Connect with us

POLÍTICA

Grupo quer saída de ex-presidente do PSOL, Jamyr Rosas, de comissão que vai montar chapas

Publicado

em

O pedido de afastamento do ex-presidente do PSOL, Jamyr Rosas, da comissão que vai coordenar o processo eleitoral no Acre acirra de vez o clima interno da sigla. O grupo vai pedir a saída imediata dele, devido acusações que Jamyr responde, inclusive, na polícia.

O grupo acusa o ex-presidente da legenda no Acre de não ter idoneidade moral nenhuma para estar como membro titular da comissão eleitoral, por ter sido denunciado recentemente pelo Ministério Público por fraude, falsificação de documentos e de assinaturas e uso de documento falso em prestação de contas do diretório.

Pesa também contra o ex-presidente Jamyr outro inquérito em fase de investigação na Polícia Federal, que apura um suposto esquema de corrupção no processo de eleições internas do partido no ano de 2017, que supostamente envolveu uso de documento falso, falsificação de assinaturas e coação a testemunhas.

O PSOL acreano que ao longo dos anos vem somando uma série de escândalos no estado, denunciados por dirigentes e filiados do partido, que vão desde corrupção, fraude, ameaças, brigas generalizadas, vias de fato, agora também criticam de novo Jamyr Rosas, por ter saído da direção do partido e ter colocado sua irmã Jane Rosas, que o colocou como membro da comissão eleitoral.

Em 2018 o Psol acreano foi alvo da operação Citricultor da Polícia Federal que investiga um suposto esquema de desvio de recursos do fundo eleitoral de campanha é candidaturas laranjas.

Na época Jamyr Rosas era presidente do diretório estadual, e foi proibido de entrar na sede do partido em Rio Branco, sua prisão também foi pedida pela polícia federal e negada pela justiça por questões ligadas a pandemia, mais ficou proibido de fazer contato com testemunhas.

O grupo algoz avisa que, se possível, irão à Justiça para barra-lo dentro do diretório, que podem vir a ser ainda mais prejudicial, e causar mais danos ao processo democrático, de eleições internas do partido no estado do Acre. E também acusam Jamyr Rosas de ser o responsável por levar o partido as páginas polícias do estado.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POLÍTICA

Marina faz campanha para pedir derrubada de PL que reduz a Reserva Chico Mendes e Parque do Divisor

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

A ex-ministra e ex-senadora do Acre, Marina Silva (Rede) manifestou repúdio com um Projeto de Lei (PL N°6024) que pode reduzir os limites da Reserva Extrativista Chico Mendes e ainda que extingue o Parque Nacional da Serra do Divisor. A oposicionista ao Governo Bolsonaro aproveitou para assinar uma petição endereçada aos congressistas para que eles derrubem a matéria.

“De uma tacada só o PL 6024 quer extinguir a Reserva Extrativista Chico Mendes para disponibilizar suas terras para a exploração com usos que destroem a floresta. Os interesses que o PL procura atender são o contrário dessa alternativa de uso sustentável da terra e conservação”, comentou.

Na petição que já recebeu quase 30 mil assinaturas em poucas horas após criada, ressalta que se o PL for aprovado “as áreas pertencentes a três municípios acreanos serão retiradas da Resex Chico Mendes e poderão ser exploradas pela especulação fundiária” e que o “Projeto extingue o Parque Nacional da Serra do Divisor e cria Área de Proteção Ambiental, com regras ambientais muito mais flexíveis”.

Segundo o documento, o PL “é um atentado à preservação ambiental e uma grave ameaça às famílias tradicionais da região”.  Com base nisto, Marina convidou os seus seguidores para também assinar o manifesto para “mostrarmos aos deputados e senadores que nossas riquezas naturais de milhares e milhares de anos não podem ser destruídas em função do lucro de poucos e por poucos anos”.

Continue lendo

POLÍTICA

Márcio Bittar ao deixar o MDB: ‘Vamos com calma, porque sou amigo do Alan Rick e temos responsabilidades com o Estado’

Publicado

em

Por

O senador Márcio Bittar informou oficialmente ao presidente do MDB, Flaviano Melo, nesta quinta-feira, 23, sua saída do partido. Ele vai se filiar ao PSL, que se fundiu com o DEM, do deputado federal Alan Rick.

Márcio Bittar confirmou ao Acrenews que foi convidado para presidir o novo partido, mas pediu cautela. “Vamos com calma, porque sou amigo do Alan Rick e temos responsabilidades com o Estado”, disse agora há pouco.

O presidente do MDB, Flaviano Melo, disse ao Acrenews que lamenta a saída do senador, mas que não fará nenhuma consideração. “Não tenho nada a declarar”, disse a nossa reportagem.

Continue lendo

POLÍTICA

Deputada Vanda Milani estava em seringal de Tarauacá durante vendaval de terça-feira

Publicado

em

Por

A deputada federal Vanda Milani (PROS) estava em uma colocação no seringal Maceió, as margens do rio Tarauacá, na última terça-feira, 21, antes do vendaval que resultou em muitos destroços entre Rio Branco a Cruzeiro do Sul. Ela esteva utilizando um helicóptero Robson66, por meio do qual está visitando todo o interior do Acre. Vanda está ouvindo as comunidades e os prefeitos sobre como usar suas emendas em 2022.

Logo após o vendaval da última terça, um helicóptero com as mesmas características ficou sob escombros no aeroporto de Cruzeiro do Sul e logo surgiu o boato que seria o da parlamentar. Hoje assessores dela divulgaram Milani muito bem sentada na sala de um morador do seringal Maceió, em Tarauacá. Depois a aeronave dela levantou voo e passageiros e tripulantes dormiram em Feijó.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia