Connect with us

CULTURA

Mulheres no Cinema: ASACINE realiza o 1° “Fastcine mulher”

Publicado

em

Por Fundação Elias Mansour

A abertura ocorreu no Theatro Hélio Melo na (Memorial dos Autonomistas) na última quinta-feira , 27,visando premiar e reconhecer o trabalho audiovisual feminino realizado no estado do Acre. O evento faz parte da programação do XII Festival Acreano de Vídeos, edição 2021. A festival está sendo realizado pela Associação de Cinema (ASACINE) através de um edital da lei Aldir Blanc e conta com o apoio da Fundação de Cultura Elias Mansuor (FEM).

Na abertura foram exibidos três filmes; “Lugar de mulher é onde ela quiser” de Adriana pessoa, “Na casa da vovó tem” de Fátima cordeiro, “O chamado da natureza” de Ester Araújo. ASACINE escolheu homenagear a presidente Academia Acreana de Letras (AAL) Dr. Luísa Galvão Lessa Karberg pelos 40 anos de cinema e do XII Festival Acreano de Vídeos, quem entregou o prêmio foi o pioneiro do cinema no Estado, o cineasta Adalberto Queiroz.

Fátima cordeiro é uma das cineastas que participou da abertura com o filme ” Na casa da vovó tem” a produção mostra o carinho, o cuidado e os dons que uma avó pode ter. Sobre a importância do fast cine mulher ela comentou sobre a valorização das mulheres nas artes.

” O Fest Cine Mulher representa uma oportunidade de apresentarmos as nossas concepções. Os pioneiros deste projeto são os cineastas Adalberto Queiroz e Enilson Amorim no sentido de promover o protagonismo das mulheres sejam atrizes, produtoras, diretoras…A Cultura que vai além das prendas domésticas. Podemos ver aqui Hoje vários documentários mostrando a vivência artística/ cultural do conceito particular de cada uma, como também, incentivando através da nossas as demais mulheres a tornarem seus sonhos realidade.” Disse

A proposta do festival é de que sejam exibidos em torno de 10 curtas-metragens de cineastas acreanas dentre elas; Fátima Cordeiro, Adriana Pessoa, Kelen Gleysse, Eliene Pereira, Linda Blair, Ester Araújo, Ana Pessoa, Joelen Castro, Nonata Queiroz e Maria Irene.Segundo o presidente da ASACINE e coordenador do festival Enilson Amorim o objetivo é incentivar as mulheres a mostrarem suas produções e fazer do evento algo que reconheça e valorize as mulheres acreanas.

O diretor administrativo Francisco Generozzo prestigiou o evento e fez uma fala sobre a importância disso para a cultura do estado.

“ Nós precisamos mostrar mais o que as mulheres têm feito para que possamos conhecer ainda mais o que tem sido produzido. A Fundação de cultura Elias Mansuor tem muito orgulho de saber que o recurso da Lei Aldir Blanc tem sido utilizado de uma maneira tão satisfatória. ” Disse

As exibições iniciam sempre ás 19 horas, o festival está ocorrendo todos os dias no Theatro Helio Melo e encerra no domingo, 30 de maio. E aí, vai perder essa dica cultural?

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CULTURA

Frank Aguiar vem cantar no encerramento do Arraial do Sesc, que começa na próxima sexta-feira

Evento conta com barracas de comidas típicas, apresentações de quadrilhas e danças folclóricas, parque infantil, cantinho da cultura, bingos e brincadeiras tradicionais

Publicado

em

Por

Na 36ª edição, o arraial do Sesc no Acre comemora mais um ano de uma proposta que se tornou sinônimo de sucesso com a participação da família comerciária e comunidade. O arraial começa nesta sexta, 1º, às 18 horas, no Sesc Bosque, e tem o encerramento no dia 3 de julho, com show do Frank Aguiar.

Considerado o evento cultural de maior tradição junina do Estado, o Arraial do Sesc conta, anualmente, com beleza, charme e animação que reúne pessoas de todos os bairros de Rio Branco e outros municípios.

Atrações Musicais

O evento conta com barracas de comidas típicas, apresentações de quadrilhas e danças folclóricas, parque infantil, cantinho da cultura, bingos e brincadeiras tradicionais e muita música. Na sexta-feira, o show é do Forró Pegada Prime; no sábado, 2, Sandra Melo e Banda; e no domingo, show nacional, com Frank Aguiar.

Quadrilhas Juninas

O Arraial tem um trabalho que hoje alcança um público muito grande em três dias de festa. O ápice da festa em todos os anos são as apresentações das quadrilhas da terceira idade do Sesc e das quadrilhas da Liga de Quadrilhas Juninas do Acre.

Programação completa no site.

Continue lendo

CULTURA

Coletivo acreano lança filme que conta seus 20 anos de história

A produção independente conta com depoimentos de significativas personalidades acreanas

Publicado

em

Por

O Centro de Antropologia do Teatro e Antropofagia do Cinema – Catac, em comemoração aos 20 anos de fundação, lança, em programação realizada na Filmoteca Acreana, que vai de 29 de junho a 1º de julho, o documentário “Daqui onde estou dá para ver o Brasil”.

O filme é uma produção independente lançado graças ao apoio de 102 apoiadores de 15 estados brasileiros por meio de financiamento coletivo em campanha de arrecadação realizado no Catarse e apresenta esses 20 anos de história por meio de imagens, documentos e depoimentos de significativas vozes acreanas e de outros estados do Brasil.

O documentário conta com a presença de historiadores, jornalistas e artistas brasileiros como Antônio Alves, Francisco Piãko, Kixirrá Jamamadi, Wanãn Jamamadi, Maurice Capovilla, João das Neves, Zuenir Ventura, Paulo José, Antunes Filho, Dona Ivone Lara, Monarco, Marília Pêra, Dona Lúcia Rocha, Bibi Ferreira, Amir Haddad, Zé Celso Martinez Correa e Nélson Pereira dos Santos entre muitos outros.

Fundado em 2002, o coletivo formou jovens e adultos, gratuitamente, por meio da criação de espetáculos, mostras, cineclubes itinerantes, publicações e oficinas permanentes que capacitaram aproximadamente 600 pessoas da rede estadual de ensino público na capital e em outros sete municípios acreanos.

A programação que acontece sempre a partir das 19 horas na Filmoteca Acreana está organizada da seguinte forma:

29 de junho

Nascimento do Catac

Debatedores: Antonio Alves e Jorge Henrique

Cataquista Mediador: Nony Maia

30 de junho

Temática Indígena

Debatedor: Franscisco Piãko 

Cataquista Mediadora: Samirra Ganum

1º de julho

Teatro e Cinema no Acre

Debatedores: Silene Farias e Adalberto Queiroz

Cataquista Mediadora: Maria Rita

Ficha técnica

DIREÇÃO: Flávio Kactuz ROTEIRO: Isis Farias e Flávio Kactuz. MONTAGEM: Neurivan de Barros.  DIREÇÃO DE PRODUÇÃO: Maria Rita, Nony Maia e Isis Farias ASSISTENTE DE PRODUÇÃO: Marcel Sanderson e Samirra Ganum APOIO À PRODUÇÃO: Jocilene Barroso e Kixirrá Jamamadi. ASSISTENTE DE MONTAGEM: Gabriel Martins MIXAGEM E MASTERIZAÇÃO: Bauer e Leon Marin França. 

PARTICIPAÇÕES E DEPOIMENTOS: Adalberto Queiroz, Antônio Alves, Antunes Filho, Bibi Ferreira, Binho Marques, Francisco Piãko, Francis Mary, Dona Ivone Lara, João das Neves, João Donato, Jorge Henrique Queiroz, Dona Lúcia Rocha, Marília Pêra, Maurice Capovilla, Monarco, Nelson Pereira dos Santos, Paulo José, Silene Farias e Wanãn Jamamadi, entre outros.

COLETIVO CATAC: Flávio Kactuz, Isis Farias, Jocilene Barroso, Kixirrá Jamamadi, Maria Rita, Neurivan de Barros, Nony Maia,e Samirra Ganum

CONTATOS PRODUÇÃO: 

ACRE – Maria Rita (068) 9957- 9413 Nony Maia (068) 9951-4926 e Samirra Ganum (068) 8405-1223

SUDESTE: Isis Farias (019) 99606-7438

Continue lendo

CULTURA

Conexão Multicultural Bolpebra acontece em Rio Branco, promovida pelo Governo do Acre

Publicado

em

Por

As cores, sons, saberes e sabores do Brasil, Peru e Bolívia estarão acessíveis à sociedade acreana durante uma inovadora ação do governo do Acre, por meio da Fundação de Cultura Elias Mansour (FEM), onde estarão inseridos os três países fronteiriços.

Cine e Teatro Recreio serão palcos da Conexão Multicultural Bolpebra. Foto: Acervo/FEM

O Acre sediará a primeira edição da Conexão Multicultural Bolpebra, que visa promover a troca cultural entre os três países, nos dias 30 de junho e 1º de julho deste ano. O evento ocorrerá no Complexo Cine Teatro Recreio e será aberto ao público. A programação trará uma diversidade de apresentações e serviços culturais dos três países através de formas de expressão que envolvem a música, o teatro, as artes visuais, a dança, o cinema, a gastronomia e o artesanato.

As programações terão inícios às 17 horas, e seu encerramento está previsto para às 22 horas.

A coordenadora da Conexão Multicultural Bolpebra, Simone Pessoa, destaca a importância deste intercâmbio para o fortalecimento da cultura e a aproximação destes três países.

Simone Pessoa, coordenadora da Conexão Multicultural Bolpebra. Foto: cedida

“Nosso maior objetivo é derrubar as barreiras do preconceito cultural e social que se tem entre parte da sociedade destes três países. Estamos tão ligados historicamente, socialmente ou economicamente, e não temos tido essa sensibilidade de unir nossas culturas e promover essa troca de saberes, conhecimentos e experiências. Nosso objetivo é cada vez mais entrelaçar as relações entre os países, fortalecendo assim essa conexão que só tem a somar para Brasil, Peru e Bolívia”, salienta Simone.

Na próxima semana será divulgada a programação oficial e completa do evento.

[Agência Ac]

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas