Connect with us

GOSPEL

STF proíbe Bíblia em escolas e bibliotecas públicas

Publicado

em

O Brasil está caindo aos pedaços, com o governo dividido entre o presidente Bolsonaro e o Supremo Tribunal Federal. Um único ministro manda mais do que todo mundo no país. Na verdade, isso aqui virou uma balbúrdia. Mesmo assim, o outro governo, o STF, encontra tempo para determinações que não cabem mais num Brasil cansado de tantas manobras e mau-caratismo em toda parte. Pois o tribunal encontrou um tempinho vago para derrubar, em votação concluída nesta segunda-feira, 12, a chamada Lei Amazonas, que obrigava a manter pelo menos um exemplar da Bíblia nas bibliotecas e escolas estaduais.

Vejam bem: não se discute aqui nenhuma religião. Neste caso, religião não entra, embora o foco seja a Bíblia. A relatora da matéria, ministra Cármen Lúcia, afirmou que a norma é uma ofensa ao princípio da laicidade estatal, da liberdade religiosa e da isonomia entre os cidadãos. Palmas para ela! Muitas palmas, auditório! https://e22293c8826ce201ffd6775b95d4a6fc.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Os ministros do STF chegaram à conclusão que manter um exemplar de uma Bíblia numa biblioteca ou escola estadual é inconstitucional. Cármen Lúcia, do alto de sua sabedoria, observou que a existência de um exemplar do livro sagrado em um espaço público estatal institui um comportamento de divulgação, estímulo e promoção de um conjunto de dogmas e crenças. A ministra adiantou que isso prejudica outros segmentos religiosos, o que configura uma ofensa ao princípio da laicidade estatal, da liberdade religiosa e a isonomia entre os cidadãos brasileiros. De acordo com a ministra, a norma desprestigia outros livros sagrados perante aos estudantes que professam outras crenças (e também aos ateus). 

A ação foi proposta em 2015 pelo então procurador-geral da República Rodrigo Janot, aquele que um dia sonhou dar um tiro na cara de Gilmar Mendes. Na verdade, essa discussão vem de longe, passando por várias esferas do Judiciário, sempre com decisões regionais. Mas agora vale para o país inteiro. Faltou pouco para Cármen Lúcia dizer que manter um exemplar da Bíblia constitui um pecado. Em nenhum momento ela se referiu à escritura como o livro histórico que também é. Isso não interessa. A ação foi transformada em questão religiosa, assim como a pandemia no Brasil virou caso político. Para quem não sabe, a Bíblia reúne um conjunto de textos religiosos de valor sagrado para o cristianismo e, de maneira parcial, para o judaísmo e o islamismo, em que são narradas as interpretações teístas da razão da existência do homem na Terra.

O livro foi escrito por cerca de 40 autores entre 1.500 a.C. e 45 a.C., do Antigo Testamento, e entre 45 d.C. e 90 d.C., do Novo Testamento, totalizando um período de 1.600 anos. Por essas informações rápidas, pode-se notar sua importância para a história da humanidade. É bom sempre repetir que não estamos discutindo religião. Discute-se, sim, as decisões tomadas pela Corte Suprema do país, sempre interferindo até mesmo nos costumes arraigados na vida dos povos que habitam a Terra. 

Continuar lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GOSPEL

Mãe de Rebeca Andrade diz que ela e filha se prepararam ‘com muita oração’

Publicado

em

Por

Gospel Mais

A mãe de Rebeca Andrade afirmou que, além do trabalho duro nos treinamentos, ela e a filha se prepararam “com muita oração”.

Dona Rosa é a mãe da ginasta que encantou os brasileiros com seu sorriso e expressão de serenidade após conquistar duas medalhas nas Olimpíadas de Tóquio: uma de prata e uma de ouro.

Nesta segunda-feira, 02 de agosto, Rebeca Andrade ficou em quinto lugar na final do solo. Sua prova foi de alto nível, mas um passo para fora após a primeira acrobacia tirou pontos, o que impediu sua conquista da terceira medalha, segundo o GE.

“A preparação foi espiritual mesmo. Somos evangélicos, então nos preparamos com muita oração e pensamento positivo porque o restante teria de ser com ela, muito treino e concentração”, contou dona Rosa a Galvão Bueno, na manhã do último domingo, 01 de agosto.

“O que ela tinha de fazer ela estava fazendo. Então o que a gente tinha de transmitir para ela era essa tranquilidade que você fala que eu tenho no jeito de falar e na base da oração mesmo”, reiterou a mãe de Rebeca.

Emoção

Quando a filha venceu a prova de salto, tornando-se campeã olímpica e a primeira brasileira a conquistar duas medalhas na mesma edição dos Jogos, a emoção tomou conta.

“Nossa, a gente ficou aqui esperando o último momento, esperando sair ali no placar, na esperança de sair o ouro, mas queríamos ouvir a sua narração, o seu grito que era ouro para só aí a gente pular. gritar. Aí a gente pulou, gritou, coitados dos vizinhos que estavam dormindo, mas não conseguimos nos conter, o coração fica a mil por hora”, contou.

Dona Rosa disse que as medalhas de sua filha são do povo brasileiro: “Ela [Rebeca] tem mesmo essa serenidade. Eu só tenho a agradecer, não tenho palavras para dizer como estou feliz por essa conquista que não é só dela é de todos a equipe e de quem acreditou nela. Essa medalha é para todos nós, todos nós mesmo”, conforme informado pelo Pleno News.

No mesmo dia, Rebeca Andrade usou as redes sociais para expressar gratidão a Deus e aos brasileiros que torceram por ela: “Deus é bom o tempo todo e o trabalho duro tá aí! Obrigada a todos pela torcida, orações e tudo mesmo!”.

Continuar lendo

GOSPEL

“Projeto Edificar”, da Assembleia de Deus Rio Branco, constrói casas para famílias carentes

Publicado

em

Por

A igreja evangélica Assembleia Deus, ministério de Rio Branco, presidida pelo pastor Luiz Gonzaga de Lima, demorou mas acabou divulgando um projeto que poderá mudar o conceito do evangelho no Acre, o “Projeto Edificar”. O objetivo é alcançar os fiéis de baixa renda. Para se ter uma ideia, já foram entregues duas casas do referido projeto e muito em breve serão entregues outras duas, sendo na regional dois, na Baixada da Sobral, e outra pelo templo sede.

Antes e depois de uma das casas beneficiadas pelo projeto

O projeto é uma cópia aprimorada de uma ideia criada na igreja Assembleia de Deus de Belém, convenção na qual a AD Rio Branco é filiada. Aqui no Acre, segundo explicou a assessoria da igreja, os beneficiados ganham a casa construída, bastando ter o terreno.

Na manhã desta sexta-feira, 30, na companhia do pastor Davi Santiago, vice-presidente da igreja, o pastor Luiz Gonzaga, presidente, visitou as obras de construção das casas do projeto Edificar, Projeto esse que visa alcançar os irmãos de baixa renda, já foram entregues 2 casas do referido projeto, e muito em breve serão entregues mais essas 2, sendo na regional 2 e outra pelo templo sede.

Continuar lendo

GOSPEL

Igrejas Batistas Regulares do Acre promovem 39ª Assembleia Geral Acre com participação de preletor paulista

Publicado

em

Por

As igrejas Batistas Regulares do Acre estão participando, na estrada da Sobral, 2598, em Rio Branco, da 39º Assembleia Geral, a AIBRAC. O evento começou dia 28 e só termina no próximo domingo, 31. Quem está ministrando a palavra é o pastor Helder Cardin, uma das autoridades brasileiras em teologia. Ele é reitor do Seminário Bíblico Palavra da Vida (Atibaia- SP), mestre, professor das áreas de Teologia, Hermenêutica e Educação Cristã nos cursos de graduação, extensão e pós-graduação.

Segundo a coordenação do evento, no Acre existem 35 igrejas Batistas Regulares, maioria na capital. Estão participando desse evento pastores de todas essas igrejas, inclusive as do interior. A programação começa sempre às 8 da manhã e termina com um culto à noite.

História

O movimento Batista Regular brasileiro tem suas raízes na América do Norte. Em 1932, é a data do surgiu o movimento Batista Regular nos Estados Unidos. No Brasil, o movimento chegou em 1935 e 1936 com os missionários William A. Ross e Edward Guy McLain, respectivamente.

O movimento

A primeira associação das igrejas batistas regulares foi oficialmente fundada em 1932, nos Estados Unidos, porém alguns anos depois chegou ao Brasil através do serviço pioneiro dos missionários americanos das missões ABWE e Baptist Mid-Missions.

​O movimento foi fundado para se opor a uma onda de liberalismo teológico que estava se espalhando pela América e Europa no início do século XX e que infelizmente já havia corrompido muitas igrejas batistas. Nesse sentido, o movimento Batista Regular é destacado pela sua firmeza doutrinária, amor inegociável a Jesus Cristo e desejo em fazê-lo conhecido em toda a Terra.

Continuar lendo

Trending

www.acrenews.com.br é uma publicação da Acrenews Comunicação

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Endereço: Área rural, 204, Setor Barro Vermelho - CEP 69.923-899

Os artigos assinados não expressam a opinião deste site.

contato@acrenews.com.br

Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia