Connect with us

POLÍTICA

Secretário de Meio Ambiente do Acre, Israel Milani, divulga documento que mostra compromisso do Estado firmado na COP26

Publicado

em

O secretário de Meio Ambiente do Acre, Israel Milani, está em Glasgow, na Escócia, compondo a comitiva do Estado que participa da COP26. Como chefe da pasta que mais tem a ver com o evento, Milani acaba de divulgar o documento por meio do qual o Acre firma seus compromissos em relação ao clima.

Veja o compromisso do Acre na COP26

As mudanças do clima e seus efeitos negativos são uma preocupação comum da humanidade, especialmente devido ao aumento substancial nas concentrações de gases de efeito estufa, gerado pelas atividades humanas.

Os desafios das mudanças climáticas exigem ações em diversas áreas e implicam em mudança de padrões de consumo, manutenção da biodiversidade, e um novo modelo de desenvolvimento pautado em uma economia de baixas emissões, com inclusão social.

Temos aqui na COP uma oportunidade histórica de unir esforços e ideais para termos um Planeta, uma Amazônia e um Acre mais sustentável.

Dentre as contribuições do Acre a favor da redução das emissões, destacam-se.

1. O uso sustentável e a gestão adequada do território, com inclusão social e econômica, através do Zoneamento Ecológico Econômico do Acre, que em sua III fase de revisão, trouxe inovações com os estudos complementares de zoneamento edafoclimático e zoneamento de risco climático, garantindo o seguro agrícola para os produtores, frente a eventos climáticos extremos. 

2. Investimento no Agronegócio sustentável nas áreas abertas e consolidadas com mais de 2 milhões de hectares, com o suporte do ZEE e do Cadastro Ambiental Rural – CAR.

3. Avanço nos negócios florestais sustentáveis, através das indústrias florestais, do manejo florestal sustentável comunitário e empresarial, com iniciativas de produção sustentável em áreas da agricultura familiar.

4. Implantação do Projeto de Incremento Produtivo Comunitário – IPC para a consolidação de estratégias de produção sustentável e alcance de mercado, com vistas a inclusão social e melhoria de renda para a agricultores familiares. 

5. Fortalecimento e intensificação do cultivo e da exportação de milho, da suinocultura, avicultura, café, farinha de mandioca, além do fomento do cultivo da soja, um dos produtos campeões de exportação no país, este com mais de 85 mil toneladas em 2021, sem abertura de novas áreas de floresta.

6. Desenvolvimento da infraestrutura para o escoamento dos produtos, através da manutenção das vias e construção de novas estradas; com investimento de mais de 47 milhões de reais em máquinas pesadas e equipamentos novos para a recuperação e manutenção da malha viária rural; mais de 90 milhões de reais para a manutenção dos ramais, que beneficiam mais de 27 mil famílias acreanas residentes na zona rural.

7. Criação do Centro Integrado de Geoprocessamento e Monitoramento Ambiental – CIGMA para o monitoramento dos eventos extremos e desastres naturais, como mecanismo de adaptação e gestão de riscos ambientais.

8. Implementação do Plano de Prevenção e Controle do Desmatamento – PPCDQ como principal instrumento para a redução dos impactos das mudanças climáticas estabelecendo diretrizes, metas e ações até 2030, a partir dos eixos temáticos de Ordenamento territorial e fundiário, Cadeias produtivas e Práticas sustentáveis, Monitoramento, Controle e Fiscalização.

9. Implementação do Sistema Estadual de Áreas Naturais Protegidas – SEANP, compreendendo as Unidades de Conservação e Terras Indígenas, visando a gestão integrada, e a manutenção do corredor ecológico para a proteção da biodiversidade e dos ecossistemas, envolvendo, inclusive as áreas de fronteira do Peru e Bolívia.

10. Implementação dos Planos de Gestão Territorial e Ambiental das Terras Indígenas – PGTIs para a organização socioeconômica das comunidades, conservação dos recursos naturais, vigilância e fiscalização das Terras Indígenas, além da garantia da cultura e costumes locais.

11. Avanço no Cadastro Ambiental Rural – CAR, com mais 56 mil inscrições, avançando com a regularização ambiental dos imóveis rurais, garantindo a recuperação dos passivos ambientais em áreas de Preservação Permanente – APP e Reserva Legal – RL, através do Programa de Regularização Ambiental – PRA, com mais de 700 hectares de áreas em recuperação.

12. Fortalecimento do Sistema de Incentivos de Serviços Ambientais – Sisa (Lei 2.308/2010) fomentando a manutenção e ampliação da oferta de serviços e produtos voltados para a proteção e integridade dos recursos naturais e do sistema climático, através do Programa REM/KfW.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POLÍTICA

Paralisação dos ônibus foi estratégia de empresários para arrancar mais dinheiro da prefeitura, diz sindicalista

Publicado

em

Por

Empresas de transporte coletivo estão paralisadas a partir deste domingo, 16. Segundo os empresários, a questão se deve à falta de diesel para fazer os ônibus circularem.

Em nota, enviada para a Diretoria de Comunicação da Prefeitura de Rio Branco, o presidente do Sindicato dos Transportes do Acre (Sinttpac), Francisco Marinho, esclareceu que essa paralisação é uma estratégia dos empresários do transporte coletivo para pressionar a gestão municipal atual a liberar recursos às empresas.

Na nota o presidente do Sinttpac afirma que “não são os motoristas que tomaram essa decisão, mas sim os próprios empresários que não cumprem suas obrigações, não pagam nossos direitos trabalhistas, não pagam nem os IPVAs dos seus ônibus, não recolhem nossos FGTS, não respeitam nossos irmãos de luta, que são os motoristas e não medem esforços de dar o seu melhor”.

E acrescenta: “Essas empresas já passaram da hora de deixarem o espaço para outras que tenham respeito com os trabalhadores e usuários. O prefeito Tião Bocalom e sua equipe têm agora uma grande oportunidade de extinguir o contrato com essas empresas que não estão preocupadas em colaborar e nem cumprir sua obrigação que é prestar um bom serviço.

Lamento muito em dizer, mas com essa decisão deles, que de forma arbitrária paralisaram 100% da frota sem sequer comunicar os órgãos, instituições, imprensa e a própria RBTrans, não merecem continuar aqui. Empresários que nunca cumpriram um TAC (Termo de Ajuste de Conduta), junto ao Ministério Público, não estão preocupados com mais nada.

Estão acostumados a fazer do jeito deles, mas agora com prefeito Tião Bocalom, com o acompanhamento da RBTrans, eu acredito que será uma grande oportunidade de nos livrarmos deles para que outras empresas, possam vir e prestar um serviço de qualidade, com pontualidade e respeito aos colaboradores e usuários dos serviços de transporte.

Nós estamos apostando agora na caneta do prefeito, no apoio dos vereadores, no apoio da população, para que esse mal por si só seja eliminado pela própria escolha e decisão deles.

Estamos aqui para apoiar a decisão do prefeito em extinguir esse contrato entre empresas e poder concedente”.

Continue lendo

POLÍTICA

Gladson manda revitalizar uma das praças de esportes mais antigas do Acre, o campo da Funbesa, na Estação; Alan Rick alocou a grana

Publicado

em

Por

O campo e a quadra de uma das praças esportivas mais antigas de Rio Branco, o complexo Maracutaia, no bairro Estação Experimental, vai ser totalmente revitalizado. A ideia do governador Gladson Cameli (Progressistas) casou com o desejo do deputado federal Alan Rick (DEM), que alocou a verba junto ao Calha Norte, cerca de R$ 2 milhões, valor que o secretário da Seinfra, Cirleudo Alencar, acredita nem precisar usar todo na obra, mesmo com todas as novidades que virão, como um campo de futevôlei, cobertura na quadra e arquibancadas.

Essa semana a velha guarda da Estação Experimental se reuniu no centro do campo do Maracutaia com o deputado Alan Rick e o secretário Cirleudo para tratar do assunto. Entre os convidados, o professor Afrânio Moura, o pastor Eldo Gama e o tenente Jaime Moura, esse último representando a Associação de Moradores. Ficou combinado que o grupo escolherá o nome da pessoa que será homenageada com o novo complexo. “Tem vários nomes, mas vamos fazer uma escolha bem democrática”, disse o Jaime Moura.

Segundo o secretário Cirleudo Alencar, embora o dinheiro já esteja alocado pelo deputado Alan Rick, o processo deverá demorar uns seis meses até o início da obra. “Faz parte da burocracia, mas se Deus quiser até agosto, setembro, a gente deverá começar essa obra”, assegurou.

Continue lendo

POLÍTICA

“Seguiremos firmes, unidos e fortes” diz Jéssica, ao receber visita do governador Gladson Cameli

Publicado

em

Por

Por Wagner Lopes, do Tribuna do Acre

A pré-candidata ao Senado pelo glorioso MDB, a deputada federal Jéssica Sales postou em suas redes sociais a visita que recebeu do governador Gladson Cameli.

A parlamentar registrou o momento ao lado de sua mãe, a deputada estadual Antônia Sales e de seu pai, o Leão do Juruá e ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales. 

Jéssica está fazendo tratamento contra o câncer de mama, em São Paulo. 

Bastante emocionada com a visita de seu primo governador, Jéssica destacou a importância que pequenos gestos causam àqueles que estão enfrentando esta terrível doença.

“Meus queridos, que noite especial! Recebi a pouco a visita surpresa do meu primo governador, Gladson Cameli. Fiquei muito feliz e emocionada. O verdadeiro sentimento é aquele que expressamos em ações e pequenos gestos! Seguiremos firmes, unidos e fortes! Com Deus no controle e guiando nossos passos.”

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia