Connect with us

POLÍTICA

Mesmo em período atípico, Gladson buscou eficiência no cumprimento de metas

Publicado

em

Agência AC

Diante do que ainda está sendo a Covid-19 no país, não há governo estadual que não tenha concentrado suas forças no combate à pandemia, em cumprimento ao seu dever constitucional de enfrentamento àquela que já é considerada a maior tragédia deste século.

Força-tarefa da vacinação promovida pelo governo do Estado do Acre em frente ao Palácio Rio Branco: mais de 5 mil pessoas vacinadas em 48 horas. Foto: Odair Leal/Secom

Portanto, diante deste cenário no Acre, e de pelo menos outros três quadros que também foram preocupantes – como as enchentes, o problema da migração de haitianos, africanos e de venezuelanos, e um grande surto de dengue -, é natural que o governo Gladson Cameli tenha se concentrado nas ações em favor de salvar vidas, reunindo esforços e recursos para a infraestrutura em Saúde, enquanto não conseguiu, de forma mais ampla, executar o seu plano de governo que fora apresentado ao Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Acre, o TRE-AC, ainda em campanha.

Governador Gladson Cameli em entrevista sobre ações contra a pandemia; a Covid-19 adiou algumas ações de governo. Foto: Odair Leal/Secom

No entendimento do pensador político, escritor e ex-deputado Moisés Diniz, com a pandemia já se vão dois anos e meio de dias muito conturbados para a administração pública. “Por isso, é perfeitamente natural que no plano do governador Gladson Cameli apresentado ao TRE-AC constem metas que ainda não puderam ser atingidas”, destaca.

Moisés Diniz atuou na coordenação política do governo Gladson Cameli. Foto: Secom

“É preciso entender que ao longo de uma administração pública são diversas as variáveis com que podemos nos deparar. E uma delas foi a pandemia”, completa Moisés Diniz, que atua na coordenação política do governo. E justamente por isso, adaptações feitas no plano foram necessárias, em decorrência dos desafios que surgiram com a disseminação da Covid-19.

Desembarque de insumos comprados pelo governo do Estado no combate à Covid-19; dedicação total contra os efeitos da pandemia. Foto: Odair Leal/Secom

Outro fator que é preciso ressaltar é que quando os novos técnicos e as lideranças políticas do governo Gladson Cameli começavam a conhecer a administração pública, originários de um 2019 que marcou a transição de 20 anos de um pensamento político e ideológico completamente diferente, o novo coronavírus mandaria a maioria para casa, quase parando a máquina pública nos seus vários setores.

Porta-voz do governo do Estado, Mirla Miranda. Foto: Secom

Pontua Mirla Miranda, porta-voz do governo do Estado, que, diante do cenário herdado em 2019, a administração Cameli sequer tinha recursos em caixa para as primeiras ações antes da pandemia. Mesmo assim, um esforço grandioso tomou conta dos gestores da pasta, para fazer valer a cidadania dos acreanos. Entre os exemplos estão o programa Ramais do Acre, da Infraestrutura, e o mutirão das cirurgias eletivas, na pasta da Saúde.

Vacinação em frente ao Palácio Rio Branco, sob a responsabilidade do Estado; mais de 5 mil pessoas imunizadas em 48 horas. Foto: Junior Aguiar/Secom

“O cenário em que nos encontramos agora é de relativa tranquilidade, com a vacinação em massa da população riobranquense paralela à da prefeitura, nesses últimos dias, muito embora não possamos relaxar com as medidas de proteção. Mas, embora ainda não tenha sido possível concretizar algumas metas programadas no plano de governo, temos muito a comemorar, como, por exemplo, a convocação dos professores em concurso público da Educação, em 2019, quando foram nomeados 200 candidatos, e a segunda chamada, em 2020, quando ingressaram outros 341”, enfatiza a porta-voz do governo.

No dia 2 de outubro de 2020, uma sexta-feira, respeitando o distanciamento, professores concursados tomam posse, no auditório da SEE; foram 341 novos docentes chamados para trabalhar. Foto: Mardilson Gomes/SEE

Efetivamente, nas duas convocações, foram 505 candidatos que agora pertencem ao quadro da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes.

Governador Gladson Cameli no dia 1° de janeiro de 2019, no lançamento do Programa Ramais do Acre, no Vale do Alto Acre. Foto: Odair Leal/Secom

Outra realização foi o programa de capacitação para jovens em conflito com a lei. Em parceria com o Tribunal de Justiça do Estado do Acre, a Secretaria de Estado de Assistência Social dos Direitos Humanos e de Políticas para Mulheres implantou o programa Suporte aos Direitos Tutelados de Proteção da Criança e Adolescente. O projeto tem o apoio também da Casa de Acolhimento Dr.ª Maria Tapajós, da Casa de Abrigo Sol Nascente, do Educandário Santa Margarida e do Instituto Socioeducativo. Nele, o Estado entrou ainda com a cessão gratuita de três veículos utilitários para a implantação e o desenvolvimento das atividades do projeto.

Autoridades do Estado, do Judiciário e do Ministério Público no dia 12 de janeiro, por ocasião do lançamento do programa voltado para jovens em situação de vulnerabilidade. Foto: Neto Lucena/Secom

O programa capacita e acompanha o desenvolvimento técnico básico e avançado em áreas profissionalizantes para jovens, com o objetivo da ressocialização e do empreendedorismo.

Lote de vacinas desembarca em Rio Branco; preocupação com a imunização das pessoas é uma das prioridades do governo Gladson Cameli. Foto: Junior Aguiar/Secom

Para o ex-secretário de Saúde do Acre, Alysson Bestene, hoje titular da Secretaria Extraordinária de Assuntos Governamentais (Segov), o Estado vem fazendo o dever de casa, cumprindo o seu papel constitucional de enfrentamento à pandemia com toda a lisura, seriedade e determinação possível. “Nossas contas estão sendo administradas com retidão, com austeridade, em obediência à lei e com respeito às pessoas, enquanto vemos país afora uma avalanche de escândalos com contratos investigados”, frisa o secretário.

Alysson Bestene também participou de um dos  atendimentos no mutirão de vacinação em frente ao Palácio Rio Branco; em menos de 48 horas foram mais de 5 mil pessoas vacinadas. Foto: Odair Leal/Secom

Enquanto chega a quase R$ 1,5 bilhão o valor dos contratos em suspeição pelos órgãos de investigação em vários estados, no Acre o governador Gladson Cameli enfrenta uma das fases mais difíceis da História caminhando com total transparência, principalmente, quando o assunto são as contas públicas.

Servidora da Secretaria de Estado de Fazenda; pasta comemora a transparência do governo Gladson Cameli com os recursos que chegam do governo federal para o combate à Covid-19. Foto: Assessoria de Comunicação/Sefaz

“O governo não enfrenta ações judiciais nem qualquer tipo de procedimento investigatório por suspeitas de fraudes. Não tememos nada que desabone as nossas contas, porque tudo está sendo feito de acordo com a legislação e aos olhos dos órgãos fiscalizadores”, lembra o titular da pasta da Fazenda (Sefaz) do Acre, Rômulo Grandidier. Para que não pairem dúvidas, os demonstrativos da Sefaz a respeito das ações da Covid-19 no Acre já foram mostrados em reportagens anteriores.

Continuar lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POLÍTICA

Márcia Bittar comenta eventos contra Bolsonaro e revela: “Vamos dar resposta à altura”

Publicado

em

Por

Após sucesso da motociata de Cruzeiro do Sul, Márcia Bittar anuncia série de eventos pro-Bolsonaro pelo Acre. Foto: cedida

A pré-candidata ao Senado, Márcia Bittar, conversou com a reportagem acerca dos atos deste sábado (24) contra o presidente Jair Bolsonaro.

Márcia, que se tornou uma das principais articuladoras do presidente no estado, organiza uma série de manifestações em favor do presidente para os próximos dias.

Sobre o ato contra Bolsonaro, Márcia dispara: “Vamos dar a resposta à altura”. Ela conta, com exclusividade à nossa equipe, que esse tipo de articulação vem de um grupo que quebrou o Brasil.

Manifestação em Cruzeiro do Sul aconteceu no dia 17 de julho, um sábado. Foto: cedida

“Acho que trata-se de mais uma artimanha da esquerda. Eles já quebraram o Brasil – sobretudo o Acre – e usam alguns da sociedade organizada para agredir e disparar injustiças contra Bolsonaro, um presidente que traz somente benefícios ao Acre”, relata.

Agenda no interior e esquenta para Rio Branco

O planejamento preliminar está da seguinte forma:

– 08 de agosto: Motociata em Feijó
– 13 de agosto: Motociata em Tarauacá
– 14 de agosto: Motociata de Rodrigues Alves, Mâncio Lima e Cruzeiro do sul

Todas as datas são preliminares e podem sofrer alterações a depender do planejamento geral. Elas serão uma espécie de ‘esquenta’, de acordo com Márcia, para o grande ato em Rio Branco, que deve contar com a presença do presidente.

Na capital, o evento deve acontecer na segunda quinzena de agosto. A data só será confirmada quando alinhada com Bolsonaro.

Manifestantes lotaram as ruas da cidade. Foto: cedida

Seguro e em prol da família

Quando questionada sobre a segurança dos manifestantes nos eventos em favor do Presidente da República, Márcia comenta que não há com o que se preocupar. Segundo ela, esses eventos são em defesa da família e do Brasil.

“Nossa manifestação é comandada por Deus para proteger as famílias e a Pátria. Vamos defender o voto auditável para para colocarmos um fim nas fraudes eleitorais e garantir a lisura das eleições”, esclarece.

Com informações de ContilNet Notícias.

Continuar lendo

POLÍTICA

Com recursos de emenda de Gladson Cameli, prefeito de Assis Brasil inicia revitalização de ruas

Publicado

em

Por

Não é só na zona rural que a prefeitura de Assis Brasil está centrando suas ações de infraestrutura. Na zona urbana da cidade as frentes de serviços também estão atuando. Na manhã deste sábado, o prefeito Jerry Correia acompanhou parte do serviço de escavação para a implantação da tubulação de drenagem na Rua Francisco das Chagas, uma via importante, onde os moradores há anos, sofrem com a falta de drenagem.

Jerry explicou que os serviços estão sendo executados com recursos financeiros liberados por meio de uma emenda parlamentar de Gladson Cameli, quando ainda estava no senado. O gestor falou ainda que a obra havia sido abandonada na gestão passada e foi retomada graças a recuperação dos recursos que já estão sendo aplicados. Após o serviço de implantação da rede de drenagem, garantiu Jerry, as equipes entram com a pavimentação asfáltica na rua.

Continuar lendo

POLÍTICA

Seinfra vai revitalizar dependências da Fundação Hospitalar do Acre

Publicado

em

Por

Agência AC | Foto: Danna Anute/Ascom

Nesta sexta-feira, 23, a Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre), em Rio Branco recebeu a visita da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra). O governo do Estado do Acre, por meio da Fundhacre e Seinfra, está melhorando a estrutura e o serviço da unidade hospitalar, com resultados positivos já para o final deste semestre de 2021.

Técnicos da Seinfra com o presidente da Fundhacre, João Paulo Silva, em visita aos recintos que passarão por readequação, entre elas a lavanderia Foto: Danna Anute/Ascom

João Paulo Silva, presidente da Fundação Hospitalar conta com a colaboração do Governador Gladson Cameli e da equipe técnica que é composta por  Narah Gleid, engenheira Civil da Seinfra, juntamente com o secretário,Cirleudo Alencar. Sendo assim, há um planejamento tático para reestruturar alguns setores da Fundhacre, sendo eles: a lavanderia, o ambulatório da ortopedia e a farmácia que atende todos os pacientes internados.

Técnicos da Seinfra com os gestores da Fundhacre; salas vão repassar por reformas Foto: Danna Anute/Ascom

Os espaços serão contemplados com reformas e mudanças estruturais para renovar e trazer melhorias de acessibilidade e mobilidade no hospital para usuários e profissionais de saúde.

“Precisamos de uma adequação estrutural na lavanderia, além da necessidade de substituir lâmpadas para uma iluminação adequada. Nesse espaço trabalham as servidoras da costura, que fornecem inúmeras peças hospitalares para todas as unidades de Rio Branco. É preciso fazer benfeitorias para assistir essas trabalhadoras, bem como, os demais profissionais da Fundhacre, já avançamos bastante, e o nosso objetivo é continuar nesse ritmo”, enfatizou o presidente da Fundhacre, João Paulo Silva.

Da esquerda para a direita João Paulo Silva, presidente da Fundhacre e o secretário de infraestrutura Cirleudo Alencar Foto: Danna Anute/Ascom

A lavandeira é um setor que precisa de uma atenção especial, já que presta um serviço para toda a unidade hospitalar. O departamento é responsável pela lavagem e distribuição de lençóis, fronhas, forros e outras peças de roupa que abastecem o centro cirúrgico e as enfermarias.

“O bem-estar de quem trabalha é nossa prioridade, e estamos no caminho para desenvolver da melhor forma a prestação de serviço para a população acreana, que precisa da saúde pública”, disse o secretário da Seinfra, Cirleudo Alencar.

Espaço da lavanderia da Fundhacre é um dos contemplados com a revitalização da Seinfra Foto: Danna Anute/Ascom

Continuar lendo

Trending

www.acrenews.com.br é uma publicação da Acrenews Comunicação

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Endereço: Área rural, 204, Setor Barro Vermelho - CEP 69.923-899

Os artigos assinados não expressam a opinião deste site.

contato@acrenews.com.br

Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia