Connect with us

ACRE

A vida, a carreira e os novos desafios de Pollyana Garcia, atual gestora do Saerb

Publicado

em

Dell Pinheiro

Desde criança, Pollyana Garcia Lima Souza, segue o exemplo de seus avós e pais: o do respeito, da empatia e o da afeição ao próximo. Das responsabilidades, aprendeu cedo com a família, que sempre militou em causas sociais, o do cuidado com as pessoas, dos que mais precisam. A vivência longe dos Seus fez com que ela carregasse e trouxesse em sua bagagem, não a de viagem, mas a da vida, ensinamentos e um extenso currículo profissional em diferentes áreas do seu trabalho, das quais sempre se destacou.

“Nasci em Rio Branco no dia 19 de maio de 1983. Quando tinha entre 16 e 17 anos fui para São Paulo, isso em novembro de 1999, fazer vestibular e acabei sendo aprovada na Pontifícia Universidade Católica (PUC) Campinas, local onde morei por 11 anos. Fiz faculdade de Arquitetura e Urbanismo, e, logo depois, uma pós-graduação em Gestão de Negócios, na Mackenzie. Iniciei minha carreira profissional em Campinas, atuando em áreas residenciais e interiores”, disse Garcia.

Ela ressaltou que pouco tempo depois de sua formação, recebeu um convite para trabalhar como coordenadora de lojistas na expansão do maior shopping de Campinas, de um grupo português. “Acabou virando um case de sucesso dentro da empresa, uma experiência de trabalho marcante.  A partir desse trabalho, fui convidada para participar do time em São Paulo, foi quando me mudei para a capital para desenvolver meu ofício. Então, comecei a cuidar não somente de um shopping, mas dos 11 shopping centers da rede fazendo a interface da empresa com os lojistas, além de análise de projetos e tudo que envolvia a relação lojista e shopping”.

Pollyana falou que após esse trabalho foi convidada para ingressar no setor de eletrodomésticos. “Foi então que entrei na Via Varejo, uma empresa de grande porte, dona das Casas Bahia e Ponto Frio, me tornando gestora de obra da região Sul e Sudeste. Foi um período de grande experiência. Viajava muito, e acabei cobrindo alguns sítios do Nordeste, sempre trabalhando com gerenciamento e coordenação de projetos, e também fazendo a interface da loja com o shopping, com a área comercial, engenharia e fornecedores, sempre focando nessa parte de gestão e gerenciamento”.

A gestora destacou outros trabalhos, sua mudança para o litoral paulista, e da conclusão de uma pós-graduação nos Estados Unidos na área de administração, com ênfase em negócios e gestão. “Depois da experiência na Via Varejo acabei sendo convidada a fazer parte de um grupo que estava fundando uma empresa de shoppings, fazendo esses empreendimentos na região Sul do Brasil. Então, comecei a atuar com coordenação de projetos. Depois, atuei prestando serviço de gestão para construtoras. Em 2015 fui fazer MBA em gestão estratégica focada em varejo com módulo internacional, foi quando morei três meses em Nova York, para concluir mais essa graduação. Passando esse período, resolvi retornar para São Paulo, que sempre foi minha base. Depois fui morar em Santos para ter uma qualidade de vida e buscar novos desafios, local onde permaneci até 2018. Em 2019 ficava entre a capital e o litoral paulista”.

Lima enfatizou que quando regressou a capital paulista foi monitora de cursos da escola de negócios onde fez MBA, começando a trabalhar em uma empresa de tecnologia, iniciando como gestora de projetos e, logo depois, assumindo a convite deles, a área de manutenção e operação, da qual fazia trabalhos de individualização de água, gás e coordenação de projetos ligados a esses setores, tendo como a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), o principal cliente dessa empresa.

“Mais um desafio, que foi o de trabalhar com água, começando a entrar nessa área de saneamento. Sempre gostei de trabalhar com inovação. Foi nessa época que minha vida deu uma reviravolta, período em que meu avô faleceu em minha cidade natal, Rio Branco, aí decidi ficar um pouco mais perto da minha família. Foi quando pedi o desligamento da empresa em que trabalhava e decidi empreender na capital acreana”.

Desafio na gestão pública

Pollyana também comentou sobre os novos desafios em sua carreira profissional. Atualmente, Lima é a diretora-presidente do Serviço de Água e Esgoto de Rio Branco (Saerb). “E, coisas do destino, falo sempre assim. Fui indicada ao cargo após o prefeito eleito de Rio Branco, Tião Bocalom, ter contato com o meu currículo e me convidar para fazer parte de sua equipe. Novamente assumindo um desafio, ainda maior, que é o de gerir uma empresa não de cem funcionários, mas de trezentos. Minha vida sempre foi assim; sempre trabalhando com projetos de grande porte, assumindo áreas novas, diferentes, com desafio de gestão de pessoas e também de parte técnica. E, agora, saindo da gestão privada para a gestão pública”.

Souza disse que aprendeu a trabalhar de forma extremamente técnica e focada em resultados. “Sempre busquei dentro da minha carreira, nos desafios novos que assumo, procurar entender o outro lado, ter a empatia. Esse é o meu grande cuidado; tentar entender a realidade daqui e a realidade das pessoas, a parte mais difícil, porque aplicar regras e procedimentos já é natural para mim, agora, tenho que inserir isso dentro de um contexto e da realidade local. O tempo na gestão pública é diferente da gestão privada. Você poder sim, fazer a diferença e ter uma participação mais ativa com o meu trabalho, buscando soluções para o coletivo, o bem-estar da população de modo geral.  Isso tem sido gratificante para a minha carreira, para os meus desafios como pessoa em querer ajudar o semelhante, ainda mais fazendo isso por meio do meu ofício. O que é uma grande satisfação”, finalizou a gestora.

Continuar lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ACRE

Internado em estado crítico, artista plástico Antônio Cerezo ganha feijoada beneficente de amigos

Publicado

em

Por

O artista plástico, cartunista, e obreiro antigo da Igreja Católica na Estação Experimental, Antônio Cerezo, está internado no Into com complicações da Covid-19. O agravamento da doença nele tem relação com problemas no coração, segundo informações da família. Muito querido em Rio Branco, Cerezo vai ganhar um reforço financeiro dos amigos no dia 4 de julho, com una feijoada que será preparada na Paróquia Divino Espírito Santo.

Em função da pandemia ainda não estar controlada, os amigos do Cerezo vão fazer a feijoada, mas ao invés de comer juntos, na Paróquia da Estação Experimental, o prato será feito e levado para casa. Quem quiser ajudar, a guloseima estará pronta a partir das 11h e a marmita custará R$ 25,00 o quilo. A Viviane e a Erika são as responsáveis pelo serviço delivery. Elas estarão nos telefones 99951-4197 e 99995-1274.

Antônio Cerezo é um militante das artes no Acre desde os anos 1980. Nascido nos arredores da capital, veio jovem ainda para a cidade. Rapidamente descobriu seus pendores para a arte. Foi aluno e depois professor no Senac. É autor de obras lindas, como a homenagem às festas juninas no Acre, além de cartuns e outros trabalhos artísticos. Cerezo é também muito envolvido nos movimentos católicos, com militância no bairro Estação, um dos mais tradicionais de Rio Branco.

Continuar lendo

ACRE

Família fará homenagem hoje à primeira grávida vítima da Covid na região Norte há um ano, uma acreana

Publicado

em

Por

A família e amigos da primeira grávida vítima da Covid-19, há um ano, a acreana Patydan Épafras, se encontrarão às 17h desta quarta-feira, 23, no Lago do Amor, em Rio Branco para homenageá-la. Além da Patydan, seu bebê, José Aquilan, também perdeu a vida. Ela era esposa do vereador da capital e médico Raimundo Castro (PSDB) e filha da jornalista Rachel Richard.

“Já não temos o teu sorriso mas temos a tua história, legado que segue”, disse a mãe da Patydan, Rachel, ao AcreNews. Ela lembra que foram exatamente 23 dias que Patydan e o filho lutaram contra o Covid-19. “A luta foi grande, mas eles não sobreviveram. Resultado: estou há um ano sem ela. Vacinem-se, usem máscara e evitem aglomerações, por favor. Muita saudade dela”, lamentou a mãe.

Continuar lendo

ACRE

Forças de Segurança receberão auxílio temporário de saúde até dezembro

Publicado

em

Por

Agência AC

O governador do Acre, Gladson Cameli, anunciou nesta terça-feira, 22, a continuidade do pagamento do auxílio emergencial temporário de saúde (ATS) aos profissionais da Segurança que estão trabalhando na linha de frente e em contato direto com a população durante este período de pandemia.

O valor individual, de R$ 325, será pago por mais seis meses e beneficiará diretamente um total de 5.639 servidores efetivos e temporários atuantes nas instituições Polícia Militar (PMAC), Polícia Civil (PCAC), Corpo de Bombeiros Militar (CBMAC), Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) e Instituto Socioeducativo (ISE). O investimento com o pagamento do auxílio de julho a dezembro será de aproximadamente R$ 12,8 milhões.

O auxílio foi instituído pela lei nº 3.631 e prorrogado por meio do decreto nº 7.363. A iniciativa foi do governo do Estado, como forma de reconhecimento e de amenizar os gastos excepcionais e emergenciais decorrentes da exposição desses profissionais no cumprimento das suas funções.

“Tenho acompanhado o esforço dos nossos policiais e dos demais profissionais da Segurança Pública durante esta pandemia e nada mais justo que reconhecê-los por sua bravura e importante missão de proteger a sociedade. Eles sabem da minha admiração e do esforço que temos feito para ajudar a categoria, e esta é mais uma prova do nosso compromisso em valorização do servidor”, destaca o governador.

Continuar lendo

Trending

www.acrenews.com.br é uma publicação da Acrenews Comunicação

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Endereço: Área rural, 204, Setor Barro Vermelho - CEP 69.923-899

Os artigos assinados não expressam a opinião deste site.

contato@acrenews.com.br

Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia