Connect with us

SAÚDE

Acreana faz relato emocionante sobre como lidou com o drama da Síndrome de Burnout

Publicado

em

Por Wanglézio Braga / Foto: Arquivo Pessoal

A professora acreana Ana Paula Diniz fez um depoimento emocionante sobre como venceu a Síndrome de Burnout, um problema de saúde que ganhou visibilidade no Brasil após a demissão da jornalista de Izabella Camargo, da Rede Globo São Paulo, onde os sintomas afetaram seu desempenho no jornalismo da emissora ocasionando em quebra de contrato.

No Acre, Ana Paula Diniz recebeu o diagnóstico da doença em 2017. Ela procurou ajuda médica após sentir alguns sintomas. “Eu adquiri a síndrome por conta das cobranças no trabalho, não estava dormindo direito, tinha crises de choro no trabalho, meus pés ficam inchados, tinha náusea e um dia tive uma crise de pânico na sala de aula. Fiquei achando que um aluno que entrou com um capacete era um assaltante”, comentou ao AcreNews.

Ana avalia que é preciso dar visibilidade para os sintomas da síndrome e influenciar as pessoas a buscarem ajuda médica. Ela também avalia que no período de pandemia e pós-pandemia muitas outras pessoas possam receber o mesmo diagnóstico, no entanto, ela pede sensibilidade das empresas para com os colaboradores e que inclusive façam campanha de conscientização no ambiente de trabalho.

“No mundo pós-pandemia a preocupação com essa síndrome deverá ser constante, as crises que estamos vivendo, tanto econômica e sanitária, mudaram tudo e, com isso, os chefes e empreendedores precisam repensar sob o formato de liderança, e que no ambiente que oferece uma boa convivência os funcionários somam com eficiência no resultado final, cobranças em excesso e abuso de autoridade são elementos que adoecem a alma do trabalhador, e assim, só diminui a produção. Romantizando muitos empregos, algumas empresas matam a nossa alma. Eu vivi dias de muito sofrimento, e hoje com o conhecimento acerca da síndrome me imponho em muitas situações. Não aceito mais passar por certas situações, ainda bem que consegui um bom acomodamento com profissionais e com a ajuda da minha fé venci ”

Tratando a Burnout com medicamentos, terapias e atividades religiosas, Ana Paula recebeu uma boa notícia na última semana. Ela foi informada que poderia ser considerada vencedora após longa e exaustiva batalha contra a síndrome.

“Eu venci a síndrome de Burnout! Confesso que não foram dias fáceis e que eu não imaginava que isso poderia acontecer comigo, primeiramente porque amo trabalhar e sempre dizia ao longo da minha vida profissional que ‘eu era muito feliz em exercer minha profissão’ e segundamente que me considerava uma pessoa de fé, com isso achava que jamais poderia viver um momento tão difícil, mas aconteceu e até eu identificar que essa situação que estava vivendo era depressão levou algum tempo, e até eu começar a fazer a terapia ainda levou meses, e quando cheguei ao consultório da psicóloga que nem orientou sobre uma possível síndrome de Burnout, só assim comecei a fazer o tratamento, e a pesquisar sobre o tema, e valorizar a medicação e entender eu precisar criar condições para virar essa página”, relatou.

Nas redes sociais, a professora, que vive atualmente no município do Bujari, enfatizou que o processo do ‘alívio da síndrome’, que não tem cura segundo a medicina, ocorreu por um misto de combinações. “Minha salvação veio através da combinação da fé e da vontade de conviver com os meus alunos, já que ensinar é uma das minhas maiores paixões. E só hoje me sentia à vontade para falar abertamente sobre esse assunto, depressão é algo muito sério, e síndrome de Burnout é uma das piores sensações que alguém pode sentir na vida, o medo de ficar sem os valores financeiros te faz ficar no fundo do poço”, acrescenta e finaliza: “Por isso, é que sempre falo: incentive as pessoas, ninguém sabe as guerras internas que elas estão passando, ouçam seus amigos, deixe um bilhetinho na mesa do seu colega de trabalho com simples bom dia! Isso pode mudar a vida de alguém que esteja passando exatamente o que eu passei numa verdadeira guerra com um oponente invisível”.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SAÚDE

Gladson manda suspender exigência de carreira de vacinação e teste de Covid em aeroportos do Acre

Publicado

em

Por

O Governo do Estado voltou atrás e decidiu que não vai mais exigir carteira de vacinação e teste contra Covid-19 dos viajantes nos aeroportos do Acre.

A informação foi dada à nossa reportagem pela porta-voz do Governo, Mirla Miranda.

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre) estava elaborando o plano com a exigência, a partir de uma determinação do governador Gladson Cameli.

“Optamos por suspender a medida, mas o plano foi entregue pela secretaria. O governador pensou nessa exigência como uma forma de evitar a proliferação do vírus e o avanço da variante Delta”, destacou Miranda.

Mirla explicou que os problemas jurídicos enfrentados por outros Estados que adotaram a medida foram os fatores considerados pelo Governo do Acre para a decisão sobre a suspensão.

“As outras unidades que adotaram a medida enfrentaram problemas jurídicos consideráveis e, por isso, preferimos evitá-los por aqui”, finalizou.

Em agosto desse ano, a justiça federal atendeu a um pedido do governo do Ceará e determinou que viajantes com destino ao Ceará comprovassem que estão vacinados completamente contra a Covid-19 (com duas doses ou dose única) ou apresentem realização de teste negativo para detecção do coronavírus, feito em até 72 horas antes do voo.

Com informações ContilNet.

Continue lendo

SAÚDE

Acre decide continuar vacinando jovens mesmo após MS recomendar apenas casos de comorbidades

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

Uma nota técnica do Ministério da Saúde (MS) publicada nesta semana recomenda a imunização contra a Covid-19 apenas em adolescentes portadores de deficiências, com comorbidades ou doenças crônicas e privados de liberdade.

O assunto pegou muitos estados de surpresa a ponto de suspenderem a vacinação de criança e adolescentes. Outros resolveram não adotar a medida. Acre é uma das unidades da federação que continuará vacinando, normalmente, esse público.

A confirmação da continuação da imunização de pessoas acima de 12 anos com e sem comorbidades partiu da assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre), após contato da reportagem do Acre News.

Até ontem (16), inúmeros veículos de imprensa do país noticiaram que o Acre, Alagoas, Amapá, Pará, Paraná, Rondônia, Roraima e Sergipe não haviam feito alguma manifestação sobre a nota técnica do MS.

Hoje (17), pelo menos 14 estados brasileiros decidiram manter a campanha de vacinação contra a covid-19 para adolescentes entre 12 e 17 anos sem comorbidades.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) publicou nota manifestando seu posicionamento contrário à medida do MS e a fala do ministro da autarquia sobre o assunto.

Continue lendo

SAÚDE

Covid-19: Acre segue estável no número de infecções descobertos via testes de farmácia

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

Considerado uma alternativa para quem não quer aferir infecção por Covid-19 na rede pública de Saúde, os testes de farmácia seguem sendo realizados nas lojas do país. Hoje (16) a Abrafarma, associação das farmácias do país, divulgou um levantamento sobre o número de resultados positivos para a doença por meio de testes rápidos.

A entidade diz que os resultados positivos seguem em queda, assim como também a realização de novos exames, sendo considerado “o menor patamar deste ano”.

Nos exames, que podem avaliar antígenos ou anticorpos, foram detectados cerca de 25,3 mil casos da doença no período, quantidade registrada pela última vez no final de 2020. Os dados colhidos dizem respeito a 30 de agosto e 5 de setembro.

Acre e Paraná mantêm-se estável no número de casos descobertos por meio de testes. Os estados de Amazonas, Mato Grosso do Sul, Paraíba e Roraima tiveram alta nos resultados positivos na comparação com a semana anterior. Os registros apontam queda em todos os outros estados.

A Abrafarma lembra que “todos os testes rápidos das farmácias possuem registro na Anvisa e são realizados por farmacêuticos treinados, que seguem um rígido protocolo para garantir a segurança e confiabilidade dos

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia