Connect with us

POLÍCIA

Corpos de casal assassinado foram retirados da primeira cova pelos executores, diz delegado

Publicado

em

Foto: Reprodução

Os corpos do casal de namorados Lidinalva de Melo Viana, de 13 anos, e José Daniel do Nascimento, de 19, mortos em setembro do ano passado, foram retirados da primeira cova, onde foram enterrados logo depois do crime. O casal foi assassinado por conta da guerra de facções criminosas. “O Daniel fazia parte de uma facção e resolveu mudar para outra e, por isso, teve a sentença de morte decretada”, disse o delegado Marcus Cabral.

“Inicialmente, eles foram enterrados em uma única cova, um sobre o outro, mas como na época os policiais da DHPP estavam próximos ao local, os criminosos retiraram os cadáveres e sepultaram em uma área de mata fechada na mesma região”, declarou Cabral.

Lidinalva era irmã adotiva da adolescente Raquel de Melo, de 13 anos, assassinada em janeiro deste ano, após ser rendida por criminosos quando saia de uma igreja. O corpo de Raquel foi sepultado na mesma região, mas o cadáver foi encontrado dois dias depois. Pela morte de Raquel, sete envolvidos no crime estão presos.

A revelação que o casal de namorados foi obrigado a cavar a própria cova e que, segundo a polícia, foram enterrados um sobre o outro foi feita nesta quarta-feira, 8, após investigadores da Delegacia de Homicídios da Polícia Civil encontrarem as ossadas das vítimas numa área de mata no Ramal do Pica Pau.

Outro fato que chamou atenção da investigação foi que os familiares do casal não procuraram a polícia para registrar o desaparecimento ou reclamar os corpos, com medo de represálias da facção. “Nenhum familiar procurou a polícia para fazer o boletim de ocorrência ou para reclamar o cadáver, temendo a facção que atua na região”, revelou o delegado Marcus Cabral.

Continuar lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POLÍCIA

Acrelândia: Batalhão Ambiental resgata filhote de Jaguatirica e prende 3 pessoas durante fiscalização

Publicado

em

Por

Ascom/PMAC

Durante uma missão de fiscalização ao desmatamento, no município de Acrelândia, os militares do Batalhão Ambiental foram abordados por um morador que queria lhes entregar um filhote de Jaguatirica (𝘓𝘦𝘰𝘱𝘢𝘳𝘥𝘶𝘴 𝘱𝘢𝘳𝘥𝘢𝘭𝘪𝘴).

O homem afirmou que o felino apareceu em sua propriedade dias atrás e desde lá o estaria alimentando, e que por isso o animal resolveu ficar na localidade. Sem saber o que fazer e temendo que crescesse e se tornasse perigoso, o morador aproveitou a presença da guarnição no local e entregou o animal aos policiais.

O pequeno felino da fauna amazônica foi trazido ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS), localizado no Parque Chico Mendes, em Rio Branco, e entregue aos cuidados especializados.

A ocorrência de desmatamento culminou na prisão de 03 pessoas e apreensão de 02 motosserras, correntes dentadas, galões de combustível, além de uma série de ferramentas. O material e os autores do delito foram apresentados na Delegacia de Polícia do município.

Continuar lendo

POLÍCIA

Detento monitorado que executou açougueiro é condenado a mais de 20 anos de prisão

Publicado

em

Por

Deivesson Souza Rodrigues foi condenado a 21 anos de prisão pelo assassinato de Vando Cunha de Oliveira. A decisão foi do conselho de sentença da 2ª Vara do Tribunal do Júri, em sessão realizada nesta quinta-feira, 17. Durante o interrogatório ao Juíz Alesson Braz, o réu confessou a autoria do crime.

Deivesson, que era detento monitorado, executou a tiros o açougueiro Vando Cunha de Oliveira. O crime, que foi registrado pelas câmeras de monitoramento, ocorreu no dia 29 de maio de 2020. Após executar a vítima com três tiros, ele depois fugiu, mas pouco tempo depois o acusado foi preso por investigadores da DHPP. Ele ainda portava a arma do crime.

Na mesma decisão que condenou Deivesson Rodrigues, o juiz da segunda vara do tribunal decretou a prisão preventiva do réu.

Continuar lendo

POLÍCIA

Polícia Militar apreende nove quilos de drogas na Rodovia BR-317

Publicado

em

Por

Ascom PMAC

Durante o serviço operacional da tarde desta quarta-feira, 16 de junho, uma equipe da 2ª Companhia, do 5º Batalhão de Polícia Militar (5º BPM), localizada em Xapuri, apreendeu 9kg de drogas, na Rodovia BR-317. Na ação, um homem de 21 anos foi preso.

Os militares estavam em deslocamento do município de Epitaciolândia para Xapuri, quando avistaram um cidadão em fundada suspeita em motocicleta. A guarnição realizou a abordagem e durante as buscas foram localizados 9 kg, sendo 6kg de oxidado de cocaína e 3kg de cocaína, além de 07 litros de gasolina, um aparelho celular, que seria usado para manter contato com a pessoa que lhe entregou o entorpecente, e outros objetos.

Segundo relatos do homem preso, ele havia pego a droga no município de Epitaciolândia e estaria levando para Rio Branco. Ele foi encaminhado à Delegacia da Cidade.

Continuar lendo

Trending

www.acrenews.com.br é uma publicação da Acrenews Comunicação

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Endereço: Área rural, 204, Setor Barro Vermelho - CEP 69.923-899

Os artigos assinados não expressam a opinião deste site.

contato@acrenews.com.br

Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas