Connect with us

POLÍCIA

Detento é estrangulado por colega de cela no Presídio de Senador Guiomard

Publicado

em

Foto: Reprodução

O detento Waldecir Silva do Carmo foi assassinado no Presídio de Senador Guiomard por um colega de cela. O crime ocorreu na tarde desta segunda-feira, 7, na cela 217, na ala 22.

De acordo com informações do Iapen, após ser agredido com uma sequência de socos, Waldecir foi arrastado da cama para o chão. Depois teve um lençol enrolado ao pescoço e foi estrangulado. O homicídio aconteceu por volta das 13h40. Segundo o IAPEN, vítima e acusado cumpriam isolamento cautelar por desobediência.

Um desentendimento entre os detentos teria sido a motivação do homicídio. O autor do crime, que não teve o nome revelado, foi preso em flagrante. Logo depois, após assumir a autoria do assassinato, foi encaminhado para Delegacia,

O IAPEN divulgou nota sobre o caso no início da noite desta segunda-feira.

Nota Pública

O Governo do Estado do Acre, por meio do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), vem a público informar que:

1. Por volta das 13h40 desta segunda-feira, 7, a Unidade Penitenciária do Quinari, localizada no município de Senador Guiomard, registrou o falecimento do detento Waldecir Silva do Carmo que se encontrava em isolamento cautelar por desobediência juntamente com outro preso na cela 217 da ala 22;

2. Ao verificar o ocorrido, os policiais penais de plantão indagaram o segundo detento sobre o que havia acontecido. Este informou que arrastou Waldecir Silva do Carmo de cima da cama e que com um lençol provocou o enforcamento da vítima.

3. Uma equipe do Instituto Médico Legal esteve no local para a realização de perícia e procedimentos de praxe.

4. Diante dos fatos, o Iapen informou a família de Waldecir Silva do Carmo sobre o ocorrido e prestará todo o amparo estabelecido em lei. Também se solidariza, manifestando o mais profundo pesar pela perda repentina, desejando que Deus conforte os familiares e amigos neste momento de dor.

5. O Iapen destaca que, de acordo com o Observatório de Análise Criminal do Núcleo de Apoio Técnico do Ministério Público do Acre, há 190 dias não se registrava morte no Sistema Prisional do Acre.

6. O Iapen informa que a Unidade Penitenciária do Quinari funciona dentro da capacidade, não havendo lotação, e que acompanhará toda a investigação necessária para a devida elucidação do crime.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POLÍCIA

Envolvidos na execução de sogra da ex-secretária de Fazenda do Estado começam a ser julgados

No banco dos réus estão os mandantes e os executores do crime

Publicado

em

Por

Alisson Souza Olinda, Marciano Melo Marinho, Antônio Eliel de Souza Gomes e os irmãos Francisco e Jeferson Almeida da Silva estão sendo julgados pelo assassinato de Cosmo Ribeira Moura e Tereza da Silva Santos. A sessão é realizada nesta terça-feira, 28, na 1ª Vara do Tribunal do Júri no Fórum Criminal.

O duplo homicídio aconteceu no dia 16 de janeiro do ano passado, quando a residência do casal, localizada na região do Belo Jardim, foi invadida pelos criminosos durante a madrugada. Cosmo Ribeiro e Tereza da Silva estavam dormindo quando foram surpreendidos pelos bandidos. Marido e mulher foram executados a golpes de fação e a tiros.

Tereza Santo era sogra da ex-secretária de Fazenda do Estado Semírames Plácido. Os autores do crime, de acordo com a investigação da Delegacia de Homicídios, fazem parte de uma organização criminosa que atua na região.

A previsão inicial é que o júri se estenda até o início da noite.

Continue lendo

POLÍCIA

PF faz busca e apreensão na casa de assessores de Raimundo Neném, vereador investigado por compra de votos

Publicado

em

Por

No dia 28 de setembro de 2021, a Polícia Federal deflagrou a operação SINE VOX II com o objetivo de reprimir os crimes de corrupção eleitoral (compra de votos), transporte ilegal de eleitores e falsidade ideológica eleitoral ocorridos nas eleições municipais do ano passado (2020) na cidade de Rio Branco/AC.

Foram cumpridos 2 (dois) mandados de busca e apreensão expedidos pelo Juiz Eleitoral da 1ª Zona Eleitoral da cidade de Rio Branco/AC e 8 policiais federais participaram da operação.

Durante as investigações, verificou-se a existência de indícios de formação de uma organização criminosa com a finalidade de cometer os crimes de corrupção eleitoral, transporte irregular de eleitores e falsidade ideológica eleitoral durante as eleições de 2020 na capital acreana. O alvo da operação é o núcleo administrativo da organização.

A operação é resultado do aprofundamento das investigações referentes à operação SINE VOX deflagrada no dia 20 de maio de 2021, ocasião em que foram cumpridos 4 (quatro) mandados de busca e apreensão, incluindo o gabinete de vereador da cidade de Rio Branco/AC, bem como na residência deste parlamentar.

As investigações tiveram início em março de 2021 após chegar ao conhecimento da Polícia Federal a existência de mensagens, em um grupo de aplicativo de mensagens instantâneas, na qual um dos alvos afirmou que angariou o valor de R$ 50,00 (cinquenta reais) por ter votado em determinado candidato a vereador nas eleições municipais. O alvo ainda frisou que, se soubesse que obteria aquele valor, teria avisado a todos os componentes do grupo.

Na operação SINE VOX II, 4 (quatro) pessoas ligadas ao parlamentar municipal são investigadas, suspeitas de serem as responsáveis por organizar o pagamento de votos a eleitores, bem como realizar o transporte ilegal de eleitores no dia das eleições. Somadas, as penas do crime de corrupção eleitoral, transporte irregular de eleitores e organização criminosa podem chegar a 18 (dezoito) anos de reclusão.

O nome da operação (SINE VOX), em tradução livre do latim para o português, significa “SEM VOZ”. Este nome foi escolhido pois quando uma pessoa vende o seu voto ela perde o direito de falar, ou seja, de exigir dos seus representantes eleitos melhorias para toda a sociedade.

Continue lendo

POLÍCIA

Segundo envolvido na morte de pastor na Transacreana é preso

Publicado

em

Por

Hualeson Pereira Cavalcante teve a prisão temporária decretada por envolvimento na morte do pastor Raimundo Araújo Costa, de 62 anos. O acusado foi preso durante uma ação de investigadores da Delegacia de Combate a Roubos e Extorsões da Polícia Civil, a DCORE.

O foragido foi localizado no Conjunto Novo Horizonte, após um longo trabalho de investigação dos policiais. “Ele mudava de local constantemente para escapar da polícia”, disse o delegado Leonardo Santa Bárbara.

O pastor Raimundo Araújo Costa foi assassinado no dia 9 de abril deste ano. O crime aconteceu em uma propriedade rural localizada no km 70 da Estrada Transacreana. Um dia antes de matar o evangélico, o grupo criminoso fez um arrastão no Ramal Macarajuba, localizado no km 68 da rodovia. Vinte e oito colonos foram rendidos, amarrados e trancados de uma casa. As vítimas permaneceram no local por quase oito horas.

Hualeson Cavalcante é o segundo acusado no crime a ser preso. No mês passado os investigadores cumpriram o mandado de prisão contra Raimundo Nonato Nascimento. O delegado Leonardo Santa Bárbara disse que a investigação continua.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia