Connect with us

POLÍCIA

Preso suspeito de matar médico acreano na BA; ele é o amigo que registrou desaparecimento na delegacia

Publicado

em

Por Acorda Cidade/ Foto: Aldo Matos

Policiais da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) e do Sistema de Inteligência da 1ª Coorpin prenderam, no início da tarde desta sexta-feira (28), o suspeito de ter matado o médico psiquiatra Andrade Lopes Santana, de 32 anos. A prisão ocorreu em um condomínio do bairro Santa Mônica.

De acordo com a polícia, o acusado, que também é médico e era amigo de Andrade, teve a prisão temporária decretada por 30 dias pela juíza titular da Vara do Júri de Feira de Santana, Márcia Simões Costa, após os investigadores suspeitarem do envolvimento dele no desaparecimento da vítima.

No condomínio, também foi encontrado o Jet Sky que, segundo o suspeito em depoimento, seria vendido a Andrade. 

Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade

Suspeito comprou âncora 

Em entrevista ao Acorda Cidade, o coordenador de Polícia Civil da 1ª Coorpin de Feira de Santana, delegado Roberto Leal, relatou que logo após a polícia dar início às investigações sobre o desaparecimento do médico, a polícia percebeu que as informações prestadas na delegacia pelo suspeito não estavam condizentes com as investigações preliminares.

“Inicialmente, no dia do desaparecimento e no dia seguinte, quando um colega de trabalho do médico compareceu à delegacia de polícia informando sobre o desaparecimento, as investigações foram iniciadas pela 1ª Coorpin e também pela Furtos e Roubos, e de imediato começou-se a perceber que as alegações prestadas pelo colega não estavam relacionadas corretamente com o que foi angariado durante as investigações preliminares. As investigações continuaram, e no dia 27, chegou-se a uma testemunha, que acabou relatando algumas informações que apontam para a participação dessa pessoa com o crime”, informou Leal.

Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade

Segundo o delegado, também no dia 27, através das equipes de inteligência, chegou-se a um estabelecimento comercial e foi verificado que o mesmo indivíduo que é suspeito, comprou uma âncora, a mesma que foi encontrada amarrada ao corpo de Andrade, e por esse motivo foi representada a prisão temporária do suspeito.

“Até o momento não conseguimos apontar corretamente a motivação para o fato. Em relação à venda da moto aquática, está descartada, principalmente pelos depoimentos coletados de amigos e outros colegas de Andrade, de que ele não veio a Feira de Santana para negociação desse Jet Sky. Ele veio justamente resolver uma pendência junto ao exército para aquisição de uma arma de fogo”, relatou.

Amigos próximos

Médico psiquiatra Andrade Lopes Santana – Foto: Reprodução.

Roberto Leal destacou que as informações apontam para a participação do suspeito no crime, porém os investigadores ainda vão buscar esclarecer se ele contou com ajuda de mais alguém no assassinato.

“As investigações vão continuar para descobrir se o crime foi cometido por ele ou se teve auxílio de algum outro colega ou amigo, ou se foi outra pessoa responsável. Essas investigações estão sendo realizadas e é necessário que se mantenha sigilo pra não prejudicar o inquérito policial. A prisão temporária foi por homicídio qualificado, crime hediondo. A vítima e o autor eram amigos próximos e colegas de trabalho e haviam agendado um encontro para desfrutar de um momento de lazer no Rio Jacuípe, quando iriam andar de Jet Sky. Vamos aprofundar as investigações para saber se o médico chegou ou não ao local”, disse.

Ainda conforme o delegado, o suspeito foi encaminhado ao Departamento de Polícia Técnica para exame de corpo delito. Ao retornar do DPT, ficará custodiado no Complexo de Delegacias do bairro Sobradinho e, na segunda-feira, deverá ser levado ao presídio regional de Feira de Santana.

Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade
Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade
Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade

Os peritos do Departamento de Polícia Técnica (DPT) constataram um disparo de arma de fogo na nuca. Além disso, havia uma corda no braço amarrada a uma âncora para o corpo não subir. O celular dele foi encontrado na cintura.

Ele estava desaparecido desde a última segunda-feira (24), quando saiu de Araci, onde morava com destino a Feira de Santana. O carro dele foi encontrado no mesmo dia em Conceição do Jacuípe.

Bombeiros, policiais militares e policiais civis da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) foram até o local para resgatar o corpo com a equipe do DPT.

Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade

O desaparecimento

O último contato do médico com amigos foi por volta de meio-dia, da última segunda-feira (24), horas depois o veículo foi encontrado, sem seus pertences. Uma queixa foi prestada na 2ª Delegacia Territorial de Feira de Santana no dia seguinte por um médico, amigo dele e suspeito do crime.

“Foi feito o registro da ocorrência e iniciou-se uma coleta de dados. Sabemos que ele saiu dia 24 com destino à cidade de Feira de Santana, onde visitaria alguns amigos e iria realizar um negócio aqui nesta cidade. Por volta das 12h, ele não mais foi encontrado por seus amigos, inclusive, se ausentou do serviço que seria escalado como médico. Por volta das 18h, o veículo dele foi encontrado pela Polícia Rodoviária Federal já na cidade de Conceição do Jacuípe, abandonado e trancado”, disse o delegado ao Acorda Cidade no dia do registro do desaparecimento.

O amigo relatou que o médico iria almoçar com uma mulher e depois enviou uma mensagem para ela cancelando o almoço, para almoçar com um amigo e marcando um jantar com ela. A mulher já foi identificada e a polícia vai ouvi-la para saber se ela tem alguma informação importante. Ainda segundo o relato, Andrade chegou a enviar uma mensagem para o amigo, dizendo que chegou ao local combinado, no Rio Jacuípe, mas o amigo não o encontrou. Após esta mensagem, o médico não respondeu mais, nem atendeu ligações.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POLÍCIA

PRF doa mais de duas toneladas de alimentos para instituições beneficentes do Acre

Ação é resultado da arrecadação de alimentos por meio da Campanha Estrada Solidária

Publicado

em

Por

PRF

Na tarde da última quarta-feira (15), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Acre realizou a entrega da última parte dos alimentos arrecadados por meio da Campanha Estrada Solidária. A última instituição a receber as doações foi a Associação Olhar Diferente, que foi contemplada junto com a Associação Cristã de Apoio a Pessoas em Situação de Vulnerabilidade (ACAPEV), que recebeu as doações na manhã da última terça-feira (14). Ao todo, no estado, foram arrecadadas 2,1 toneladas de alimentos.

Ambas as instituições atuam sem fins lucrativos e oferecem atendimento a pessoas em situação de vulnerabilidade social. Além do mais, estão devidamente legalizadas no estado e credenciadas na plataforma do Programa Pátria Voluntária, que é um programa de incentivo ao voluntariado por instituições sociais.

A arrecadação dos alimentos foi realizada na sede da superintendência no Acre, nos postos da PRF e nas filiais da rede de um supermercado da região. Além disso, no mês de agosto, foi realizado um passeio ciclístico solidário que contou com diversos apoiadores na capital Rio Branco/AC.

A campanha Estrada Solidária foi lançada dia 30 de junho e se estendeu até o dia 18 de agosto em todo o território nacional, arrecadando o total de 478 toneladas de alimentos em todo o Brasil.

O objetivo primordial da campanha  foi formar uma rede de apoio em todo o país com o intuito de ajudar as pessoas mais necessitadas.

Continue lendo

POLÍCIA

Brasileia: casal que estava com a filha de 4 anos é preso com arma de fogo

Publicado

em

Por

Ascom/PMAC

Policiais militares do município de Brasileia prenderam na tarde desta quarta-feira, 15, um casal com uma arma de fogo. A ação policial ocorreu após a guarnição ser acionada via 190.

O casal estava na praça do centro cultural da cidade, quando foi abordado. Na revista pessoal nada de ilícito foi encontrado, mas dentro da bolsa da mulher, de 21 anos, os militares localizaram uma pistola 9 milímetros com oito munições.

Os dois estavam acompanhados da filha de apenas quatro anos. Os policiais acionaram o conselho tutelar de Brasileia para prestar apoio a criança, já que o casal foi encaminhado à delegacia da cidade para serem tomadas as demais providências cabíveis ao caso.

Continue lendo

POLÍCIA

‘Operação Zaqueu’ cumpre mandados de busca e apreensão no Acre, Mato Grosso do Sul e São Paulo

Publicado

em

Por

Ascom/PCAC

A Polícia Civil do Estado do Acre, por meio da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO), com apoio do Departamento de Inteligência (DI), do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), através do programa VIGIA, e das Policias Civis dos Estados de São Paulo e do Mato Grosso do Sul, deflagrou nas primeiras horas desta quinta-feira, 16, a “OPERAÇÃO ZAQUEU”, visando o cumprimento de 26 mandados de busca e apreensão e 27 de prisão.

A operação tem como principal objetivo desarticular o núcleo de uma organização criminosa, responsável pela arrecadação de valores pagos pelos integrantes da organização, a qual possui atuação em todo o território nacional.

Os líderes deste núcleo foram presos na capital paulistana, onde a Polícia Civil cumpriu 5 mandados de busca e apreensão e 4 de prisões. A ação na capital paulista contou com a atuação de investigadores da Polícia Civil do Acre. Outros três integrantes foram presos no Mato Grosso do Sul, na penitenciária de Campo Grande, de onde coordenavam a pratica do crime.

No estado do Acre, a Polícia cumpriu mandados nas cidades de Rio Branco, Senador Guiomard, Bujari, Sena Madureira, Manoel Urbano e Epitaciolândia. Dentre os presos no Estado do Acre está a pessoa que representava a organização no estado, bem como a pessoa responsável por gerir as armas de fogo da organização e outras lideranças de bairros.

Ao total, foram 23 pessoas presas ligadas a organização criminosa, destas, cinco delas foram flagranteadas pelo crime de porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas. Além das prisões efetuadas pela Policia Civil do Acre, também foi apreendido droga, arma, munição e vasto material para embalo do entorpecente, além de celulares e balanças de precisão.

Com esta ação a Polícia Civil do Acre tenta frear o avanço da organização, reduzir os crimes praticados por este grupo criminoso no Estado do Acre, bem como diminuir o seu poder econômico asfixiando as ações criminosas.

A investigação durou cerca de um ano e contou com a participação de mais de cem policiais. Todo material arrecadado será submetido a análise pericial para identificação de outros integrantes para que sejam responsabilizados pelos crimes.

Durante este período foi possível comprovar que as pessoas presas integravam e promoviam a organização, bem como identificar que parte do grupo se dedicava a pratica do tráfico de drogas. Parte do dinheiro, arrecadado com a traficância, era repassado aos líderes para subsidiar ações da organização criminosa.

O nome da operação, “ZAQUEU”, faz referência ao líder dos publicanos, pessoas que na antiguidade possuíam a função de arrecadar impostos, para posteriormente repassar ao imperador.

O Estado do Acre, o qual possui mais de 2.000 km de fronteira internacional com dois países produtores de drogas, é um oásis para as organizações criminosas, as quais buscam rotas de tráfico para adquirir grandes quantidades de entorpecente. A Polícia Civil, atenta a posição geográfica estratégica do estado para o tráfico de drogas, busca diuturnamente combater essas organizações, sem recuar, sem cair, e sem temer.

A implantação do programa federal VIGIA, desenvolvido pelo Ministério da Justiça, possibilitou as forças de segurança estaduais a atuarem de forma mais contundente nas fronteiras brasileiras.

Os resultados apresentados, tendo como exemplo esta operação, realizada simultaneamente em 3 estados (10 municípios), são frutos do investimento do governo federal no combate à criminalidade.

A Polícia Civil do Estado do Acre parabeniza e agradece o Ministro da Justiça, seus secretários, diretores, coordenadores e demais servidores do Ministério, em especial CGFRON e CGCCO, que de forma silenciosa possibilitam a atuação das forças de segurança estaduais em todo o território nacional, de Marechal Thaumaturgo, um dos municípios mais isolados do país, a São Paulo, onde estão instalados líderes de organizações criminosas.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia