Connect with us

SAÚDE

Empresário acreano muda de vida ao encontrar a cura nas plantas e abre loja para comercializar fitoterápicos e ajudar outras pessoas

Publicado

em

O empresário Weuder Henrique Jucá da Silva, de 51anos, nem conseguia mais dormir, tampouco fazer a atividade com a qual mais se deleita, jogar futebol. Era dor para todo lado no corpo e, claro, total indisposição. Foi aí que apareceu na vida dele a fitoterapia, o tratamento com ervas. “Um achado que mudou minha vida”, disse ele ao AcreNews, para sintetizar o momento em que vive, depois de secar a gordura do fígado, emagrecer e até mudar de atividade, ao trocar o restaurante que tocava por uma loja na qual comercializa essas plantas que curam.

Weuder Jucá, ou Santos, como é mais conhecido entre os amigos de entretenimento, chegou aos 50 anos como maioria dos homens, sentindo o peso da idade em decorrência de inconvenientes ocasionados pela má alimentação. A possibilidade de entrar para a terceira idade doente apavorou o Jucá, até um amigo lhe apresentar a cura pelas plantas. “Foi aí que mudei meu estilo de vida e ganhei muita saúde, porque as plantas oferecem cura até para a alma. Algumas delas são tão poderosas que elevam nossa autoestima”, explica.

Tudo começou após o Weuder ser diagnosticado com Covid

O próprio Weuder Jucá contou a reportagem do AcreNews como achou as plantas para mudar sua história. “Eu tive Covid logo no início da pandemia e o primeiro médico disse que eu tava com dengue. Três dias depois eu fui em outro médico e este constatou que eu tava com Covid. Daí ele me encaminhou para Upa, porque meu caso era de internação. Na Upa o primeiro médico disse que eu tava com dengue e aí passou uns antibióticos. Piorou pra mim. Até que o segundo médico descobriu que eu tava com Covid e também passou alguns antibióticos também. Então eu tava tomando vários antibióticos para a mesma coisa e isso me preocupou muito. Fiquei mal. Por isso fui pesquisar, fui estudar para tratar meu fígado, os rins, por conta dessa bomba de antibióticos. Fui me aprofundando no assunto e aí fiz um curso pela USP de São Paulo, de fitoterapia, fiz um outro, pela faculdade de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, depois fiz uma mentoria no Rio de Janeiro com a doutora Jane Nogueira, também nessa área de plantas medicinais. Por fim fiz um curso de terapeuta fitoterápico. Entoa abri a loja para mostrar as pessoas os benefícios da planta medicinal na minha vida, na vida dos meus familiares, dos meus amigos mais próximos. Eu pude indicar as plantas em algumas situações e realmente ver o resultado bastante satisfatório, como é o caso de pessoas que jogam bola comigo e que não estavam mais conseguindo, por conta de dores reumáticas, artrite, artrose. Eu mesmo preparei uma tintura de sucupira e passei para eles. Todos eles ficaram muito bem, como eu fiquei. Eles e eu voltamos a jogar bola e a loja tá aberta agora com uma variedade muito grande, não só de chás de ervas medicinais na sua forma natural, como também cápsulas em tinturas, com suplementação, porque o alimento é o nosso remédio. Então eu tenho aqui vários alimentos em cápsulas e minerais também temos aqui uma grande variedade”, contou.

ENDEREÇO DA CURA

A loja do Weuder Jucá foi aberta na rua Isaura, 152, Bosque. O contato direto com o fitoterapeuta é pelo telefone 68 99229 6860.

O QUE É FITOTERAPIA?

Fitoterapia é uma técnica que estuda as funções terapêuticas das plantas e vegetais para prevenção e tratamento de doenças. Médicos, nutricionistas, farmacêuticos, fisioterapeutas e outros profissionais são capacitados para indicar fitoterápicos aos seus pacientes, com o objetivo de melhorar o organismo, ajudar no combate de doenças e atuar na prevenção de problemas de saúde.

Origem

O termo tem origem grega: “phyton”, que significa “vegetal”, e “therapeia”, que remete a “tratamento”. Desta forma, a técnica tem como base uma cultura milenar de uso das plantas para cuidar da saúde.

Vale destacar que a fitoterapia é somada a estudos e análises no campo científico continuamente. Neste contexto, as pesquisas avaliam a atuação química, toxicológica e farmacológica das plantas medicinais e dos princípios ativos.

Como funciona a fitoterapia?

As plantas produzem naturalmente substâncias para o seu próprio desenvolvimento. Seja para o crescimento, a reprodução, para a defesa de adversidades ambientais ou para a sua formação, elas acabam produzindo compostos ativos que apresentam importantes efeitos terapêuticos para o corpo humano.

Quando os benefícios relacionados a essas substâncias são evidenciados, elas podem ser utilizadas em medicamentos fitoterápicos, manipulados ou industrializados. Ainda há opções com a planta in natura, como os chás.

É importante ressaltar que os compostos bioativos das plantas passam por um processo de ensaios, análises e acompanhamento das instituições públicas de saúde para garantir o uso adequado e seguro.

Quais são os benefícios da fitoterapia?

Além da positiva atuação nos tratamentos de saúde, a fitoterapia apresenta outros benefícios, como a composição natural, a biodiversidade disponível e menos efeitos colaterais. Acompanhe a seguir mais detalhes de cada um deles.

Composição

A fitoterapia conta exclusivamente com substâncias de origem vegetal para a composição de medicamentos fitoterápicos, sem componentes sintéticos.

Biodiversidade

As inúmeras espécies de plantas e alimentos de origem vegetal abrem possibilidades para a descoberta de novos ativos e soluções fitoterápicas. Especificamente, o Brasil apresenta uma grande diversidade de vegetais, o que pode fomentar o desenvolvimento da técnica e mais opções serem disponibilizadas.

Efeitos colaterais

O fato de um medicamento ser natural não quer dizer que não apresenta efeitos colaterais ou contraindicações! Por isso, o acompanhamento do profissional da saúde é recomendado.

Além de saber o que é fitoterapia, é importante conhecer substâncias que produzem os efeitos da técnica. Dentre elas, os fitoquímicos são importantes ativos para a proteção da planta e de alimentos de origem vegetal, como frutas, verduras, grãos e algas.

Confira como os fitoquímicos podem também proteger o corpo humano.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

SAÚDE

Gladson e Ana Paula levam o menino Guilherme para imunizar contra a Covid-19

Publicado

em

Por

Foto: Reprodução

O governador Gladson Cameli (PP) e a primeira-dama Ana Paula estiveram hoje (28) num posto de vacinação para iniciar o processo de imunização do único filho do casal, Guilherme. O garoto recebeu uma dose da vacina disponível na rede do Sistema Único de Saúde (SUS) no Acre. A iniciativa dos pais, além de proteger a criança também foi encarada como uma forma de incentivar os pais a levarem os pequenos aos postos de vacinação.

“Hoje foi dia de levar nosso Guilherme, que já é um rapazinho, para vacinar. Quero aqui incentivar você a também levar o seu filho (…) Ele acabou de tomar a vacina, o motivo é de fazer esse vídeo é para incentivar os pais, não deixem para amanhã o que o se pode fazer hoje. Estamos nessa luta, vamos proteger as pessoas e vamos cuidar de proteger os nossos filhos. Vamos tomar a vacina, vamos dar um basta no que essa pandemia provocou”, disse em vídeo Gladson.

A primeira-dama também registrou o momento da vacinação em Guilherme e enfatizou a importância da imunização dos menores, classificando como um ato de amor. “Esperança, fé e gratidão! Quem vacina um filho prova todo o seu amor em forma de um único gesto. Vacinar é um gesto de amor (…) Gui é um rapaz forte e inteligente, cheio de vida, sou grata a Deus por esse presente tão lindo que ele me deu. Se você ainda não levou seu filho, irmão, mãe, pai ou avós para vacinar não perca tempo. Vacinas salvam vidas!”, concluiu Ana.

Continue lendo

SAÚDE

Boletim da Fiocruz coloca Rio Branco no grupo de alerta crítico para Covid-19

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Wanglézio Braga

Com 80% de aumento no número de casos de Covid-19, Rio Branco é uma das nove capitais do Brasil que apresentaram altos índices e, portanto, está incluída no grupo de alerta crítico para a doença, segundo Boletim da Fiocruz publicado, hoje (26), no seu portal.

Além de Rio Branco, foram citadas ainda as cidades de Porto Velho (89%), Macapá (82%), Fortaleza (93%), Natal (percentual estimado de 89%), Belo Horizonte (95%), Rio de Janeiro (98%), Cuiabá (89%) e Brasília (98%).

Já Manaus (75%), Boa Vista (70%), Palmas (69%), São Luís (64%), Teresina (percentual estimado em 79%), Maceió (65%), Salvador (67%), Vitória (77%), São Paulo (71%), Curitiba (71%), Florianópolis (69%), Porto Alegre (60%), Campo Grande (79%) e Goiânia (75%) estão na zona de alerta intermediário.

Para chegar a esses números, a Fiocruz avalia os indicadores de leitos de UTI para adultos no Sistema Único de Saúde (SUS). A Nota Técnica reforça a importância de avançar na vacinação e endurecer a obrigatoriedade do uso de máscaras e do passaporte vacinal em locais públicos. Os pesquisadores também sugerem a promoção de campanhas de orientação à população e o autoisolamento quando do aparecimento de sintomas.

Continue lendo

SAÚDE

Governo realiza imunização de crianças do Educandário Santa Margarida contra a Covid-19

Publicado

em

Por

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado Saúde (Sesacre), realizou nesta terça-feira, 25,  uma ação de vacinação contra a covid-19  no Educandário Santa Margarida, em Rio Branco. Foram vacinadas 17 crianças com idades entre 5 e 11 anos.

Crianças do Educandário Santa Margarida são imunizadas contra a covid-19. Foto: Odair Leal/Secom

A atividade foi organizada por meio da equipe estadual do Plano Nacional de Imunização (PNI), que, em parceria com a coordenação do Educandário, disponibilizou as doses pediátricas, imunizantes que têm composição e frasco diferentes daqueles destinados a adultos e adolescentes.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou em dezembro o uso da vacina da Pfizer contra covid-19 em crianças, por isso o Ministério da Saúde incluiu a faixa etária de 5 a 11 anos no PNI.

Faixa etária dos 5 aos 11 anos foi adicionada ao Plano Nacional de Imunização. Foto: Odair Leal/Secom

Quanto a possíveis reações da vacina, Renata Quiles, coordenadora do PNI estadual, explicou que as mais comuns são semelhantes aos sintomas da gripe, como febre, dor de cabeça e mal-estar físico.

A coordenadora afirmou ainda que eventuais reações diferentes dessas devem ser comunicadas às equipes da Saúde para notificação, acompanhamento e tratamento da criança, até o desaparecimento dos sintomas.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas