com sua estética e o poder de se sentir bem. Nós escolhemos abrir uma unidade no Rio Branco por ser a cidade natal do Saulo, um dos fundadores do DUO+. É uma cidade que pede demais por uma experiência de serviços que só se encontra em São Paulo. Chegou a hora de levarmos todos anos de história e conhecimento DUO+ Clínica para fora, e Rio Branco tinha que ser nossa primeira cidade”, explica Luiz Ferraz, sócio-fundador.

A ideia de juntar uma clínica médica ao salão de beleza surgiu dos próprios clientes, que procuravam por soluções mais rápidas para cuidar da beleza e da saúde. “Muitos clientes falavam que queriam poder passar em um médico que fosse perto do salão. Então, quando fizemos a expansão, vimos a oportunidade de deixar de ser apenas um salão de beleza e inserir serviços em que o nosso cliente pudesse agregar valor em sua experiência. Nós olhamos a demanda que estava tendo e entregamos o que os clientes estavam pedindo. Hoje, a nossa clínica médica oferece atendimento com nutrólogo, dermatologista, endocrinologista, ginecologista, nutricionista, vascular e acupuntura”, complementa.

O empreendedor acredita que beleza é saúde e saúde também é beleza, mas deve ser algo além do externo. “Cada cliente é um indivíduo e não existe algo padronizado para todos. Oferecemos protocolos individualizados, não tem como seguir algo tão rotulado. Nós analisamos cada pessoa no seu mínimo detalhe e é dessa forma que buscamos entregar a transformação que todos eles procuram. No DUO+, acreditamos que a beleza não tem que estar nos olhos dos outros, tem que estar para dentro. A pessoa tem que se olhar, se aceitar e falar que está bem. Quando isso acontece, automaticamente as outras pessoas sentem isso. Queremos, justamente, ajudar os nossos clientes a construírem esse amor próprio por meio do nosso trabalho”, conclui Luiz

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SAÚDE

Drama na Fronteira: 10 médicos testam positivo para Covid-19 e hospital pede compreensão

Brasiléia disponibilizou dois médicos para ajudar no atendimento e Epitaciolândia está com UBS atendendo normalmente

Publicado

em

Por

Fotos: Alexandre Lima (Reprodução)

O Hospital Regional de Brasiléia está passando por um período difícil quando o assunto é médicos disponível para atendimento. O motivo dar-se-á, pelo fato de ao menos 9 médicos testarem positivo ao vírus COVID-19. No total, são 27 médicos ativos no Hospital, os mesmos são divididos pelos setores dentro da unidade como o setor de Urgência e Emergência, Atendimento, Maternidade e outros.

Na data de ontem, dia 21, haviam 10 médicos testado positivo para o Covid, um deles retornou as suas atividades na data de hoje (22), mas, os números de profissionais ainda são muito pequenos quando se tem um hospital para atender uma regional composta por quatro municípios.

Parceria com a Prefeitura de Brasiléia

Consciente da situação, a prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem, através da Secretaria de Saúde, alegou que infelizmente as unidades de saúde do município não estão atendendo nos feriados, mas de pronto, destinou dois médicos para o Hospital na tentativa de reduzir a sobrecarga dos médicos que ali estão presentes.

Prefeitura de Epitaciolândia

Já o prefeito Sérgio Lopes, alegou que as unidades básicas de saúdes do município estão atendendo normalmente com os médicos locais, devido o funcionamento contínuo, não será possível ceder médicos ao Hospital.

Sobre o Hospital

De acordo com informações obtidas com a equipe da direção do hospital, nunca antes na história, a unidade teve tantos médicos afastados por motivo de doença, o que acaba lesionando o atendimento na unidade.

Cada médico tem um plantão a ser comprido em sua carga horaria, que é um total de 24 horas. Quando um médico se ausenta de seu plantão por motivos de saúde, as 24 horas deste médico deverá ser preenchida por um outro, o que acaba sobrecarregando o médico em exercício, uma vez que, além de preencher sua carga horaria, terá de preencher a carga de seu colega.

A equipe da diretoria do Hospital pede compreensão da população no atendimento e como a ajuda das prefeituras locais, referente aos pacientes com casos menos urgentes, que sejam tratadas nas unidades básicas de saúde na medida do possível conforme o protocolo.

A superlotação no Hospital Regional de Brasiléia dar-se à pelo motivo de falta de instrução dos pacientes, em relação a qual órgão se direcionar quando se está doente. Para entendimento básico, é necessário que a população conheça a diferença entre Hospital, Unidade Básica e Unidade de Pronto atendimento.

A diferença entre o Hospital, Unidades Básicas de Saúde e Unidades de Pronto Atendimento

Populares dos municípios muitas vezes não tem conhecimento sobre qual órgão procurar quando se está doente e muitas vezes, optam pelo Hospital quando na verdade deveriam procirar pela Unidade Básica de Saúde (UBS) para que, dependendo do caso, o paciente seja encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) ou para o Hospital em caso de emergência. A incerteza acaba excedendo desnecessariamente o número de atendimentos, causando demora na espera.

Por que eu demoro a ser atendido no Hospital?

Levando-se em consideração as UBS, UPA e o Hospital, cada um tem um método de atendimento ao paciente, o atendimento é rigorosamente seguido com base no “Protocolo Internacional de Manchester”, conforme é exigido pelo Ministério da Saúde (MS). O processo assegura que os pacientes não corram risco de vida da previsão de tempo para o atendimento e garante a oferta de serviço homogêneo, uma vez que há a padronização.

Após atendimento inicial na recepção, o paciente é encaminhado à triagem e são abordados as queixas e os sintomas manifestados. Aferimento de pressão e temperatura e testes de glicemia, são realizados para apurar a condição da saúde. Todos estes dados são incluídos no sistema informatizado e o próprio programa elenca a prioridade de atendimento.

Sobre a prioridade de atendimento

O atendimento dos pacientes varia de acordo com a urgência do mesmo e são separados por cores. Casos de emergências obtém a cor vermelha e necessita de atendimento imediato pelo auto risco de vida, casos categorizados como muito urgente obtém a cor laranja e também necessita de atendimento imediato por correr um risco de vida elevado, existe também a cor amarela para casos urgente para atendimento rápido com aguardo, a cor verde para casos de pouca urgência onde o paciente deve aguardar o atendimento ou o encaminhamento para outro serviço de saúde e a cor azul para casos não urgente, que segue o mesmo procedimento da cor verde com exigências inferiores.

Teste para coronavírus

Um Hospital não tem capacidade de atender uma região inteira, por isso as cores estabelecidas pelo protocolo são fundamentais para definir o destino do paciente entre a Unidade Básica de Saúde, Unidade de Pronto Atendimento, e o próprio Hospital. A recomendação deve ser seguida da seguinte forma:

Unidade Básica de Saúde (UBS)

A UBS oferece o acompanhamento necessário para o controle do seu estado de saúde, de modo que o quadro de saúde não se agrave. É fundamental que as pessoas procurem atendimento para acesso a métodos contraceptivos, acompanhamento de doenças crônicas (diabetes ou hipertensão), controle do estado de saúde, acompanhamento do pré-natal, curativos, coleta de exames laboratoriais, além de encaminhamento para especialistas e fornecimento de medicamentos gratuitos.

A Unidade Básica de Saúde é controlada pelos municípios, são popularmente conhecidas como “Posto de Saúde” e tem o objetivo de oferecer aos usuários agendamento de consultas e exames, entrega de remédios, aplicação de vacinas, atendimento psicológico e odontológico, acompanhamento de sintomas leves de gripe, tonturas, mal estar, conjuntivite, dores de cabeça, entre outros, estes sintomas se enquadram nas cores azul e verde. Quando à necessidade de atendimento emergencial, o paciente é encaminhado para UPA ou o Hospital mais próximo.

Prefeitura de Epitaciolândia comunica que UBS estão atendendo

Unidade de Pronto Atendimento (UPA)

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) deve funcionar de modo ininterrupta e atendem os casos considerados de média e alta gravidade poupando uma possível superlotação no Hospital. Nos locais são acompanhadas situações clínicas de urgência e emergência como cortes profundos, crises alérgicas, suspeita de infarto, ferimentos com febre alta, dores abdominais fortes, quedas, paradas cardiorrespiratórias, entre outros, estes sintomas se enquadram na cor laranja do “Protocolo Internacional de Manchester”.

Hospital Regional

O Hospital Regional deve receber situações de emergência que necessitam de internação, cirurgias ou exames mais complexos encaminhados pela UBS ou UPA. A estrutura também deve funcionar diariamente e nos fins de semanas (24 horas), com realização de cirurgias, acompanhamento cirúrgico, atendimento a acidentes graves de trânsito, acidente vascular cerebral (AVC), situações de pediatria, neurologia, oftalmologia, ortopedia, exames de imagem e casos de risco à vida, são situações que se enquadram nas cores laranja e vermelha.

Em dialogo com a direção do Hospital Regional de Brasiléia, foi possível concluir que muitas vezes os médicos do local acabam atendendo casos menos graves que deveriam ser destinados à Unidade Básica de Saúde (UBS) ou à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), quando aparecem casos de urgência, os médicos deve obrigatoriamente seguir o protocolo estabelecido pelo Ministério da Saúde e automaticamente os casos de não urgência ou de pouca urgência ficam no aguardo até que os casos mais urgentes sejam solucionados.

A direção ressalta que, dos casos de pacientes que vão ao Hospital, 80% dos atendidos é categorizado como “não urgente” ou de “pouca urgência”, e que os mesmos poderiam ser direcionados para uma unidade básica de saúde uma vez que a estrutura do hospital serve para casos de urgência e emergência.

[Alexandre Lima/OAltoAcre]

Continue lendo

SAÚDE

Estado garante retorno de exames de raio-X para Porto Walter

Publicado

em

Por

Agência AC

Uma das regiões de mais difícil acesso do Acre, Porto Walter é prova do compromisso da gestão de Gladson Cameli com a saúde da população. No início desta semana, seus quase 13 mil moradores foram diretamente beneficiados com o retorno de exames feitos com o único aparelho de raio-X do município.

Para os portowaltenses, que ficam distantes 70 quilômetros de Cruzeiro do Sul, cidade onde se concentra a maioria dos serviços de saúde do Vale do Juruá, o benefício tem valor imensurável, pois minimiza as dificuldades impostas pelo isolamento.

Investimentos da gestão de Cameli mostram os significativos avanços dos serviços de saúde oferecidos aos acreanos. Foto: Marcos Vicentti/Secom

“A saúde tem sido um dos grandes desafios do nosso governo, mas com muita dedicação e empenho estamos mudando esse quadro. A população do Juruá merece o melhor e esse é o foco do nosso trabalho”, declarou o governador Cameli.

Com serviços de manutenção avaliados em mais de R$ 31 mil, o dispositivo de última geração estará disponível 24 horas aos pacientes, para a emissão de imagens digitais, garantindo mais precisão no diagnóstico e auxílio no tratamento de doenças.

Catiana Rodrigues, coordenadora regional da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), salienta que as barreiras do isolamento são quebradas com ações de governo que permitem à população usufruir dias melhores. A coordenadora também destaca os esforços da titular da pasta, Paula Mariano, para promover saúde aos povos mais isolados do estado.

Gestora estadual de Saúde tem garantido assistência às regiões mais isoladas do estado. Marcos Vicentti/Secom

“Paula Mariano tem sido incansável para atender todas as demandas solicitadas pelos gerentes das unidades hospitalares do Estado. Em nossos planejamentos, traçamos caminhos para que a melhoria dos serviços chegue à população, como aconteceu com a unidade mista de Porto Walter, que volta a contar com moderno dispositivo para atender aos pacientes”, pontuou.

A unidade realizou, em 2021, mais de quatro mil atendimentos de urgência e emergência, ambulatoriais, de  radiologia, testagem para covid-19, de assistência psicológica, social e outros.

Fotografia feita pelo aparelho de raio-X de Porto Walter. Somente em 2021, foram realizados mais de quatro mil atendimentos médicos na unidade mista do município. Foto: cedida

Continue lendo

SAÚDE

Pais ou responsáveis não precisam mais assinar autorização para vacinar crianças em Rio Branco

Publicado

em

Por

Foto: Reprodução

Uma nota técnica emitida pela Secretaria Municipal de Saúde de Rio Branco (SEMSA), no início da tarde de hoje (20), retira a exigência de assinatura de termo de assentimento quanto às informações das condições clínicas da criança e das possíveis reações.

No documento, comenta ainda que “avançando na vacinação pediátrica contra a COVID-19, Rio Branco reduz a faixa etária para vacinação das crianças e convoca todos os pais e/ou responsáveis a garantirem a proteção de seus filhos, maiores de 10 anos de idade”.

A nota exalta ainda que “todas as crianças de 5 a 11 anos com comorbidades e/ou deficiência permanente terão prioridade nesta etapa em atenção à recomendação do Ministério da Saúde e deverão demonstrar tal condição”.

Por fim, a autarquia comenta que “o andamento do processo vacinal acontece de forma decrescente à medida que a demanda na faixa etária se esgota. Toda criança deve estar acompanhada do pai, mãe e ou responsável legal”.

Veja onde vacinar:

USF Manoel Bezerra Cidade do Povo

USF Gentil Perdome da Rocha Esperança

USF Dr. Mário Maia Cidade Nova

USF Maria Verônica Preventório

USF Vitória Vitória/Regional São Francisco

As Unidades de Saúde da Família (USF) são exclusivas para vacinação de crianças com horário de funcionamento das 08h às 12h e das 14 às 16 horas.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia