Connect with us

POLÍCIA

Mâncio Lima: servidor público investigado por estupro de vulnerável é preso

Publicado

em

Ascom/PCAC

Na manhã desta quarta-feira, 08, a Polícia Civil no município de Mâncio Lima prendeu mais um homem investigado pelo crime de estupro de vulnerável.

O indiciado, das iniciais J.R.O., 37 anos, que é funcionário público municipal, teve a prisão preventiva decretada, após o delegado José Obetânio representar junto ao Poder Judiciário, com base em indícios de autoria e materialidade do crime de estupro de vulnerável, tipificado no art. 217-A do Código Penal, que criminaliza a conjunção carnal ou a prática de ato libidinoso com menor de 14 anos. A pena para esse tipo de crime vai de 8 a 15 anos de reclusão.

Nos últimos meses, a Polícia Civil na cidade de Mâncio Lima tem realizado um grande número de prisão por estupros. Outros casos seguem sendo investigados em segredo de justiça. O delegado disse que as vítimas estão mais confiantes no trabalho da Polícia e da Justiça, e que por isso os casos estão chegando com mais frequência à Polícia Judiciária.

A prisão preventiva é utilizada como um instrumento do juiz em um inquérito policial ou já na ação penal, ou seja, ela é um instrumento processual. Pode ser usada antes da condenação do réu em ação penal ou criminal.

“Fizemos o nosso trabalho na fase inquisitorial por meio do inquérito policial, e agora cabe ao Ministério Público e ao Poder Judiciário dar continuidade ao feito, para saber se o investigado é culpado ou inocente, e assim aplicar a Lei ao caso concreto”, reiterou o delegado.

O preso foi encaminhado ao presídio Manoel Néri, em Cruzeiro do Sul, estando à disposição da Justiça.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POLÍCIA

Trio é preso após estupro de adolescente em Jordão

Publicado

em

Por

Ascom/PCAC

A Polícia Civil, com apoio da Polícia Militar, deu cumprimento a três mandados de prisão e busca e apreensão nos dias 18 e 19 de janeiro 2022 e logrou êxito na prisão de L. F. do N. L., de 18 anos; F. A. M., de 22 anos e F. da C. do C. da S. F., de 20 anos. O trio é acusado de estupro de vulnerável ocorrido no início de dezembro de 2021.

A vítima, uma adolescente de 13 anos, foi violentada no município de Jordão, interior do Acre. A vítima e a mãe da vítima foram ouvidas no início de janeiro do corrente ano, tendo já a autoridade policial Valdinei Soares Costa representado pela prisão dos envolvidos, e também pela busca e apreensão dos aparelhos celulares dos acusados, vez que, a vítima relatou que os autores, além de abusarem sexualmente da mesma, ainda gravaram toda a cena de abuso sexual.

O Ministério Público opinou pela expedição dos mandados de prisão e busca e apreensão, bem como, o Poder Judiciário atento aos anseios da sociedade de Jordão/AC prontamente deferiu os mandados, os quais foram devidamente cumpridos.

Vale ressaltar a agilidade na expedição dos mandados, e também a pronta resposta que foi dado no cumprimento dos mandados, pois, este tipo de crime não pode ser tolerado pela sociedade, muito mais, numa cidade pequena e distante como é Jordão/AC.

Os três presos agora serão recambiados para Tarauacá, onde irão ser interrogados sobre os fatos e posteriormente irão para o presidio Moacir Prado. Vale ressaltar que um dos acusados, após o crime foi para a zona rural de Jordão onde a equipe de policiais tiveram que navegar de barco por mais cinco horas para chegar ao local, onde o suspeito estava escondido, tendo êxito na prisão do mesmo.

Continue lendo

POLÍCIA

Polícia Civil deflagra operação e cumpre oito mandados no Distrito de Vila Campinas

Publicado

em

Por

Ascom/PCAC

Na madrugada desta quarta-feira, 19, a Polícia Civil deflagrou operação de cumprimento de oito mandados de busca e apreensão no Distrito de Vila Campinas, distante 60 quilômetros da capital, em desfavor de supostos criminosos daquela localidade, apontados dentro das investigações realizadas pela equipe da Delegacia de Plácido de Castro como principais envolvidos em uma série de crimes contra o patrimônio, tráfico de entorpecentes e integrar organização criminosa que age naquela região.

Durante a Operação, que teve cooperação do CORE – AC, foram apreendidos, aproximadamente, 6 (seis) aparelhos celulares que estavam em posse dos suspeitos e serão encaminhados à perícia criminal para análise já que, supostamente a maioria das ações criminosas eram feitas por meio de aplicativo de mensagens.

Além dos celulares, foram apreendidos pouco mais de 10 kg de carne proveniente de animais silvestres abatidos ilegalmente, dois pássaros (Curió) sem registro ou anilha de criador cadastrado, e uma quantia de pouco menos de R$ 5.000,00 de procedência duvidosa, que não foi explicada.

Além do cumprimento dos mandados, os supostos envolvidos foram ouvidos informalmente e espontaneamente, sendo intimados a comparecer a delegacia de maneira formal para prestar declarações mais detalhadas acerca dos crimes dos quais são investigados.

O delegado titular Danilo César afirmou que as operações dessa madrugada são apenas o início de uma série de ações que pretendem identificar e apresentar às autoridades todos os agentes envolvidos com ORCRIM apontados pela investigação, crimes contra o patrimônio e tráfico de entorpecentes que tem agido na localidade e arredores.

A equipe da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE) da Policia Civil vem prestando apoio as incursões e permanecem com suporte investigativo para que as ações sejam cada vez mais frequentes e exitosas.

Continue lendo

POLÍCIA

Cortou a tornozeleira no Acre, fugiu para Rondônia e acabou baleado na barriga pela PM

Publicado

em

Por

Fonte: Rondônia Agora

Foragido do Acre é baleado na barriga após fugir de abordagem da PM na capital (Foto: Rondônia Agora)

Francisco C.A., 44 anos, foi socorrido às pressas após ser baleado por policiais militares na zona leste de Porto Velho. O homem estava armado, desobedeceu a ordem de parada e fugiu da abordagem.

Segundo a ocorrência, uma guarnição da PM avistou Francisco conduzindo uma motocicleta Dafra Apache, de cor preta. Ele estava com um objeto suspeito na cintura. Foi dada ordem de parada, mas ele fugiu.

Francisco colocou a mão na cintura e desobedeceu às ordens dos policiais. Durante o acompanhamento foram efetuados um tiro com munição letal e três de munição não letal. Foi pedido apoio de outras guarnições para realizarem o cerco.

Mas o homem empreendeu fuga por diversas ruas da zona leste da capital. Mas após cerca de oito quilômetros após receber a primeira ordem de parada, Francisco caiu e os policiais verificaram que ele estava baleado no abdômen.

Os militares colocaram o suspeito na viatura da PM e o socorreram até à UPA leste. Ele precisou ser transferido para o hospital e pronto socorro João Paulo II.

Os policiais foram informados que Francisco estava foragido do Estado do Acre, onde cumpria pena desde o último dia 11 e ainda usava tornozeleira eletrônica de monitoramento, porém, havia cortado o equipamento.

Ele estava ameaçando seus ex-sogros, pois queria saber para qual cidade sua ex-mulher havia fugido. As vítimas informavam que sempre que Francisco ia buscar informações sobre a ex, apresentava volume na cintura, supostamente arma de fogo.

O homem permaneceu internado no João Paulo II sob escolta policial. A arma que portava e a motocicleta que conduzia foram apresentados no Departamento de Flagrantes.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia