Connect with us

POLÍCIA

Em Epitaciolândia, forças policiais apreendem carro roubado que seguia para a Bolívia; assalto ocorreu em Senador Guiomard

Acusados afirmaram que o carro seria vendido na cidade de Cobija

Publicado

em

Renato Menezes – Estagiário Sejusp

Na última sexta-feira (16), a Polícia Rodoviária Federal (PRF), em ação conjunta com a Polícia Civil de Xapuri e o serviço de inteligência da Polícia Militar do Acre (PMAC), apreendeu no município de Epitaciolândia um veículo Chevrolet Onix roubado que estava indo sentido fronteira com a Bolívia para fins de comercialização.

Após o acompanhamento tático e devidos esclarecimentos sobre o ocorrido, foi feito uma abordagem em uma barreira fixa montada na rodovia em conjunto com o Grupo Especial de Fronteira (Gefron) e com duas equipes do 5º Batalhão de Polícia Militar. Os autores do roubo, D.F.F.J, de 22 anos, e M.D.F.P, de 34 anos, foram parados na barreira nas proximidades do Km 09, e tentaram mentir para os agentes de segurança, informando que o carro seria de um amigo.

No entanto, eles não sustentaram a afirmativa e acabaram confessando o roubo do veículo e de outros pertences, com mais outro comparsa. Além disto, afirmaram que estariam indo para a cidade de Cobija, na Bolívia, com a intenção de vender o carro.

De acordo com informações fornecidas pelas forças policiais de Senador Guiomard, a vítima sofreu tentativa de estrangulamento e foi amarrada em um dos compartimentos da casa enquanto roubavam os pertences.

Na ocasião, ambos foram algemados após voz de prisão, e encaminhados sem lesão para a Delegacia de Polícia Civil de Epitaciolândia para que as providências legais fossem tomadas. Tanto o carro como os celulares também foram apreendidos, visto que os acusados afirmaram que faziam transações criminosas através dos aparelhos.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

POLÍCIA

Faccionado que participou da morte de indígena é preso em Feijó

Publicado

em

Por

Na manhã deste sábado, 21, a Polícia Civil em Feijó deu cumprimento ao mandado de prisão em desfavor de I.S.O., de 19 anos de idade, em razão de estar sendo investigado pela participação na morte do indígena Ribamar Barbosa Kaxinawá, morto no dia 07 de janeiro de 2022, numa região de mata, localizado nos arredores do bairro Vitória, na cidade de Feijó

A vítima foi morta de forma cruel, sendo obrigada a cavar sua própria cova, foi alvejada por disparo de arma de fogo, e depois teve sua garganta cortada com uma faca. Até o presente momento oito pessoas estão presas acusadas de participação no homicídio que chocou, sobretudo a comunidade indígena da cidade de Feijó.

De acordo com a investigação, o crime foi cometido de forma extremamente hedionda, não tendo a vítima qualquer chance de defesa. A morte se deu em razão de dívida de drogas.

[Ascom/PCAC]

Continue lendo

POLÍCIA

Motorista que transportava mais de R$ 3 milhões em cocaína pura é condenado

Publicado

em

Por

O caminhoneiro João Alves de Santa Ana Martins foi condenado a 9 anos e 4 meses de prisão, em regime fechado, pelo crime de tráfico de drogas. A decisão foi do juiz da 3ª Vara Criminal da Comarca de Rio Branco, Raimundo Nonato Costa Maia.

João Alves foi preso no dia 17 de dezembro do ano passado durante uma ação de investigadores da DENARC da Polícia Civil. A ação policial aconteceu na BR-364, logo na entrada da cidade de Rio Branco.

Os 155 quilos de cocaína estavam escondidos em tambores, que eram transportados no caminhão do acusado. A investigação revelou que João Alves saiu de Cruzeiro do Sul com o carregamento da droga. Para dissimular o cheiro do entorpecente o traficante utilizou graxa nos tambores. Os mais de 150 quilos estavam avaliados, segundo a polícia, em R$ 3 milhões e 200 mil.

Na mesma decisão que condenou o réu a quase 10 anos, a Justiça confiscou o caminhão Ford Cargo. O veículo será destinado à Fundação Centro Integrado de Apoio à Pessoa com deficiência.

Continue lendo

POLÍCIA

Acusado de matar tatuador que comemorava o próprio aniversário é preso

Publicado

em

Por

Elias da Silva Barbosa, de 19 anos, foi preso nesta sexta-feira, 20, ao comparecer na sede da Delegacia de Homicídios acompanhado por um advogado. Elias, que é conhecido pela alcunha de “Meota”, teve a prisão preventiva decretada pelo assassinato do tatuador Vicente Bonaparte Mendes.

O “tatuador”, como também era conhecido, foi morto com dois tiros quando comemorava 32 anos de vida. O crime aconteceu em uma casa na Rua do Futuro, no bairro Boa Vista, região da Sobral, onde ocorria festa de aniversário da vítima.

Vicente Bonaparte Mendes

Consta na investigação que Elias foi morto na cozinha da residência com dois tiros efetuados, de acordo com a perícia, a uma curta distância. Na sequência, o autor fugiu.

O delegado Marcus Cabral disse que uma desavença antiga entre acusado e vítima foi o principal motivo do crime. “Eles tinham um desentendimento, aí se encontraram no evento, o autor sacou a arma e atirou duas vezes na vítima”, disse o delegado.

O inquérito do caso está finalizado e será encaminhado à Justiça.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas