Connect with us

INTERIOR

Gladson visita obras do anel viário em Brasileia e anuncia mais investimentos para a região

Publicado

em

Agência AC | Foto: Marcos Vicentti/Secom

A obra do anel viário de Brasileia e Epitaciolândia já é uma realidade e segue o cronograma estabelecido, movimentando a economia e trazendo emprego e renda para os 50 mil habitantes da região. Com objetivo de anunciar ainda mais investimentos, o governador Gladson Cameli esteve em Brasileia, nesta segunda-feira, 16, desta vez para assinar a ordem de serviço no valor de R$ 61,5 milhões, referente ao melhoramento do km 18 e 19 do ramal que dá acesso ao anel na cidade.

Obra do anel viário de Brasileia já é uma realidade, movimentando a economia e gerando empregos. Foto: Marcos Vicentti/Secom

Em seu discurso, o governador agradeceu o empenho dos deputados federais e estaduais, prefeitos e vereadores, por ajudarem na missão que é governar o Acre.

Cameli relembrou que, ainda quando era senador da República, destinou recursos para a revitalização da Avenida Marinho Monte, em Brasileia: “E antes disso, quando ainda era deputado federal, conseguimos destinar recursos para a construção do Centro Municipal de Convivência para Idosos. É uma alegria poder contribuir para a melhoria de vida de tantas pessoas. E, como governador, me sinto motivado para fazer ainda mais e melhor”.

Ordem de serviço no valor de R$ 61,5 milhões, referente ao melhoramento do km 18 e 19 do ramal que dá acesso ao anel na cidade foi assinada Foto: Marcos Vicentti/Secom

O diretor-geral do Deracre, Petronio Antunes, relembrou a dedicação do governador Gladson Cameli: “É muito difícil a aprovação de projetos por parte do Dnit [Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes], pois são muitos projetos para serem analisados. Mas, graças ao apoio do governo federal, tivemos agilidade na aprovação. E ainda assim, eles já aprovaram o serviço de terraplanagem, geométrico e drenagem. Contamos também com apoio do Imac, para liberação das licenças e já estamos com 20 milhões na conta para esse processo inicial. Vamos trabalhar para inaugurar em dezembro de 2022”, pontuou Petronio.

Joelson Pontes, que é morador do Alto Acre, disse que a realização do anel é um sonho antigo de todos os moradores da região. “Gladson está concretizando a materialização de uma luta antiga de todos os moradores de Brasileia e Epitaciolândia. Obrigado por reunir tantos esforços para que haja esse pontapé inicial”, afirmou.

Sobre o anel viário

A obra do anel viário terá extensão de 10,3 quilômetros, contemplando ainda uma nova ponte sobre o Rio Acre. Foto: Marcos Vicentti/Secom

A obra do anel viário terá extensão de 10,3 quilômetros, contemplando ainda uma nova ponte sobre o Rio Acre. Com 251,5 metros de cumprimento, os trabalhos para a construção da estrutura estão em andamento. Nessa etapa, além do rebaixamento do terreno e das escavações necessárias para a construção das fundações e pilares, o canteiro de obras está em fase final de implantação.

Orçada em R$ 18,6 milhões, a ponte deverá consumir cerca de 550 toneladas de aço e 5,5 mil metros cúbicos de concreto. A meta é concluir o levantamento das fundações e pilares até o mês de dezembro.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INTERIOR

Pontes em Brasileia e Epitaciolândia são bloqueadas por alunos de medicina da Bolívia

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

As pontes sobre o Rio Acre em Brasileia e em Epitaciolândia foram fechadas na manhã de hoje (24) em protesto de estudantes de uma faculdade particular em Cobija, capital do Departamento de Pando. Os universitários não concordam com as exigências da Universidade Técnica Cosmos (UNITEPC) em aplicar provas do curso de medicina sem antes receberem as aulas presenciais e sem aviso prévio para os exames.

As aulas estavam sendo realizadas via conferência, modalidade virtual, com isso a maioria dos exames também estavam sendo aplicados da mesma maneira devido à pandemia do novo coronavírus. Mas, a UNITEPC avaliou o retorno imediato presencial já com os exames, provas, sem as aulas também de forma presencial.

No mesmo movimento, os alunos sugerem que por conta da aproximação do final do ano, as aulas deveriam voltar apenas em 2022. Eles justificam ainda que a pandemia não acabou e que muitos alunos que retornaram para seus domicílios como em Rondônia, Amazonas, Mato Grosso e até no Paraná. As sugestões bem como os bloqueios receberam inúmeras críticas nas redes sociais.

A UNITEPC é uma das instituições em Cobija que acolhe em seu corpo discente alunos brasileiros que cursam medicina. Até o momento, a instituição não se manifestou. O protesto continuou durante toda a manhã.

Continue lendo

INTERIOR

Epitaciolândia: acidente entre duas carretas bolivianas é registrado em vídeo

Publicado

em

Por

Câmeras de monitoramento registraram o exato momento da colisão entre duas carretas no município de Epitaciolândia. O acidente aconteceu na tarde desta terça-feira, 23, em uma das rotatórias da cidade. Os caminhões são da Bolívia.

Segundo informações, a carreta de cor verde teria avançado a preferencial quando foi atingida pelo veículo que transportava combustível. A baixa velocidade evitou um acidente de grandes proporções. Não houve feridos, apenas danos materiais.

Continue lendo

INTERIOR

Sena Madureira e Porto Walter são oficializadas no Sistema de Promoção da Igualdade Racial

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

Os municípios de Sena Madureira e Porto Walter foram inseridos oficialmente, via decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira (16), no Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir).

Além das duas cidades, também fazem parte do programa a capital Rio Branco, Acrelândia, Assis Brasil, Brasiléia, Bujari, Cruzeiro do Sul, Santa Rosa do Purus e Xapuri.

Segundo o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, o Sinapir é uma forma de organização e de articulação voltada à implementação do conjunto de políticas e serviços destinados a superar as desigualdades étnicas existentes no país.

Para Paulo Roberto, titular da Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SNPIR), o município que aderir ao Sinapir terá acesso prioritário às ações desenvolvidas pelo Governo Federal. “Entre os exemplos, consta a capacitação de gestores públicos em políticas de promoção da igualdade racial, executada em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento”, citou.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Sena Madureira e Porto Walter, juntas, têm uma população estimada em mais de 36 mil habitantes autodeclarados pretos ou pardos e cerca de 1,5 mil indígenas.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia