Connect with us

ESPORTE

Futebol vs pandemia

Publicado

em

Na Marca da Cal Fotos: Manoel Façanha

A escolinha do Rei Artur segue ensinando a arte de praticar futebol para dezenas de crianças e adolescentes da cidade de Rio Branco-AC. O projeto chegou a ficar parado por mais de um ano por conta das restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus, mas com a nova classificação de risco para conter o avanço da doença na cidade de Rio Branco-AC, as atividades foram retomadas no meio do ano seguindo todos os protocolos de segurança estabelecidos pelas autoridades sanitárias.

Com vasto conhecimento e inúmeros contatos no meio esportivo, o técnico Artur Oliveira explica que o objetivo da escolinha não está focado apenas no compromisso de lapidar seus alunos para a prática futebolística, mas também no aspecto educativo da atividade física.

Coronavírus e os seus impactos entre crianças e adolescentes

Comissão técnica e atletas da Escolinha do Rei Artur posam para fotografia no mês de agosto 2021. Foto/Manoel Façanha

Não é segredo pra ninguém que a pandemia do coronavírus trouxe inúmeros problemas para a sociedade mundial. A permanência em casa e a limitação das atividades ao ar livre durante o agravamento da pandemia trouxe alguns transtornos para crianças/adolescentes. Neste período cresceu a impulsividade das crianças com perturbação de défice de atenção e hiperatividade (agitação excessiva das crianças). O técnico Artur de Oliveira, proprietário da escolinha, comentou que muitos pais de alunos já estavam exaustos com o confinamento dos filhos dentro de seus lares para frear a curva de contágio do vírus. No entanto, com a liberação das atividades físicas, graças principalmente ao avanço da vacinação e à diminuição dos números de contágios/óbitos, veio a propiciar um grande alívio para esses pais.

Atletas da escolinha realizam trabalho tático no Ginásio Artur Soccer. Foto/Manoel Façanha.

Se por um lado a pandemia do novo coronavírus impulsionou um contato maior das crianças e adolescentes com as tecnologias (aulas on-line, por exemplo), por outro, o tempo excessivo de ecrãs (tela, display, monitor) trouxe os perigos relacionados com a internet e o cyberbullying (bullying realizado por meio das tecnologias digitais), isso sem falar da possibilidade de levar essas crianças/adolescentes a problemas diversos na saúde física e mental.

Fora a esses problemas, Artur Oliveira comentou ainda que neste período de inatividade da escolinha, os atletas não somente ganharam sobrepeso, mas também, caíram de produção física e técnica. “Foi preciso muito trabalho e dedicação da parte deles para voltarmos ao patamar antipandemia”, revelou o treinador.

O técnico Paulo Roberto Oliveira orienta treino de finalização na escolinha do Rei Artur. Foto/Manoel Façanha.
Atletas da escolinha Rei Artur em mais um dia de atividade no ginásio Artur Soccer. Foto/Manoel Façanha.
O técnico Paulo Roberto Oliveira aplica treino de finalização. Foto/Manoel Façanha.

Seguindo os protocolos sanitários

Apesar da pouca idade e aguardando com ansiedade a aplicação da primeira dose da vacina para o novo coronavírus, Samuel mostra maturidade de adulto ao não largar o uso da máscara durante os treinamentos realizados na escolinha. Segundo ele, esses cuidados todos estão relacionados à política de prevenção adotada por ele para que a mãe e a avó não venham a contrair o vírus da covid-19. “Eu sigo os protocolos rigorosamente e não largo minha máscara pra nada durante os meus treinos” revelou o atleta que durante a semana completou 12 anos.

Samuel é um “ativista” quando o assunto é o uso de máscara na escolinha. Foto/Manoel Façanha

Esse tipo de protocolo seguido à risca por Samuel contribuiu de forma direta para que nenhum caso de covid-19 tenha sido registrado entre os alunos da escolinha do Rei Artur nesta retomada das atividades. Outros alunos da escolinha também costumam a usar o equipamento com frequência, como é o caso do atleta Ian.

Atletas da Escolinha Rei Artur usam máscara durante treino com bola no ginásio Artur Soccer. Foto/Manoel Façanha.

Uma musa entre a garotada

Nicole é estudante secundarista da escola João Calvino. Foto/Manoel Façanha.

Única mulher da escolinha, a estudante Nicole, de 16 anos, apesar de não apresentar tanta intimidade com a bola nos pés, não se intimida e busca seguir com alegria as orientações dos professores durante as aulas para evoluir na modalidade. Segundo ela, o despertar para fazer aulas de futebol veio após assistir um jogo-amistoso da escolinha. “Meu irmão, Nicolas, já fazia parte da escolinha e, eu, ao assistir, recentemente, um jogo amistoso, achei bastante divertido tudo aquilo e pedi a minha família para também fazer parte das aulas”.

A jogadora Nicole com o sorriso aberto para familiares na arquibancada do ginásio Artur Soccer. Foto/Manoel Façanha.

Lukinha: o craque precoce

Luquinha, assim como é chamado entre os coleguinhas, chegou à escolinha do Rei Artur após chamar a atenção dos técnicos Paulo Roberto Oliveira e do próprio Artur Oliveira em jogo amistoso. O pequeno craque faz parte do grupo de atletas que recebe bolsa para praticar aulas gratuitamente na escolinha do Rei Artur. Um dos que elogia a qualidade técnica de Lukinha é o professor Paulo Roberto. “Lukinha é do tipo da criança que já nasce com talento para o futebol, precisando apenas lapidá-lo para que ele venha a alcançar voos mais altos”, resume o técnico Paulo Roberto.

O talento rendeu a Lukinha uma bolsa na escolinha do Rei Artur. Foto/Manoel Façanha

Veloz, atrevido com a bola nos pés, o craque de 6 anos já está inserido na turma de atletas com idade acima de 9 anos, isso pela qualidade técnica já apresentada antes mesmo de chegar à escolinha do Rei Artur. Segundo ele, o pai é o irmão Iuri, que também faz parte da escolinha, são os dois grandes incentivadores do seu futebol.

O técnico Paulo Roberto Oliveira “lapida” o craque Lukinha. Foto/Manoel Façanha.

Como funciona a escolinha

Com aulas ministradas na maioria dos dias da semana nas dependências do Ginásio Artur Soccer, o técnico Artur Oliveira explica que as mensalidades da escolinha apresentam preços diferenciados, mas o valor depende do total de horas aulas que o aluno terá durante os dias da semana.

Entre as responsáveis pelo bom funcionamento da escolinha está Irlene Oliveira, esposa do Rei Artur. “Ela que cuida com muita dedicação da parte administrativa e ainda faz o trabalho de relações públicas. “Sem ela, a escolinha não funciona”, diz orgulhoso o marido Artur Oliveira.

Abib Rodrigues, Artur Oliveira, Irlene Oliveira e Paulo Roberto durante atividade no CT Artur Soccer. Foto/Cedida

A escolinha trabalha com alunos na faixa etária de 5 a 16 anos. Na kids (5 a 8 anos) as aulas são ministradas pelo professor Abib Rodrigues. Outras duas turmas, com alunos de idade entre 9 a 16 anos, ficam na responsabilidade do professor Paulo Roberto Oliveira e do próprio Rei Artur. “Nossa escolinha conta com um dos principais profissionais na formação de atleta da base de nosso futebol. Refiro-me ao experiente professor Paulo Roberto Oliveira, um verdadeiro descobridor de talentos de nosso futebol”, elogiou o ex-jogador Artur Oliveira, que chegou a brilhar no Porto-POR, Boa Vista-POR, Botafogo-RJ, Clube do Remo-PA entre outros.

Escolinha do Rei Artur. Em pé, da esquerda para a direita: Paulo Roberto, Venícius, Bruno, Rodrigo, Samuel, Nicole, Nicolas e Artur de Oliveira. Agachados: José, Murilo Mansour, João Guilherme, Murilo, Gabriel Façanha, Iuri e Ítalo. Sentados: Paulo, Manoel, Lukinha, Guilherme, Gustavo. Foto/Manoel Façanha

Entre os principais objetivos da escolinha, segundo Artur Oliveira, não está somente no fato de ensinar a pratica do futebolística, mas sim o de também satisfazer o desejo dos pais de alunos naquilo que a escolinha se propõe.  A respeito da política de novas vagas para alunos, o ex-craque disse que o contato pode ser feito pelo seguinte número: 999688958.

Guilherme, Artur Oliveira e Murilo Mansour após treino ocorrido no ginásio Artur Soccer. Foto/Manoel Façanha

Espaço amplo e moderno

Atleta Iuri, da escolinha do Rei Artur, durante treino de fundamento do cabeceio. Foto/Manoel Façanha

O ginásio conta com modernas instalações – gramado sintético (40m x 20m) que não deixa nada a desejar aos existentes nos grandes centros do país, estrutura de lanchonete, vestiários, arquibancadas e um amplo estacionamento para mais de 30 vagas.

 FRASE

“Na Escolinha do Rei Artur, o seu filho apreende de verdade!”

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ESPORTE

Baixada da Sobral ganha aula de futsal e vôlei da prefeitura de Rio Branco

Publicado

em

Por

Dircom

A Prefeitura de Rio Branco, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Esporte e Lazer Garibaldi Brasil (FGB) e Centro de Iniciação ao Esporte (CIE), ofertam, de forma gratuita, aulas de Futsal e Vôlei para crianças na faixa etária de 8 a 16 anos da comunidade da baixada da sobral.

O diretor de Esporte e Lazer da FGB, Edson Maria, afirma que o espaço do Centro de Iniciação ao Esporte propicia o desenvolvimento dessas atividades e destacou os aspectos trabalhados pela escolinha. “Criamos essas escolinhas, com crianças na faixa de 7 a 16 anos, e procuramos primeiro trabalhar a personalidade, a sociabilização, para então encontrar um talento e trabalhar os fundamentos do esporte”, enfatiza o diretor.

Um dos participantes do projeto, o coordenador de esporte Gladson Roque, destaca que o projeto é fruto do pedido da vice-prefeita Marfisa Galvão, e fala dos planos futuros. “Agora já estamos no segundo mês de sua realização, com 5 profissionais envolvidos, e pretendemos também fazer torneios da modalidade, abrir novas turmas de idades mais avançadas, para sempre desenvolver a modalidade em Rio Branco” conclui Gladson.

Estagiário de Educação Física na FGB, Lucas Oliveira, fala dos benefícios do projeto na comunidade. “É muito importante desenvolver a base na baixada da sobral com essas crianças, poder trabalhar os fundamentos básicos, além de incentivar o esporte, alegrar e levar o lazer para toda a comunidade”, destaca Lucas.

Ainda há vagas na turma de Futsal na faixa etária de 13 a 15 anos, em horário e data ainda a serem definidos, e na turma de Vôlei de 10 a 16 anos, sempre terças e quintas-feiras, das 14h às 16h. Os interessados podem comparecer ao CIE Bonsucesso, localizado no bairro Aeroporto Velho, CEP: 69914-220 (ao lado do Ginásio Coberto), e efetuar a inscrição.

CRONOGRAMA DE ATIVIDADES CIE BONSUCESSO

FUTSAL
DIAS DA SEMANAHORÁRIOQUANT. DE ALUNOS
Segunda-feira14h às 15:30hTurma fechada
Quarta-feira14h às 15:30hTurma fechada

Local: Centro de Iniciação ao Esporte – CIE Bonsucesso

Endereço: Aeroporto Velho, CEP: 69914-220 (ao lado do Ginásio Coberto)

Faixa Etária: 8 a 12 anos

Ainda a abrir: 13 a 15 anos (vagas abertas)

VÔLEI
DIAS DA SEMANAHORÁRIOQUANT. DE ALUNOS
Terça-feira14h às 16hVagas abertas
Quinta-feira14h às 16hVagas abertas

Local: Centro de Iniciação ao Esporte – CIE Bonsucesso

Endereço: Aeroporto Velho, CEP: 69914-220 (ao lado do Ginásio Coberto)

Faixa Etária: 10 a 16 anos

Continue lendo

ESPORTE

Jader de Andrade refuta convite para o cargo de treinador do Independência

Publicado

em

Por

Na Marca da Cal / Foto: Manoel Façanha

O Independência busca um treinador para a temporada 2022. O preparador físico Jader de Andrade era um dos possíveis nomes para o cargo, mas o profissional comentou que não tem interesse na função. Segundo ele, o fato de assinar contrato e ter registro no Boletim Informativo Dário da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) estão entre os empecilhos, isso justificado pelo fato de ser professor universitário (Ufac/AC). Andrade também alegou que não tem nenhuma pretensão de seguir a carreira de treinador, mas que pretende aceitar o convite para ser o preparador físico do tricolor do Marinho Monte.

A primeira opção da diretoria do Independência seria a contratação do técnico Edson Maria (Som), mas o profissional alegou que não teria tempo disponível para conciliar o seu trabalho na coordenação de desporto da prefeitura de Rio Branco com as atividades do clube tricolor.

Por outro lado, o desportista Edson Maria garantiu durante entrevista ao programa esportivo da Rádio Difusora Acreana que irá fazer parte do grupo que ajudará o departamento de futebol do Independência durante a disputa do estadual. “Neste momento não posso assumir o comando técnico do Independência, mas irei ajudar de uma forma ou outra o clube”, pontuou o profissional.

Com isso, o Independência neste seu retorno à elite do futebol local segue na busca de um nome para comandar o clube à beira do gramado.

Estreia

O Tricolor de Aço, que volta a disputar um Campeonato Acreano de Profissionais, tem estreia programada na competição para o dia 12 de fevereiro, às 17h, no estádio Florestão, contra o Tourão do Humaitá, vice-campeão da temporada 2021.

Continue lendo

ESPORTE

“Véi da Havan” pode vir ao Acre dar o pontapé inicial de jogo solidário das estrelas dias 19 e 20, em Xapuri e Capixaba

Publicado

em

Por

O empresário Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan, recebeu o convite agora há pouco para vir ao Acre dias 19 e 20, dar o pontapé inicial dos jogos das estrelas, nos municípios de Xapuri e Capixaba. “E ficou balançado”, garante o modelo Marcelo Bimbi, um dos organizadores desse evento que foi pessoalmente a Santa Catarina fazer o convite ao “Véi da Havan”.

O futebol solidário, projeto do empresário Marcos Diniz e do Marcelo Bimbi, reúne ex-jogadores de futebol e famosos da televisão, circula o Brasil inteiro. O ingresso nos estádios é sempre alimentos não perecíveis para serem doados a instruções de caridade. Em 2021 foram realizados quatro jogos no Acre, todos com muito sucesso de público.

Nos jogos dos próximos dias 19 e 20, quarta e quinta-feira, em Xapuri e Capixaba, respectivamente, está confirmada, também, a vinda do filho 04 do presidente Bolsonaro, o Renan. As prefeituras de ambos os municípios preparam seus estádios para receber as estrelas.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia