Connect with us

INTERIOR

Exame de DNA confirma que menina de 10 anos engravidou do próprio pai em Tarauacá

Pai suspeito do estupro cometeu suicídio em janeiro do ano passado e, por isso, processo foi arquivado pela Justiça; menina teve filho em abril do ano passado

Publicado

em

G1 Acre

A menina de 10 anos que engravidou e deu à luz a um menino em abril do ano passado na Maternidade Bárbara Heliodora engravidou após ter sido abusada pelo próprio pai. Assim que nasceu, o bebê precisou ser encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTI) e logo depois recebeu alta.

A confirmação do abuso se deu depois que o exame de DNA confirmou que o filho da menina de 10 anos era filho do pai dela. O DNA foi colhido assim que o bebê nasceu.

O pai da menina que engravidou aos dez anos foi encontrado morto dentro de casa na cidade de Tarauacá no dia 16 de janeiro, meses após o caso repercutir. Na época ele já era investigado no caso e já tinha sido ouvido duas vezes. Ele havia negado e disse que estava à disposição para fazer o exame de DNA.

A menina que atualmente tem 11 anos ficou cerca de cinco meses com uma família acolhedora e agora está de volta à cidade. Um outro vizinho chegou a ser investigado no caso. Devido ao pai ter cometido suicídio, o caso foi arquivado pela Justiça, mas segundo o promotor de Justiça Júlio César de Medeiros, ela continua sendo acompanhada por psicólogos.

“Para minorar as consequências traumáticas neste caso, e em situações similares, o Ministério Público tem fortalecido a relação com a rede de proteção, a fim de fornecer um atendimento psicológico ainda mais qualitativo, além de requisitar a implantação do CAPS no município, e uma Oficina com o Centro de Atendimento à Vítima (CAV) do MP-AC, que em breve virá ao município para ouvir várias vítimas, como todo o cuidado possível”, destaca.

Na decisão, assinada pelo juiz Guilherme Fraga, indica o arquivamento porque o pai da menina morreu. Segundo a Justiça, ele abusava também das outras filhas.

Lei

Agora o Acre agora conta com uma lei que obriga os cartórios de registro civil do estado a informarem ao Ministério Público Estadual (MP-AC) o registro de nascimento feito por pais menores de 14 anos. A lei foi publicada em agosto para identificar possíveis casos de estupro.

A lei informa que, caso um pai ou mãe com idade inferior aos 14 anos, na data do nascimento, faça o registro, deve ser enviada cópia da certidão, no dia seguinte, através de e-mail para o endereço oficial do MP.

O MP informou que a lei faz parte do projeto Ecos do Silêncio, que visa prevenir e combater o abuso sexual infantil e que já ocorria por meio de parceria em duas cidades, no interior do Acre, como Acrelândia e Tarauacá.

Menina morava com o pai

A menina morava com o pai e uma irmã, de 12 anos, no município de Tarauacá. A mãe vive em um seringal na cidade de Jordão. O caso da gravidez foi descoberto após uma denúncia da vereadora da cidade Janaína Furtado, em dezembro de 2019.

A gravidez da menina foi descoberta aos cinco meses de gestação quando o pai a levou para a maternidade de Cruzeiro do Sul para fazer um aborto legal, mas voltou atrás não permitiu que ela fizesse o procedimento.

Em janeiro, o pai foi achado morto dentro da casa dele em Tarauacá. Após o parto, a menina e o filho ficaram com uma família acolhedora. Atualmente ela mora em Tarauacá e é acompanhada pelo MP.

Dois familiares da criança de 10 anos chegaram a ser ouvidos pela Polícia Civil nos dias 14 e 15 de janeiro. Entre os ouvidos estava o pai que era um dos suspeitos de abusar da menina.

A mãe da criança também foi ouvida pela Polícia Civil no município de Jordão, em janeiro deste ano, e disse que só teve conhecimento que a filha sofria abuso quando soube da gravidez. O depoimento da mulher foi baseado nas declarações dadas pela outra filha dela, de 12 anos. A menina, segundo a polícia, confessou para a mãe que o pai dormia com a irmã caçula na mesma cama.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

INTERIOR

Símbolo da paisagem de Sena Madureira, carnaubeira pode vir abaixo por causa de erosão

“A carnaubeira conta nossa história e é de suma importância que todos nós zelemos por ela, inclusive os nossos representantes”, disse o historiador de Sena

Publicado

em

Por

A carnaubeira, o símbolo histórico mais famoso do município de Sena Madureira, visto da Praça 25 de Setembro e contemplado por moradores do Segundo Distrito da cidade, pode deixar de existir se o poder público não tomar providências sobre a forte erosão que atinge as margens do Rio Iaco.

O desbarrancamento está a menos de 3 metros do patrimônio público que está prestes a completar seu centenário – quase a idade de Sena, que tem 117 anos de existência.

Não existe um consenso sobre quando, exatamente, a carnaubeira foi plantada, mas o historiador José Arnoudo Nunes, que é senamadureirense de berço, explicou à reportagem do ContilNet que a muda da árvore chegou à cidade em meados da década de 40, trazida do Ceará pelo seringalista Raimundo Martins de Almeida – parente de uma das figuras mais tradicionais da cidade, o serralheiro já falecido José Ferreira da Silva, mais conhecido como Zé Pato – e entregue ao engenheiro e prefeito à época, Hermano Cavalcante.

“Outras mudas da carnaubeira foram plantadas em outras partes da cidade, mas a que conhecemos hoje ganhou destaque no centro da cidade e foi plantada pelo Hermano, que era o prefeito da época”, comentou o especialista.

Arnoudo lamenta que “parte da história de Sena possa se perder a qualquer momento” se nenhuma providência for tomada.

A erosão está a menos de 3 metros do local/Foto: ContilNet

“A carnaubeira conta nossa história e é de suma importância que todos nós zelemos por ela, inclusive os nossos representantes. Se ela é destruída, fica um buraco na nossa identidade”, acrescentou.

A jornalista e empresária Wania Pinheiro foi até o local mostrar o risco que sofre o símbolo da capital do Vale do Iaco.

“Inadmissível que a carnaubeira fique ameaçada dessa forma sem que os nossos gestores tomem as devidas providências”, explicou a empresária.

As autoridades precisam tomar alguma providência/Foto: ContilNet

[ContilNet]

Continue lendo

ACRE

Bombeiros encontram corpo de idoso que caiu em Rio de Mâncio Lima

Publicado

em

Por

Nesta segunda-feira, 24, mergulhadores do Corpo de Bombeiros do 4⁰ BEPCIF, encontraram o corpo de um homem que havia desaparecido nas águas do igarapé São Pedro, afluente da margem esquerda do Rio Môa, 85 km distante de Mâncio Lima (de barco).

Segundo relatos, os dois homens trafegavam pelo igarapé em uma embarcação de pequeno porte, quando a vítima caiu na água e submergiu. O amigo relatou que ainda o procurou, na esperança que tivesse nadado para margem, mas não o encontrou.

[Ascom CBMAC]

Continue lendo

INTERIOR

Feijó: Bombeiros são acionados para tirar novilha que caiu na piscina em pleno domingão

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

A cidade de Feijó já pode ser consagrada campeã, no Acre, com números de atendimentos inusitados de animais pelo Corpo de Bombeiros Militar do Acre (CBMAC). O último pedido de ajuda ocorreu num bairro periférico após uma novilha cair dentro de uma piscina.

O fato ocorreu no domingo (23). A equipe foi acionada (193) pelo proprietário do local que já foi um clube famoso na cidade. O resgate foi rápido, bem-sucedido e precisou da ajuda de pelo menos quatro bombeiros militares. O animal não sofreu ferimentos. Esta foi a primeira ocorrência do dia, por volta das 7hs.

Segundo informações, o animal teria fugido de uma chácara localizada na vizinhança. Um dos motivos para que a cria estivesse dentro da piscina, teria sido a procura por água para matar a sede, momento em que teria possivelmente desequilibrado e caído no espaço. Curiosos deram outra versão: “Tava com calor, queria aproveitar o domingão e o calor”.

REGISTROS

No ano passado, os bombeiros prestaram inúmeros atendimentos de resgate a animais rurais e domésticos. Entre esses, destaques para o resgate de um cavalo realizado em dezembro onde o bicho caiu em uma fossa residencial no bairro Zenaide Paiva. Uma retroescavadeira foi levada para a ocorrência. Após horas de trabalho, o equino foi salvo.

No mês de junho, também um cavalo foi resgatado de outra fossa residencial no bairro Bela Vista. A ação durou quase 1 hora e contou com ajuda de populares. O sucesso da ação de salvamento ocorreu depois do uso de técnicas de tração. O animal saiu sem ferimentos do buraco.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia