Connect with us

GOSPEL

Como o hoje perito criminal e músico João Valbecir tirou proveito de uma longa temporada na prisão para mudar de vida, a partir de sua convenção ao cristianismo

Publicado

em

Evandro Cordeiro

Quando o João Valbecir Alves Barbosa, hoje com 53 anos, se preparava para o sucesso, em meados dos anos 1980, como repórter da Rádio Novo Andirá, eis que o destino lhe prega uma peça. Ele comete um homicídio, ocorrência sobre a qual prefere nem lembrar, e vai parar na penitenciária Francisco d’Oliveira Conde, onde ficou oito anos. A reclusão ao invés de assassinar os sonhos do Valbecir, deu nele coragem para lutar. Ele achou no evangelho de Jesus Cristo a mola propulsora para seguir. Além de trabalhar e promover ações sociais dentro da cadeia, como campeonatos de futebol, ele também seguiu os estudos. Foi exatamente na prisão que ele concluiu o antigo segundo grau. Ao terminar a pena, deu sequência na busca pelo conhecimento e profissionalização. Hoje é um perito criminal, com pós-graduação. Além do mais é músico intérprete e instrumentista. É com ele que o AcreNews bate um papo rápido com objetivo de esmiuçar essa história, capaz de servir de força para outras pessoas submetidas ao mesmo infortúnio.

A ostentação daquilo que ele acha mais valioso, o comprovante do que aprendeu na academia, os brasões de perito

AcreNews – Quem é esse Valbecir que hoje se apresenta nas redes sociais tocando e cantando, com cara de vitorioso?

João Valbecir – João Valbecir Alves Barbosa é um homem feliz. É formado em investigação forense e perícia criminal pela faculdade Uniasselvi, tendo acabado de concluir uma pós-graduação na mesma área, em investigação forense e perícia criminal. Portanto, perito criminal de fato e de direito.

AcreNews – Como foi sua história até chegar na confortável situação que você se encontra hoje?

João Valbecir – No final dos anos 1980 iniciei como repórter esportivo, tendo trabalhado na antiga rádio Novo Andirá Capital e também iniciado como músico, interpretando e compondo. Recentemente gravei um EP de músicas de vários artistas, uma destas que faz muito sucesso, “Sonho contigo e acordo agitado”, de Jorge Cardoso (in memorian). Naquela época, durante uma bebedeira, infelizmente, cometi um crime de homicídio, sendo julgado e condenado pela Justiça e conduzido as dependências do presídio Francisco d’Oliveira Conde. Lá fiquei por quase oito anos, pagando pelo meu erro.

AcreNews – O que significou para o senhor essa longa cadeia? O sistema prisional é capaz de ressocializar pessoas?

João Valbecir – O sistema prisional em si não ressocializa ninguém. Pelo contrário. As pessoas chegam ali muitas vezes por cometerem crimes considerados pela Justiça como de forma mais brandas, tipo: crimes de furto e ao invés de serem ressocializadas, passam a conviver com bandidos de alta periculosidade, que cometeram crimes hediondos e recebem um ensinamento de como se tornarem criminosos. Por isso que a reincidência é muito grande. Sempre as mesmas pessoas saindo e voltando do sistema prisional. Para se ressocializar, uma pessoa tem que ter interesse próprio de querer mudar de vida. Mas isso é muito difícil. Existem muitas barreiras aqui fora e muitos desistem e voltam a vida criminosa.

Ele recebeu o troféu após seu time vencer um torneio

AcreNews – O que você fez dentro da penitenciária para mudar a sua vida, que parece que serviu até para outras pessoas?

João Valbecir – Por ter um excelente comportamento recebi o direito de trabalhar internamente para abater minha pena, uma vez que a lei de execuções penais garante o direito a três dias trabalhados abater um dia da sentença. Então fui convidado pelo então diretor, o doutor Felismar Mesquita, a fazer parte de um trabalho de ressocialização. O esporte foi o recurso encontrado para que esse projeto fosse realizado. Eu era o responsável pela formação das equipes de futebol dos pavilhões e também treinador da seleção de futebol do presídio. Passamos cinco anos invictos, inclusive jogamos com várias equipes de fora do sistema, inclusive o time do Vasco da Gama aqui do Acre e ganhamos o jogo. Esse trabalho foi registrado pela TV 5, com o repórter Alberto Casas. Foi legal demais. Muitos presos começaram a pensar de maneira diferente sobre suas vidas no crime.

A seleção do presídio dirigida pelo João Valbecir, que ficou invicta cinco anos

AcreNews – Como você conseguiu virar perito criminal. Seus estudos seguiram dentro do presídio?

João Valbecir – Sim, me formei e pós-graduei depois até sai de lá, mas tudo começou lá dentro. Deixa eu falar. No mesmo dia que cheguei naquele lugar me arrependi profundamente do que tinha feito. Então tomei a decisão de estudar mesmo lá dentro do presídio. Pedi ao doutor Felismar Mesquita e ao delegado Nilson Oliveira uma autorização para que meus livros e cadernos pudessem entrar. Eles, de pronto, me atenderam. Aí os presos que já tinham nível superior me davam aulas. Era tudo bem rigoroso e muito bom. Eu terminei o segundo grau e falei pra minha família: vou sair daqui e fazer faculdade. Dito e feito. Ao sair de lá não parei com meus sonhos. Foi muito difícil, mas graças a Deus hoje sou pós-graduado em perícia criminal e não vou parar por aqui. Vou fazer mestrado e chegar ao dourado. Aí meu sonho estará realizado.

AcreNews – O senhor está prestando serviço em sua área. Passou em algum concurso?

João Valbecir – Infelizmente existe uma lei que não permite ser empossado em cargos públicos na minha idade, mas trabalho atendendo na minha profissão de perito criminal. Sou habilitado para todas as áreas de perícia tais como: criminologia, medicina legal aplicada a investigação criminal, direito processual penal, química e toxicologia. Enfim todas as áreas científicas de investigação forense e perícia criminal.

AcreNews – O senhor é evangélico, né? Como foi esse encontro com Deus?

João Valbecir – Foi a melhor decisão da minha vida, foi a melhor coisa. É algo inexplicável o encontro com nosso Salvador Jesus Cristo. Isso foi fundamental para todas as mudanças na vida, que começaram pelo meu coração.

AcreNews – Como o senhor está vivendo no momento para sobreviver?

João Valbecir – Sou músico profissional e presto serviços como freelancer na área de vendas.

GOSPEL

Trio quadrangular: Alan Rick, Antônia Lúcia e Antônio Pedro realizam primeiro grande evento de campanha com evangélicos

Publicado

em

Por

“Cresci na igreja, levado pela minha saudosa avó Ondina. Sou cristão e sempre coloco Deus à frente de tudo na minha vida. Então, começar com os irmãos, em oração é simbólico pra mim. Agradeci pela força que nos sustentou até aqui e orei para que Deus nos abençoe nessa caminhada pela união do Acre em prol de um futuro melhor para o nosso povo.”

Essa foi a fala do candidato ao Senado da República Alan Rick (União Brasil) sobre a participação no primeiro grande evento de campanha: um culto com os fiéis das igrejas Quadrangular do Acre.

Ele, Antônia Lúcia, candidata a deputada federal pelo Republicanos e Antônio Pedro, candidato a deputado estadual pelo União Brasil receberam a benção do pastor presidente da Quadrangular do Acre, Raimundo Moreira, as orações e o carinho dos evangélicos. O “trio quadrangular” posou para fotos, fez o corpo a corpo e distribuiu material de campanha.

Pastor Moreira declarou apoio também a reeleição de Gladson Cameli ao governo do Acre e de Jair Bolsonaro a presidência da República.

O evento foi realizado na noite desta terça-feira, 16/08, no Maison Borges. Os fiéis lotaram o local.

[Assessoria]

Continue lendo

GOSPEL

Escritor e pastor Eldo Gama lança nesta terça-feira, 16, sua mais nova obra literária sobre escatologia

Publicado

em

Por

O escritor e pastor Eldo Gama está lançando nessa terça-feira, 16 de agosto de 2022, em Rio Branco-Acre, às 19h30m na sede da Igreja Batista Filadélfia, mais uma obra no seu extenso acervo literário que conta com mais de quarenta obras publicadas, sendo este o escritor cristão com o maior número de obras publicadas no Acre, cuja maioria de seus escritos tem como conteúdo a capacitação e formação de liderança, a edificação da família, o desenvolvimento pessoal, o alinhamento com o propósito de Deus, e agora, de modo bem inovador decidiu trazer à luz um tema não menos importante que os demais – a escatologia bíblica – que é o estudo das últimas coisas. Contudo, o autor afirma que explorar esse tema não é novidade, visto que em 2021 lançou o livro “A Escatologia do apóstolo Pedro”. – “Falar das coisas que estão por acontecer é uma tendência natural dos últimos tempos”, admite o escritor.

O novo livro tem por tema “O que acontecerá no Último Dia”, que segundo o mesmo, essa obra decodifica o pensamento dos profetas do Antigo Testamento, e que é ratificado pelos apóstolos do Novo Testamento. Entretanto, Eldo Gama afirma que este novo livro não é um livro de uma escatologia que ele chama de convencional, mas que trata exclusivamente do Último Dia sobre a Terra, que nada mais é do que o Dia do Juízo Final. – “Muitos teóricos sempre se debateram para falar sempre da vinda de Cristo antes disso, ou depois daquilo, contudo, sabemos que numa linguagem esportiva, o jogo só acaba quando o juiz dá o apito final. É isso que verdadeiramente importa”. E nesse dia, conclui: – “Será o principal evento da história do Planeta Terra. Além da volta de Jesus, esse dia envolve a ressurreição dos homens, o seu julgamento final, a destruição dessa Terra que conhecemos para ser transformada em uma nova, além da implantação do estado eterno, quer seja para os salvos ou para os perdidos”.

Segundo o autor, “O que acontecerá no Último Dia” é um livro para elucidar muitos questionamentos e refutar ensinamentos considerados questionáveis. Por isso que ele apresenta algo bastante inovador através de gráficos e mapas mentais, textos comparativos, além de usar a metalinguagem e a linguística aliadas ao conhecimento teológico afim de edificar seus leitores, e acima de tudo, prepará-los para aquele grandioso dia – o Último Dia.

Continue lendo

GOSPEL

Deus começa a cumprir promessa feita a pastor do Acre e ele ministra no Sul do país

Publicado

em

Por

Evandro Cordeiro

O pastor Hugo Walysson, de 29 anos, presidente do Ministério Profético Jesus é o Salvador das Nações, cuja sede é estabelecida no Loteamento Jaguar, bairro Apolônio Sales, em Rio Branco, Acre, começa a viver promessas de Deus feitas recentemente. Ele está há uma semana no Sul do País, onde participou, como ouvinte, da ‘Semana Profética de Ponta Grossa’, no Paraná, numa conferência denominada ‘Incedeia Paraná’, que aconteceu de 11 a 13 de agosto, organizada pelo Apóstolo Luiz Hermínio, de Santa Catarina, com mensagens aplicadas por ministros de vários lugares do Brasil e do mundo. “Foi uma benção. Aprendi muito”, diz ele.

Mas pastor Hugo não foi apenas ouvir outros pregadores no Sul do País. Nesta segunda-feira, 15, ele era o ministrador, agora em Toledo, Minas Gerais, numa igreja conduzida pelo pastor Paulo Martin, uma referência na região, com uma visão de expandir pelo Brasil e mundo. Ele só retorna ao convívio de seus discípulos na próxima quinta-feira, 18. Hugo é um dos profetas emergentes do Acre e, além de pregar para os inúmeros membros de sua igreja, é um dos mais requisitados do momento para ministrar em outras igrejas pelo Acre.

Esses avanços na carreira do pastor Hugo é fruto de promessas recentes. “Um dia Deus me mostrou, enquanto eu orava, o Norte e o Sul do Brasil e me disse: tudo isso te darei. E Ele começa a cumprir”, conta o ministro acreano.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas