Connect with us

POLÍCIA

Em Jordão, policiais civis são acusados de abuso de autoridade e tortura psicológica contra menor de 11 anos

Publicado

em

O que seria uma comemoração de aniversário, tornou-se um verdadeiro trauma para o menor P. R. S, de 11 anos, morador da cidade de Jordão, no interior do Acre. Na noite de terça-feira, 27, quando a criança (segundo o ECA é considerado adolescente a partir dos 12 anos) e mais três amigos festejavam o momento no terreiro da casa do seu pai, o professor Bió, com tereré (erva mate) e música numa caixa de som, foram abordados pelos agentes Alailson e Mezaqui, acusando-o de seres usuários de drogas.

O menor de 11 anos e os três amigos foram levados até a viatura e passaram por uma revista durante cerca de trinta minutos, no meio da rua. Em seguida, os policiais algemaram os três colegas de P. R. S e levaram para a Delegacia, mesmo não tendo encontrado nada de ilícito com eles.

Ao chegar na delegacia, a tortura psicológica foi ainda maior, relatas os menores. Porque os policiais mandaram que eles tirassem a roupa. Além de fazer ameaças, querendo que eles confessassem ser traficantes.

O professor Francisco Souza Sombra (Bió), que também trabalha com a venda de açaí, narra que o filho está horrorizado com o que viveu nas mãos dos servidores públicos da área de segurança pública. “Estou decepcionado, aqui no Jordão aconteceu um fato, no aniversário do meu filho, a Polícia Civil de Jordão, pegou ele, encostou no carro, pensando que ele era um traficante, um maconheiro (choro). E aí meu filho saiu pra rua, no comércio o cara perguntou se ele fumou droga, uma criança de 11 anos porra. Uma criança de 11 anos jamais poderia fazer isso. Ele não quer sair nem pra rua, para entregar uma coisa, porque tá com medo da polícia.  Porque no aniversário dele, vieram aqui bagunçaram, levaram meu celular, a caixinha de som. Levaram os caras para delegacia e fizeram do que fizeram. Deixaram o cara nuzinho. Até um cara suspeito de estar com corona foi preso, no meio de cinco pessoas lá dentro”, conta o pai da criança.

“Rapaz, nós tava aqui, na casa do Bió, dentro do quintal dele, bebendo um teres, eu moro aqui, vim lá do Muru trabalhar. Aí, têm uns colegas que vem beber teres, aí eles chegaram e levaram o menino para o meio da rua. Passaram uma meia hora com nós lá. Em pé no meio da rua, fizeram nós dormir na delegacia tudo nu. Foi uma depressão pra nós, porque no meio da sociedade, a gente fica meio queimado, o pessoal tudo vendo nós, tudo jovem, atrás de trabalhar e estudar”, conta um dos jovens que acusam os agentes.

Nossa reportagem entrou em contato com os policiais citados para ouvir a versão. Contudo, nenhum dos dois respondeu as mensagens de WhatsApp, apesar de visualizar. Também ligamos no celular do PC Mezaqui 68 99234**32, ele atendeu, mas quando dissemos do que se tratava, a ligação caiu. 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

POLÍCIA

Deputado diz que filho teve livramento após acidente de trânsito em Rio Branco

Publicado

em

Por

O Deputado Estadual Roberto Duarte, usou suas redes sociais para dizer que o seu filho, Roberto Neto teve um livramento, após um acidente de trânsito nesta quarta-feira, 17, em Rio Branco.

Roberto Neto, foi socorrido por uma equipe médica do SAMU e encaminhado ao Pronto Socorro, o filho do parlamentar trafegava pela Avenida Ceará, em um veículo modelo Polo, quando um veículo modelo Spin avançou a rotatório. Com o impacto a SPIN foi jogada contra um poste de energia, que por conta da violência do impacto caiu em cima do carro de Roberto Neto, o jovem sofreu uma forte bancada na cabeça.

De acordo com os médicos, Roberto Neto teve um traumatismo craniano leve, no taxi estavam cinco passageiros, que iriam para Sena Madureira. Duas mulheres foram socorridas pelo SAMU e encaminhadas ao Pronto Socorro.

O local foi isolado e o laudo da perícia criminal vai apontar quem estava errado.

Continue lendo

POLÍCIA

Ex-agente penitenciário que assassinou e decapitou esposa é condenado a mais de 20 anos de prisão

Publicado

em

Por

O ex-agente penitenciário Ivanhoé de Oliveira Lima foi condenado por ter decapitado a esposa, Larissa Aurélia Costa Silva, de 17 anos. A decisão foi do Conselho de Sentença da 2ª Vara do Tribunal do Júri e Auditória Militar.

O réu terá que cumprir 23 anos de prisão em regime fechado. Na mesma decisão, o juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri e Auditória Militar, Alesson Braz, negou ao acusado o direito de recorrer em liberdade da sentença em liberdade.

O julgamento foi realizado na manhã desta quarta-feira, 17, no Fórum Criminal da Comarca de Rio Branco. Durante o interrogatório o ex-agente penitenciário assumiu a autoria do crime.  Em juízo, o réu disse que matou a esposa porque estava sob efeito de entorpecentes.

O homicídio ocorreu em fevereiro de 2020, na residência do casal, localizada na Rua C, Vila Jorge Kalume, na Estrada do Barro Vermelho. Além de decapitar a esposa, o réu pegou a cabeça e jogou em frente à casa da mãe da vítima, que ficava a poucos metros do local do crime.

Continue lendo

POLÍCIA

Dois são presos por estupro em Marechal Thaumaturgo

Publicado

em

Por

Ao final da tarde da última terça feira, 16, a Polícia Civil em Marechal Thaumaturgo cumpriu dois mandados de prisão preventiva em desfavor de L. R. S., 46 anos e F. R. S. de L., 20 anos, ambos pelo crime de estupro de vulnerável.

Pesa, contra L. R. S., de 46 anos, acusação de estupro de vulnerável por ter sido filmado mantendo relações sexuais com uma menor de 13 anos de idade, a qual possui déficit cognitivo. As informações foram levadas pelo Conselho Tutelar até a Polícia Civil, sendo representado pela prisão do infrator.

Já em desfavor de F. R. S. de L., de 20 anos, pesa a acusação de ter mantido relações sexuais mediante o uso de força com uma menor de idade. Para manter o crime em sigilo, F. R. S. de L. proferiu ameaças contra a vida da vítima e de seus familiares.

A Polícia Civil do Estado do Acre vem intensificando suas ações de combate a criminalidade em todas as regionais no sentido de coibir quaisquer tipo de ação delituosa.

Insta salientar que, tais ações contam com apoio do Ministério da Justiça, através do Programa Guardiões da Fronteira, contribuindo sobremaneira no combate a criminalidade.

[Ascom/PCAC]

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas