Connect with us

GOSPEL

Estado de saúde de Bruno Covas piora e internet diz que é punição divina

Publicado

em

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, que vem tratando de um câncer desde 2019, descobriu essa semana que a doença se espalhou para outras partes do corpo e por consequência disso vai ter que reiniciar um novo tratamento.

Mãe de Jonathan Nemer tem piora no quadro de saúde

Segundo boletim médico, Bruno Covas teve metástase do câncer para os ossos e fígado e na quarta-feira (21), os médicos constataram a presença de líquido nas pleuras, tecidos que revestem os pulmões e o tórax, e por isso ele se mantém internado.

Entretanto, apesar de todos os esforços para combater a doença, o que se diz pela internet é que Bruno Covas vem sendo punido por Deus após não cumprir uma promessa que fez durante as eleições de 2020.

Isso porque, durante a corrida pela prefeitura da capital, Bruno Covas percorreu diversas igrejas evangélicas, sendo uma delas a Assembleia de Deus. E em um dos seus discursos, na presença de pastores e milhares de pessoas, ele prometeu que “enquanto eu for prefeito de São Paulo, ninguém bota a mão na igreja”

Entretanto, o que se viu desde que ganhou as eleições foi o fechamento das igrejas por meio de decretos inconstitucionais.

De acordo com alguns pastores, Bruno Covas ficou calado diante de tal agressividade, foi procurado por muitos líderes religiosos, mas não fez questão de recebê-los, mostrando o descaso com as promessas de Deus.

Assim, o que dizem é que o prefeito de São Paulo vem recebendo punição divina por ter usado do povo evangélico quando precisou nas eleições e que depois de eleito, teve a capacidade de esquecer das promessas de não fechar os templos mesmo com a pandemia do coronavírus, sendo uma afronta ao povo de Deus que esteve com ele nessa luta.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GOSPEL

Assembleia de Deus em Tarauacá batiza mais de cem pessoas em um dia só após campanhas

Publicado

em

Por

A igreja Assembleia de Deus em Tarauacá batizou neste domingo, 26, mais de cem pessoas, maioria das quais novas convertidas ao evangelho de Jesus Cristo. É um feito inédito no município que mereceu, inclusive, dezenas de registros nas redes sociais. O pastor presidente do campo, Jucirlandio Francelino, há pouco mais de um ano dirigindo aquela regional, conseguiu o feito, segundo ele, após campanhas realizadas nas comunidades tanto na zona urbana quanto na rural.

A festa deste domingo em Tarauacá pode ser considerada um divisor de águas no município, antes e depois do avivamento que a igreja vive. O pastor auxiliar, Welionay Ramiro, disse que o sistema utilizado pelo presidente para buscar almas não é inédito na região, mas alcançou o atual patamar “pela misericórdia de Deus”. O objetivo, segundo ele, é fechar 202 com outro batismo igualmente fenomenal.

Continue lendo

GOSPEL

Reda, o Apóstolo das multidões, fundador da CENV na Sobral, está de volta, agora na Cadeia Velha, com a Igreja Apostólica Ágape

Publicado

em

Por

O apóstolo Edson Reda é um dos líderes evangélicos mais conhecidos do Acre. Além das excursões que promove há duas décadas para a comunidade cristã, ele foi um dos precursores do movimento em células. Foi fundador de uma igreja no bairro Sobral cujo sucesso do ministério até hoje ecoa através de resultados positivos, o Comunidade Evangélica Vida Nova (CENV).

Depois de um bom tempo trabalhando apenas como auxiliar, esse obreiro próspero está de volta. Reabriu um ministério começando do zero. É no bairro Cadeia Velha, bem perto do Terminal Urbano, a Igreja Apostólica Ágape.

A pedido da sessão gospel do site AcreNews, o próprio Reda contou uma parte de sua história, de próprio punho, que publicamos na íntegra a seguir:

“Evandro, olha, a minha história é bem simples: aproximadamente 30 anos atrás comecei um trabalho na Baixada da Sobral, quando ali na Sobral não tinha nem o bairro Boa União. Comecei lá na antiga Fazendinha Sobral uma igreja onde era um açude. Nós aterramos o açude com 110 caçambas de barro que a gente conseguiu ganhando, comprando.

Conseguimos fazer um templo que está lá até hoje. Atualmente aquele templo imenso está com a Assembleia de Deus. Nesse tempo aí a igreja cresceu, aí fomos para Avenida, para rua principal e lá a gente pegou um barracão abandonado, reformamos o barracão e lá ficamos nesse barracão mais 12 anos. E aí esses 12 anos a igreja cresceu muito e desse barracão mudamos e hoje está ali na descida da ladeira do bairro Plácido de Castro, ao lado do Comercial Rufino. Hoje o ministério tem o nome de Comunidade Batista Renascer e é fruto do trabalho que foi a CENV, a Comunidade Evangélica Nova Vida, que começou como Igreja Batista Nacional Nova Vida.

Abrimos, além desse, mais uns seis trabalhos. Formamos uns oito pastores que estão à frente de igrejas por aí. Como passei um tempo somente como auxiliar da igreja lá na Baixada e passei em torno de 5 anos só auxiliando em alguma igreja, ministrando palestra, cuidando das minhas excursões, viajando. É bom lembrar que eu sempre me mantive com as excursões. Nunca me mantive pela igreja, então me mantenho com as excursões há 28 anos em viagem para o Nordeste do Brasil, Sul, como também Peru, Chile.

E agora com essa pandemia eu repensei um pouco sobre a questão igreja. Não queria mais pastorear como titular, mas Deus colocou no meu coração e eu decidi recomeçar um projeto que eu tinha há uns 7 anos. Resolvi recomeçar. Peguei uma casa que estava toda deteriorada ali na rua da Cadeia Velha, perto da delegacia, perto do Terminal Urbano, e aí a gente já começou a fazer os cultos.

É uma área muito grande, cabe umas 80 pessoas. Já fizemos três reuniões e vamos devagarinho arrumando a casa. Aí nessa casa não tem cozinha para fazer sopa para aquelas aqueles que vivem à margem da sociedade pelo Terminal.

Vamos fazer um ótimo trabalho e se Deus quiser começar um projeto. Criamos a Igreja Apostólica Ágape. Nós temos um alvo: fazer um ótimo trabalho ali na Cadeia Velha porque tem poucas igrejas ali e além disso fazer um trabalho de missões para alcançar até o Peru”.

Continue lendo

GOSPEL

Campos do Enob 1 da Assembleia de Deus se reúnem no Caquetá e fazem um dos maiores encontros da história

Publicado

em

Por

A igreja Assembleia de Deus da vila Caquetá, km 72 da estrada de Boca do Acre, município de Porto Acre, foi a sede, neste sábado, 25, de um Encontro de Obreiros (Enob). Além de muita ministração e ensinamento, mais de 20 cooperadores foram consagrados ao diaconato e presbitério.

A igreja Assembleia de Deus tradicional no Acre, cuja Convenção é presidida pelo pastor Pedro Abreu de Lima, é dividida em cinco Enob, uma espécie de Convenção para obreiros que ainda não são ministros, que vai de auxiliar até presbítero. Os ministros são evangelistas e pastores. Nas cinco regionais do Estado acontecem esse encontro em períodos estabelecidos, com até dois por ano e vai da BR 364, sentido Porto Velho, até Sena Madureira.

Na regional do Enob 1, que reúne os campos de Caquetá, Acrelândia, Vila pia, BR 364 km 39, BR 364 km 68, BR 364 km 85, BR 364 km 105 e Vila Campinas, a festa aconteceu neste sábado sendo a igreja de Caquetá como sede. Seu pastor presidente, Gessé Cordeiro, fez as vezes de anfitrião, recebendo os obreiros com seus pastores presidentes. É um dia de muita confraternização, de muita palavra de Deus e no final a consagração de novos obreiros interessados em colaborar com o evangelho de Cristo de forma oficial, protocolar, ganhando suas credenciais. “Fiquei muito feliz em receber a todos aqui no nosso campo, num evento cuja essência é Cristo”, diz o pastor Gessé.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia