Connect with us

ACRE

Andorinhas infestam praça central de Cruzeiro do Sul, em frente a Catedral Nossa Senhora da Glória

Publicado

em

Um bando incontável de andorinhas ‘tomou’ o centro da cidade de Cruzeiro do Sul, a segunda maior cidade do Acre, nos últimos dias, numa manobra natural para essa época do ano. Só que desta vez o número causou espanto aos moradores. O professor Kesil de Freitas fez o flagrante com seu celular e enviou a redação do AcreNews, espantado com a revoada.

CONHEÇA ESSA ESPÉCIE

As andorinhas são aves passeriformes de pequenas dimensões, pertencente à família Hirundinidae. São aves que possuem beleza, elegância e agilidade em seu voo e realizam longas migrações. No mundo, são conhecidas cerca de 80 espécies de Andorinhas que estão distribuídas por todos os continentes, exceto a Antártida. A maior espécie do Brasil é a andorinha-grande (Progne chalybea), de cauda bifurcada, que mede cerca de 20 cm e pesa aproximadamente 43g.

Azul por cima, tem o peito castanho-cinzento, ladeado também de azul. Uma das menores, vistas com frequência também no Brasil, é a andorinha-pequena-de-casa (Notiochelidon cuanoleuca), que mede cerca de 12cm de comprimento e pesa apenas 12g.

Caracterizam-se por serem aves de pequeno porte, com asas longas e pontiagudas, cauda, em geral, claramente bifurcada, bico e patas curtas. De modo geral seu colorido é azul-metálico ou pardacento no lado superior; a parte ventral de muitas espécies é branca ou, mais raramente, com ornatos avermelhados. São aves insetívoras, que se alimentam de insetos que capturam durante o voo, com o bico aberto, como se fosse um funil. Acredita-se que cada cria de andorinha necessita de aproximadamente mil e quinhentos insetos por dia para se desenvolverem. Para se ter uma ideia, em apenas 20 dias uma família de andorinhas é capaz de consumir mais de 200.000 insetos. Vale ressaltar que o emprego de inseticidas causa frequentemente a morte de muitas andorinhas, pois elas podem ingerir insetos envenenados, que de certa forma contribui para o declínio de sua espécie.

Os ninhos são normalmente feitos com lama, restos vegetais e saliva e, são encontrados em barrancos, árvores e vistos com frequência em estruturas edificadas pelo homem como estábulos, barracões, garagens, pontes, túneis, açudes, barragens, entre outros. A andorinha vai transportando estes materiais no bico, até sentir que o seu ninho está perfeito e suficientemente resistente, para acolher seus filhotes. Tanto o macho como a fêmea se ocupam com a construção do ninho que é usado durante anos seguidos. As andorinhas possuem um sentido de orientação tão aguçado que depois de voar centenas de quilômetros em migrações, conseguem voltar exatamente ao mesmo ninho.

A fêmea põe de 3 a 5 ovos brancos, que são chocados pelo macho e pela fêmea durante duas semanas.  Os pais se revezam na alimentação dos filhotes, que são alimentados no ninho por 26 dias e começam a abandonar o ninho com cerca de um mês de vida. Os filhotes saem do ninho, mas a família continua unida até que eles sejam completamente independentes.

No inverno, as andorinhas abandonam os locais frios, a procura de alimentação farta e migram para locais mais amenos e no final do inverno voltam em bandos barulhentos à sua região natal. Este retorno anuncia que a primavera está chegando. Vale lembrar que a maioria das espécies de andorinhas pode viver até oito anos, com exceção da andorinha-do-mar, que pode viver por vinte anos. Isso significa que uma andorinha-do-mar pode voar 20 vezes ao redor do mundo durante toda sua vida.

ACRE

Procissão encerra o Novenário de Nossa Senhora da Glória em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

Por

A procissão do Novenário de Nossa Senhora da Glória, um dos maiores eventos religiosos de toda a região Norte, marca o encerramento do evento religioso nesta segunda-feira, 15.

A tradicional festividade, que acontece em Cruzeiro do Sul, não era realizada há dois anos, consequência da pandemia de covid-19.

“Esse é o momento de renovar a nossa fé. Depois de dois anos de pandemia, as famílias voltam a se encontrar. É lindo ver filhos, mães e pais se reunindo para louvar a Nossa Senhora da Glória”, disse o governador Gladson Cameli.

O chefe do Executivo participou da procissão, onde encontrou amigos e colegas, e o bispo do município, Dom Flávio Giovanale.

Para a celebração, em homenagem à padroeira de Cruzeiro e outros municípios do Acre, a expectativa era de cerca de 30 mil fiéis.

Emocionada, a irmã Socorro Almeida, do convento Irmãs Franciscanas, de Cruzeiro do Sul, deu o seu relato sobre o retorno da atividade:

“Essa volta significa muito para a nossa religiosidade. Hoje é a conclusão desse lindo espetáculo de fé, isto é, o povo reunido ao lado da Mãe”, contou.

Durante todos os dias do evento, que se iniciou no dia 5 de agosto, ocorreram atividades e arraiais no Centro de Cruzeiro do Sul, em homenagem à santa.

“Essa é festa da ressurreição de Nossa Senhora, de quando ela se elevou a santa. Os fiéis que caminharam aqui hoje provaram que o corpo é templo do Espírito Santo”, afirmou o bispo Dom Flávio Giovaneli.

Continue lendo

ACRE

Piracema de mandi chega em Boca do Acre e rio lota de pescadores profissionais e amadores

Publicado

em

Por

Evandro Cordeiro

A famosa piracema do mandi, peixe de couro da água doce que migra para cabeceira dos rios da Amazônia nessa época do ano, acaba de chegar em Boca do Acre. No final de semana o Rio Acre ficou ‘pinhado’ de pescadores, entre os quais profissionais e amadores. Se sobrar, dizem peixeiros de Rio Branco, daqui uns 20 dias os cardumes chegam em Rio Branco.

Continue lendo

ACRE

Neste domingo, Rio Branco bateu recorde de calor em 2022

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Wanglézio Braga

Que o domingo (14) foi bastante quente no Acre, todo mundo já sabe. O que não se sabe é que um recorde foi alcançado. Os termômetros apontaram a maior temperatura do ano na capital acreana, Rio Branco: 35,5°C. A marca foi alcançada na região do Aeroporto Internacional de Rio Branco – Plácido de Castro.

De acordo com o pesquisador Davi Friale, do Tempo Aqui, o calor deve continuar até a próxima quinta-feira (18) quando uma forte onda de frio polar chegará ao estado, derrubando bruscamente a temperatura.

“Ela acentuará a temperatura, caracterizando uma típica friagem da Amazônia Ocidental, cujas temperaturas mínimas deverão oscilar entre 10 e 13ºC, no leste e no sul do estado”, disse em postagem feita hoje (15).

O “Mago do Tempo” também fez um alerta sobre a ocorrência, a possibilidade de temporais. “Alertamos para a alta probabilidade de ocorrência de temporais entre quinta-feira e sexta-feira, com chuvas fortes, raios e ventos, cujas rajadas poderão passar de 50km/h, em alguns pontos”, concluiu.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas